Radiologia-exame sistema urinário- Vet

Radiologia-exame sistema urinário- Vet

Aspectos Radiográficos Normais de Rins e Ureteres

Visualização variável da imagem renal quanto ao número, forma, contorno, tamanho, posição e densidade (intermediária entre água e gordura) não visualização de ureteres em radiografia simples Radiografia da cavidade abdominal de gato em projeção laterolateral

Técnica Contrastada : Urografia Excretora

Preparo prévio : jejum sólido e limpeza de TGI Contraste :

composto hidrossolúvel triiodado dose de 2 ml/Kg pv (cães e gatos) A injeção do contraste aumenta a densidade de outros órgãos também (fígado e baço)

Seqüência de radiografias : 5, 15 e 30 min. 5 min. - analisa aporte da substância, após filtração glomerular observa-se as vias excretoras intra-renais, o parênquima apresenta aumento da opacidade (divertículos, recesso da pelve e pelve renal) observa-se a condensação do iodo na bexiga; permite maior número de informações

30 min.- diminui a opacidade renal e aumenta a vesical Em função da diferença de opacidade podemos avaliar a função renal A melhor posição radiográfica é a latero-lateral

Obtém-se informações quanto a forma, contornos, tamanho, posição, região cortical e medular, eliminação do contraste, função renal e geometria das vias excretoras intra-renais

Urografia Excretora

Considerações Gerais sobre Alterações Renais

Radiografias simples :

alterações de número, forma, tamanho e posição densidades anormais : localizada ou difusa

Radiografias contrastadas :

alteração do número (ausência da imagem renal), de forma, de contornos,tamanho, posição, densidade, capacidade de eliminação do contraste e coleção de contraste extra renal

Patologias Radiográficas dos Rins

Agenesia, hipoplasia ou atrofia : retardo na eliminação do contraste (rim direito = 2,5 x L2) hidronefrose :

retenção da urina nas vias excretoras intra-renais, em fase aguda há distenção total do parênquima e em fase terminal somente a cápsula resiste

Cálculos renais : superposição de radiopacidade ao rim Ruptura renal : progressão do contraste para o espaço retroperitoneal Parasitose renal : Dioctophyme renale em rim direito Urografia Excretoraausência da imagem renal direita (hidronefrose)- imagem vesical normal - aumento das dimensões do rim esquerdo.

Pielonefrite crônica

Discreta dilatação pielocalicial Discreta dilatação de ureteres

Urografia Excretora (cisto renal simples)

Ureter ectópico

Uretrocistografia

Preparo prévio : jejum, fleetenema Contraste : composto hidrossolúvel triiodado em dose variável (média 20ml)

Sequência de radiografias : durante e após a administração Indicações : alterações uretrais e vesicais

Aspectos Radiográficos Normais da Bexiga e Uretra Contrastadas

Bexiga :

forma (piriforme), tamanho, posição, preenchimento do lúmen pelo contraste, superfície mucosa lisa, aspectos da parede vesical (espessura), capacidade de eliminação do contraste (pós-miccional) uretra : machos (prostática e peniana)

Considerações Gerais sobre Alterações Radiográficas Vesicais em Radiografia Simples

Ausência da imagem (ruptura ou vazia) alteração da forma, tamanho e posição (hérnias) opacidades anormais : radiopacos (cálculos) ou radiotransparentes (cistite enfizematosa)

Radiografias Contrastadas

Alteração de forma (causas extra vesicais) posição : estruturas vizinhas preenchimento do lúmen pelo contraste : falhas determinadas por tumores, coágulos superfície mucosa : cistite (pólo cranial) parede vesical (espessamento) capacidade de eliminação do contraste (divertículos)

Afecções Vesicais

Cálculos : tipos de cistina, oxalato, fosfato, urato e sílica cistites : irregularidade da superfície divertículos : irregularidade da superfície, saculação da bexiga, retenção do contraste rupturas : associado a traumas neoplasias : falha de preenchimento Grande distensão vesical (uretrite crônica)

Uretrocistografia Cistite

Cistite crônica Ruptura de bexiga

Comentários