(Parte 3 de 10)

Condições: NECREAL W ‡

Significado dos Algarismos: Exemplo:

FNN 2 0 2 3

Aplicação: 1-) Verificar a força do Eldro para o freio tipo FNN 4030.

2-) Determinar o tipo de freio para os dados do motor indicado abaixo: N = 30CV ne = 900 rpm

Tipo do ELDRO ED 23/5 = Força = 230 N Diâmetro da polia em [ cm ]

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 13 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton Tabela de Escolha do Freio FNN (esta tabela não traz a dimensões do freio)

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 14 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

São mais freqüentemente usados. Distinguem-se por transmissão de força sem deslizamento nos dentes, relação de multiplicação constante e independente do carregamento, segurança de funcionamento, vida maior, resistência a sobrecargas, fácil manutenção, dimensões reduzidas em relação a potência e devido ao alto rendimento.

Engrenagens Cilíndricas de Dentes Retos

Por Gravidade; Sob Pressão ( ligas leves, Alumínio, Cobre, Zinco e Plástico) baixo ponto de fusão. Shell Moldin; Aplicações grosseiras ( exemplo: máquinas agrícolas )

SINTERIZAÇÃO ( metalurgia do Pó )

Para engrenagens que transmitem especialmente movimento e pouca potência; só se justifica economia para lotes de peças maior que 20000.

Exemplo: Engrenagens de bombas de óleo de motores de combustão interna. ESTAMPAGEM ( engrenagens de relógios ) REMOÇÃO DE CAVACO

Por Formação: Requerem ferramentas de formato do vão do dente, usinagem po fresa módulo necessita uma fresadora universal, um cabeçote divisor e um jogo de fresas módulo. Bastante utilizada, o incoveniente é que teoricamente para cada módulo e nº de dentes seria necessário uma fresa módulo. Na prática reduz-se o nº de F.M.

nº de F.M. 8 7 6 5 4 3 2 1 nº de Dentes 12 - 1314 - 16 17 - 2021 - 24 25 - 34 35 - 54 5 - 134135 -¥

Por Geração: Requerem máquinas especiais ( investimetno alto, possibilatam boa qualidade de engrenagens ).

Sistema Fresa Caracol ( HOB ): Máquinas tipo Renânia Sistema Cremalheira de Corte: Máquinas tipo MAAG.

Pode ser montadas pôr um ou mais pares engrenadosA
dade tangenciais de até 150 - 200m/sApresentam rendimento de 95

relação de transmissão máxima pôr par não deve exceder a i = 8. Pode transmitir potência da ordem de 20 0 - 25 0CV com veloci- - 9%.

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 15 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

DIMENSIONAMENTO DE ENGRENAGEM Nomenclatura

Passo CircunferencialP = m . p Módulom = P / p nº de DentesZ Altura da Cabeça do Dentea = m Altura do Pé do Denteb = 1,67 . m Altura Total do Denteh = a + b Diâmetro PrimitivoDp = m . Z Diâmetro de BaseDb = Dp . cosq Diâmetro InternoDi = Dp - 2 . b Diâmetro ExternoDe = Dp + 2 . a Ângulo de Pressãoq = 14º 30’ a 20º Espessura Cordalsc = m . Z . sena Altura da Cabeça Cordalac = m. [ 1 + Z/2 ( 1 - cosq )] Ângulo Cordala = 90º / Z

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 16 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton sf(tensão de flexão) sc(tensão de compressão) ssfc-(tensão de flexãotensão de compressão) tc(tensão de cisalhamento)

FR qreta tangente

2.MFtt=Força Normal:qcos

Força Tangencial:dp F tN =

Força Radial:Fr = Ft . tgq ft.m q.F ss£=Lmaxfs= tensão admissível [tabela pagina ] q= fator de forma [ depende doz eq , ver tabela a seguir]

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 17 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton q = 20º4,6 4,35 4,10 3,9 3,75 3,60 3,50 3,30 3,20q q = 14º 30’-- 5,38 5,2 5,07 4,93 4,80 4,68 4,37 4,13

Z28 34 40 50 65 80 100 até¥ -- q = 20º3,10 3,0 2,9 2,8 2,7 2,6 2,5 2,5 --q q = 14º 30’3,9 3,7 3,5 3,4 3,27 3,18 3,10 2,8 --

DADOS CONSTRUTIVOS Nestes cálculos iremos estudar “Engrenagens Evolventes”.

Curva Evolvente: É a Curva grada por um ponto fixo de uma circunferência que rola sem escorregar dentro de um outra circunferência base.

Curva Evolvente db de

Nº MÍNIMO DE DENTES: ( para evitar interferência

TIPOS DE TRANSMISSÃOq = 20ºq = 14º 30’

Pequenas Velocidades e Cargas1018 Velocidades Médias ( 6 a 9 m/s )1224 Grandes Velocidades ( > 15 m/s ) e Cargas1630 i = 8 para carregamento manual; i = 6 para pequenas velocidades; i = 3 para grandes velocidades.

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 18 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton iq = 20ºq = 14º 30’q = 15º

I = Interferência: O dente da Engrenagem não pode raspar o fundo do dente do Pinhão. ( fundo, seria o Diâmetro de Base )

D= distancia entre centros d1= diâmetro primitivo da engrenagem 1 d2= diâmetro primitivo da engrenagem 2

Projetos Mecânicos 3o Ciclo de Mecânica

- 19 -Prof. Eng. Mec. Claudinei Bigaton

ESTIMATIVA DE MÓDULO Estimativa é dada pela tabela a baixo paraq = 20º, material aço.

módulo1,25 módulo 1,5

Transmissão em (CV) (RPM) Para Pinhã o de 15 dentes

MÓDULOS NORMALIZADOS DIN 780

0,3 - 0,41,0,118,0 a 24,02,0
1,254,0,2527,0 a 45,03,0
4,57,0,550,0 a 75,05,0

[ m ]L= Largura do Dente [ m ]

(Parte 3 de 10)

Comentários