Modelo de balanco

Modelo de balanco

(Parte 1 de 2)

A.1.2. CRÉDITOS (A.1.2.1.++ A.1.2.8) -

A.1.1.3. Bancos outras contas A.1.2.1. Duplicatas a receber A.1.2.2. (-) Duplicatas descontadas A.1.2.3. Icms a recuperar A.1.2.4. Adiantamentos a empregados A.1.2.5. Adiantamentos a sócios A.1.2.6. Impostos a recuperar A.1.2.7. Outras contas a receber A.1.2.8. (-) Provisão para devedores duvidosos

A.1.4 DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE (A.1.4.1 + A.1.4.2) - A.1.4.1. Prêmios de Seguros a apropriar A.1.4.2. Outras contas

A.2.1. REALIZÁVEL A LONGO PRAZO (A.2.1.1. ++ A.2.1.1.6.) -
A.2.2. PERMANENTE (A.2.2.1. ++ A.2.2.4.) -
A.2.3. IMOBILIZADO (A.2.3.1. ++ A.2.3.1.) -

A.2.2.1. Investimentos A.2.2.2. Participações permanentes em outras empresas A.2.2.3. Participações em fundos de investimentos A.2.2.4. Outros investimentos A.2.3.1. Imóveis

A.2.3.2. Móveis e Utensílios A.2.3.3. Maquinários A.2.3.4. Veículos A.2.3.5. Equipamentos de informática

A.2.3.10. Arrendamento mercantil financeiro A.2.3.1. (-) Depreciação acumulada do arrendamento mercantil financeiro A.2.3.12.

A.2.4. INTANGÍVEL (A.2.4.1. ++ A.2.4.7) -

A.2.4.1. Ágio por expectativa de rentabilidade (Goodwill)

A.2.4.2. Outros ativos intangíveis A.2.4.3. Marcas e patentes A.2.4.4. Sistemas de processamento de dados A.2.4.5. Ponto Comercial A.2.4.6. Fundo de Comércio A.2.4.7. (-) Depreciação

A.2.5.2. Despesas pré-operacionais A.2.5.3. Depreciação/Amortização

A.1.1.2. Bancos c/ movimento

B.1. CIRCULANTE (B.1.1. ++ B.1.1.5.) -

B. PASSIVO B.1.1.Fornecedores

B.1.1.2. Obrigações Sociais e Trabalhistas B.1.1.3. Arrendamento mercantil financeiro B.1.1.4. Aluguéis Ativos a vencer B.1.1.5. Outras Contas a pagar

B.2.NÃO CIRCULANTE (B.2.1. ++ B.2.1.5.) -

B.2.1. Fornecedores a pagar B.2.1.1. Empréstimos bancários B.2.1.2. Arrendamento mercantil financeiro B.2.1.3. Outras Contas a pagar B.2.1.4. Aluguéis Ativos a vencer B.2.1.5. Outras receitas a vencer

B.3.PATRIMÔNIO LÍQUIDO (B.3.1. ++ B.3.6.) -

B.3.1. Capital Social B.3.2. Reservas de capital B.3.3. Ajustes de variação patrimonial B.3.4. Reservas de Lucros B.3.5. Ações em tesouraria B.3.6. (+/-) Lucros/Prejuízos acumulados

TOTAL DO PASSIVO (B.1. + B.2. + B.3.) - As notas explicativas são parte integrante desta demonstração

R$e ( por extenso)

Reconhecemos a exatidão do presente Balanço Patrimonial, cujos valores do Ativo e Passivo importam em e estão transcritos no Livro Diário nº- _, folhas__

Nome: Presidente

Nome: Diretoria Financeira

Nome: Diretoria Operacional

Nome: Contador CRC

B.1.1.1 Obrigações Fiscais

EMPRESA 0

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007

VALORES EM REAIS DE FEVEREIRO DE 2009 DISCRIMINAÇÃO

A. DEMONSTRATIVO DO RESULTADO ECONÔMICOAno 2008Ano 2007

1. Receita Operacional Bruta (1.1.+1.2.+1.3.+1.4.+1.5.+1.6.) --

1.1. Receita tarifária serviço municipal 1.2. Receita tarifária serviço intermunicipal metropolitano 1.3. Receita tarifária serviço intermunicipal rodoviário 1.4. Receita serviço interestadual rodoviário 1.5. Receita tarifária serviço internacional rodoviário 1.6. outras receitas operacionais

1.2.Deduções (1.2.1.+ 1.2.2.) --
1.2.2. Impostos --
2. RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA --
2.1. CUSTOS OPERACIONAIS (A.2.1. ++ A.2.4.) - -

2.1.1. Movimento (Fixos e Variáveis, exceto Depreciação) 2.1.2. Depreciação 2.1.3. Operação/Manutenção de Terminais 2.1.4. Resege (Parcela A) 2.1.5. Outras custos operacionais

3. DESPESAS OPERACIONAIS --

3.1. Despesas de arrecadação 3.2. despesas financeira 3.3. Despesas gerais e administrativas 3.4. Outorga da Concessão 3.5. Outras despesas operacionais

3. LUCRO OPERACIONAL ANTES DOS IMPOSTOS (A.3. - A.4.) --

(-) Provisão para imposto de renda (-) Provisão para CSLL

4. LUCRO LÍQUIDO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES --

4.1. (-) Participações de Debêntures 4.2. (-) Participação de empregados e administradores 4.3. (-) Participação de partes beneficiárias

(=) Lucro do Exercício --

5. Lucro por ação

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração

EMPRESA: 0

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (Expressa em R$1,0) CAPITAL

SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2006 --

AJUSTES EXERCÍCIOS ANTERIORES: - Efeitos da mudança de critérios contábeis - Retificação de erros de exercícios anteriores - RESERVA DE REAVALIAÇÃO -

AUMENTO DE CAPITAL: -- -

Com lucros e Reservas - Por subscrição realizada -

REVERSÕES DE RESERVAS: - De Contingências - De Lucros a Realizar -

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DE DESTINAÇÃO DO LUCRO: - Transferência para Reservas: - Reserva Legal - Reserva Estatutária - Reserva de Lucros para Expansão - Reserva de Lucros a Realizar - Distribuição de Lucro -

SALDOS EM 31 DE DEZEMBO DE 2008 -- - - - - - - -

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração

EMPRESA 0

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007 (Valores expressos em R$ mil)

Ano 2008 Ano 2007 SALDO INICIAL DISPONÍVEL

1. FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro do exercício antes do imposto de renda e contribuição social

AJUSTES POR: (+) Depreciação (+) Perda cambial (-) Renda de investimentos (+) Despesas de Juros (-)Aumento nas contas a receber de clientes e outros (+) Diminuição nos estoques (-) Diminuição nas contas a pagar - fornecedores (+) Caixa proveniente das operações (-) Juros pagos (-) Imposto de renda e contribuição social pagos (-) Imposto de renda na fonte sobre dividendos recebidos

(=) Caixa líquido proveniente das atividades operacionais --

2. FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS (-) Aquisição da controlada X menos caixa líquido incluído na aquisição (-) Compra de ativo imobilizado (+) Recebimento pela venda de equipamento (+) Juros recebidos (+) Dividendos recebidos

(-) Caixa liquido usado nas atividades de investimento --

3. FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO (+) Recebimento pela emissão de ações/integralização de capital (+) Recebimento por empréstimos a longo prazo (-) Pagamento de obrigação por arrendamento (-) Pagamento de dividendos

(=) Caixa líquido usado nas atividades de financiamento --
4. AUMENTO LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA --

Caixa e equivalente de caixa no início do período

Caixa e equivalente de caixa no fim do período

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração

EMPRESA: 0

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007

(Parte 1 de 2)

Comentários