Paineis elétricos

Paineis elétricos

(Parte 4 de 9)

5.1.1 - Distâncias de isolação e de escoamento

As distâncias de isolação e escoamento encontradas na construção física de um conjunto definem os níveis de tensão a que este conjunto pode ser submetido, sem apresentar falhas como uma descarga disruptiva não intencional. O ensaio de Verificação de Propriedades Dielétricas e Verificação das Distâncias de Isolação e

Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 2

Escoamento tem a função de assegurar que o conjunto foi projetado e construído de acordo com as tensões nominais de isolação declaradas pelo fabricante.

♦ Distância de isolação

Distância entre duas partes condutoras em linha reta, o menor caminho entre estas partes condutoras. Está relacionado com a Tensão Nominal de Impulso (Uimp) a que o conjunto pode ser submetido.

♦ Distância de escoamento

Menor distância ao longo da superfície de um material isolante entre duas partes condutoras. Uma junção entre duas partes de material isolante é considerada como parte da superfície. Está relacionado à Tensão Nominal de Isolação do conjunto.

Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 23

5.1.2 - Separação interna dos conjuntos por barreiras ou divisões

Os conjuntos podem ser divididos internamente em compartimentos separados ou espaços protegidos fechados, por meio de divisões ou barreiras (metálica ou não metálica), de forma a obtermos as seguintes características :

• proteção contra contato com partes perigosas que pertençam a compartimentos adjacentes.

• proteção contra a passagem de corpos estranhos sólidos de uma unidade de um conjunto para uma unidade adjacente.

Desta forma podemos classificar os conjuntos conforme a sua separação interna, como se segue:

Critério principal Subcritério Forma Nenhuma separação Forma 1

Terminais para condutores externos não separados do barramento

Forma 2a Separação de barramentos das unidades funcionais

Terminais para condutores externos, separados do barramento Forma 2b

Terminais para condutores externos não separados do barramento

Forma 3a Separação de barramentos das unidades funcionais e separação de todas as unidades funcionais entre si. Separação dos terminais para condutores externos das unidades funcionais, mas não entre elas

Terminais para condutores externos separados do barramento Forma 3b

Terminais para condutores externos no mesmo compartimento, bem como a unidade funcional associada

Forma 4a Separação de barramentos das unidades funcionais e separação de todas as unidades funcionais entre si, inclusive os terminais para condutores externos que são partes integrantes da unidade funcional

Terminais para condutores externos não no mesmo compartimento que a unidade funcional associada, mas em espaços protegidos ou compartimentos individuais, separados e fechados

Forma 4b

Tabela 1 - Formas típicas de separação por barreiras ou divisões

A forma de separação e graus mais elevados de proteção devem ser discutidos entre o fabricante e o Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 24 usuário. Simbologia para representação das formas de separação entre partes ativas dos conjuntos funcionais.

Figura 19 – Legenda das formas de separação.

Figura 20 – Formas de separação. 5.1.3 - Grau de proteção do conjunto

Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 25

Os graus de proteção proporcionados pelos painéis elétricos têm como objetivo:

• proteção de pessoas contra contato com partes sob tensão e contra contato com partes em movimento dentro do invólucro,

• proteção do painel contra a penetração de corpos sólidos estranhos,

• proteção do painel contra os efeitos prejudiciais da penetração de líquidos.

A designação utilizada para indicar o grau de proteção é formada pelas letras IP, seguidas de dois algarismos característicos que significam a conformidade com as condições de proteção exigida pelo projeto do painel.

O primeiro algarismo característico indica o grau de proteção proporcionado pelo invólucro à pessoas e também às partes do interior do painéis contra objetos sólidos (0 a 6 ou X, quando omitido).

Tabela 2 - Graus de proteção Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 26

O segundo algarismo característico indica o grau de proteção proporcionado pelo invólucro contra efeitos prejudiciais da penetração de líquidos (0 a 8 ou X, quando omitido).

Tabela 3 - Graus de proteção

Poderão ser utilizadas identificações auxiliares, com adição de duas letras, uma adicional e outra suplementar, após os dois algarismos acima descritos.

C – Ferramenta;

1º Letra adicional opcional (A,B,C,D): Indica uma classificação de meios para a proteção de pessoas contra acesso a partes perigosas: A – Costas e mão; B – Dedo; D – Fio.

2º Letra suplementar opcional (H,M,S,W): Indica uma classificação de meios para proteção de equipamentos apresentando informações suplementares para especificar o produto H – Aparelhagem de Alta tensão; M – Teste com água em movimento ; S – Teste com água parada; W – Condição do tempo.

Conjuntos de manobra e comando de baixa tensão 27

Com a união dos algarismos descritos, podemos formar a tabela abaixo com as utilizações mais comuns dos graus de proteção.

1IP 10IP 11IP 12IP 13 2IP 20IP 21IP 22IP 23 3IP 30IP 31IP 32IP 33IP 34 4IP 40IP 41IP 42IP 43IP 44IP 45IP 46 5IP 54IP 55IP 56 6IP 65IP 66IP 67IP 68

1º Numeral Característico

Grau de Proteção contra pessoas e objetos sólidos

Grau de Proteção contra o ingresso prejudicial da água 2º Numeral Característico

Tabela 4 - Graus de proteção

Segunda a norma NBRIEC 60439-1, o grau de proteção de um conjunto fechado deve ser pelo menos IP2X, depois de instalado conforme as instruções do fabricante. Para conjuntos de uso ao tempo, que não têm nenhuma proteção suplementar, o segundo número característico deve ser pelo menos 3.

(Parte 4 de 9)

Comentários