(Parte 3 de 14)

ResistŒncia a doenças

AusŒncia de florescimento/chocamento

Variedades que sªo boas para produçªo de açœcar e Ælcool, sªo boas para cachaça.

Conselho Regional de Química IV Regiªo (SP/MS)

janfevmar abrmaijunjulagoset outnovdez janfevmar abrmaijun

Brota e inicia o desenvolvimento durante os 3 meses favorÆveis (janeiro a março). Repousa de abril a agosto. Vegeta intensamente de setembro a março. Amadurece no inverno (3-4 meses).

Vantagens:

Maior nœmero de meses para o crescimento vegetativo, garantindo maior produçªo; Melhor distribuiçªo da mªo-de-obra, pois o plantio e a colheita nªo coincidem;

Melhor controle de plantas daninhas;

Menores problemas fitossanitÆrios;

Possibilidade de rotaçªo com culturas de ciclo curto;

Melhor escoamento da colheita.

BrotaCrescimento vegetativo intenso

MaturaçªoRepouso vegetativo

Conselho Regional de Química IV Regiªo (SP/MS)

Principais vantagens: Produçªo mais rÆpida do primeiro corte;

Melhor brotaçªo das socas;

Corte ocorre durante o período de condiçıes climÆticas favorÆveis.

outnovdez janfevmar abrmaijunjulagoset

Brota e se desenvolve nos meses de outubro e novembro; Entre março e abril inicia o processo de maturaçªo; Após o corte, o ciclo da soca Øde 12 meses.

Brota MaturaçªoVegetaçªo

Conselho Regional de Química IV Regiªo (SP/MS)

Variedades de cana-de-açœcar apresentam maturaçªo em diferentes Øpocas do período de safra.

Precoces:

Características mais adequadas para serem processadas no início da safra, entre os meses de maio e junho. Superprecoces: apresentam tais características a partir de abril.

Ex: RB 76-5418, RB 85-5453, SP 80-1842

MØdias:

Indicadas para processamento no meio da safra, entre julho e setembro novembro.

Ex: SP 70-1143, SP 79-1011, CB 45-3

Tardias:

Adequadas para o final da safra, entre setembro e novembro.

Ex: RB 73-9735,

RB 78-5148, RB 72-454, SP79-2313, SP 79-6192

Pode-se indicar uma distribuiçªo das variedades em: 20% para as precoces 60% para as mØdias 20% para as tardias.

Conselho Regional de Química IV Regiªo (SP/MS)

Diversos fatores interferem para um bom desempenho do canavial:

Variedade da cana Adaptabilidade ao ambiente

Condiçıes edÆficas(características gerais do solo)

Sistema de produçªo empregado (preparo de solo, plantio e tratos culturais)

Colheita, carregamento, transporte

Condiçıes climÆticas

Elevados índices pluviomØtricos Altas temperaturas

Solo seco Temperaturas baixas

Brotaçªo, perfilhamento e crescimento.

Repouso fisiológico e, conseqüentemente, o acœmulo de sacarose nos colmos, alcançando assim a maturaçªo.

Conselho Regional de Química IV Regiªo (SP/MS)

Temperaturas inferiores a 10 oC:

Provocam danos por resfriamento Folhas com coloraçªo verde azulada e estrias cloróticas em folhas de mesma idade fisiológica.

Efeito das Geadas:

Cana de ano-e-meio:Afeta as folhas e gemas apicais, impossibilitando o crescimento (quando com 4 -5 meses de idade) ou inicia um processo de deterioraçªo do Æpice para a base (quando com 16 -17 meses de idade).

Cana de ano:Geada atingirÆa planta entre 9 e 10 meses de idade, onde a cana ainda estÆimatura.

(Parte 3 de 14)

Comentários