Estudo das Pilhas Galvânicas

Estudo das Pilhas Galvânicas

(Parte 3 de 3)

A partir dos resultados obtidos, podemos confirmar o perfeito funcionamento do sistema construído, visto que medida de tensão realizada com o multímetro. De acordo com a equação para calcular o potencial total da célula, temos:

∆E = E°cat – E°anod Assim, teoricamente temos:

Reação E° (V)

Zn – Anodo Cu – Catodo

Contudo, na prática, obtivemos o valor de 1,09V. Um valor muito próximo do ideal, o que confirma a proximidade dos cálculos teóricos com a prática.

Observação: a placa de zinco ficou mais limpa, efeito causado pela oxidação da superfície do material, já a placa de cobre tornou-se escura, devido à deposição dos íons de cobre presente na solução que sofreram redução.

• FERRARO, N. G. et al. Física Básica, São Paulo: Atual, 1998. • DENARO, A.R. Fundamentos de eletroquímica, São Paulo: Edgard Blüncher.

• VOGEL, A.I. Química Analítica Qualitativa, São Paulo, Mestre Jou, 1981.

• CASTELLAN, G.W. Fundamentos de Físico-Química. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1996.

• BIANCHI J. C. A., ALBRECHT C. H. et al. Universo da Química. Coleção Delta. Ensino Médio. São Paulo: FTD, 2005.

(Parte 3 de 3)

Comentários