Trabalho energia alternativa - Eolica e Solar

Trabalho energia alternativa - Eolica e Solar

(Parte 2 de 2)

Sistema

Energia Eolica

Sistema

Energia Solar

Extensão Rede Elétrica

FIGURA 05– GRÁFICO DE CUSTOS ENTRE SISTEMAS DE ENERGIA ELÉTRICA

Com o gráfico disponível na figura 05 podemos notar que existe uma grande diferença de custos para implantação dos sistemas. O Sistema de Geração Eólico foi o que se mostrou com custo mais atraente. Considerando que os dois sistemas possuem pouca manutenção, pois a durabilidade é de aproximadamente 20 anos, tanto para o eólico ou solar, devendo apenas executar limpeza periódica, necessitando substituição apenas das baterias que duram aproximadamente 4 anos e são aplicados para os dois tipos de sistema, verificou-se que a geração elétrica eólica ainda continua sendo mais atrativo, pois o utiliza menor número de baterias (4 de 170Ah), já o fotovoltaico utiliza maior número de elementos (12 de 220Ah), pois a geração de energia solar só ocorre quando temos sol, a noite não existe geração de energia, dependendo das baterias. No caso do eólico, pode gerar dia e noite, dependendo dos ventos, utilizando, portanto um menor número de baterias.

Neste estudo o sistema de energia eólica se mostrou com um custo muito mais atraente comparado com o sistema de energia solar. O sistema de energia fotovoltaica se mostrou 383% mais elevado que o sistema eólico. Os dois sistema tem a capacidade de geração máxima de 140kW mês.

Deve-se levar em consideração o local geográfico para cada sistema, avaliando a velocidade do vento local para o sistema eólico e para o sistema de energia solar considerar a incidência local de sol, pois dependendo da localidade pode não ser viável a instalação destas fontes de energia limpa.

Para o caso de extensão da rede de energia elétrica, o valor estimado para atendimento de uma residência a 10 km de distancia da rede elétrica, é bastante alto e o consumidor tem a fatura mensal da energia consumida.

possuir ventos acima de 6m/s

Portanto o sistema de energia Eólico se mostrou mais atrativo, se o local de instalação

[1] ENERSUD Energia Eólica Limpa e Renovável. Disponível em: <w.enersud.com.br>

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Acesso em 18 outubro 2008, 20:30hs.

[2] FILHO, N. P. – Inversores Monofásicos para Sistemas Fotovoltaicos de Energia Elétrica, São Luís - UFMA, Monografia, 2003.

[3] Economia UOL Cotações. Disponível em <http://economia.uol.com.br/cotacoes>, Acesso em 12 outubro 2008, 19:30hs.

[4] NAPER - Núcleo de Apoio a Projetos de Energias Renováveis - da Universidade Federal de Pernambuco, disponível em <http://w.ufpe.br/naper/analise.doc> Acesso em 12 de outubro 2008, 21:30hs.

[5] COELBA - Núcleo Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia, disponível em <http://w.coelba.com.br> - acesso em 15 de outubro 2008, 20:30hs.

[6] CRESESB - Centro de Referência para Energia Solar e Eólica Sérgio de Salvo Brito, disponível em http://www.cresesb.cepel.br/Publicacoes/download/Direng.PDF - acesso em 15 de outubro 2008, 20:00hs.

[7] Energia Pura Empreendimentos LTDA, Fornecedor de energia elétrica a partir de fontes renováveis.

[8] ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, disponível em <http://w.aneel.gov.br/aplicacoes/atlas/pdf >- acesso em 19 de outubro 2008, 21:17hs.

(Parte 2 de 2)

Comentários