Apostila de manutenção de computadores e rede

Apostila de manutenção de computadores e rede

(Parte 2 de 10)

 

O modem converte a informação digital do computador num formato analógico, de modo a poder ser transmitida através das linhas telefónicas, e faz a conversão inversa na recepção de informação da rede.

PLACA-MÃE

Mainboard, também conhecida por placa-mãe, é considerada o elemento mais importante de um computador, pois tem como função permitir que o processador comunique com todos os periféricos instalados. É na motherboard que encontramos o microprocessador, a memória principal, os circuitos de apoio, a placa controladora, os conectores do barramento e o chipset, que é o pricipal circuito integrado da placa-mãe e é responsável por todas as suas principais características técnicas.

Tipos de placas-mãe

AT

Primeiro modelo, criado pela Intel, foi usado pelos fabricantes até meados de 1995/96, sendo substituído pelo formato ATX. O modelo AT tem como principais características para sua fácil identificação. Geralmente só virão os slots ISA, EISA, VESA nos primeiro modelos e, ISA e PCI nos mais novos AT (chamando de baby AT quando a placa-mãe apresenta um tamanho mais reduzido que os dos primeiros modelos AT). Somente um conector "soldado" na própria placa-mãe, que no caso, é o do teclado. Posição dos slots de memória RAM e socket de CPU sempre em uma mesma região na placa-mãe, mesmo quando placas de fabricantes diferentes. Nestas placas dificilmente serão encontrados slots de memória Rambus, DDR ou DDR-II, geralmente somente os slots de memória SIMM ou SDRAM, podendo vir com mais de um dos padrões na mesma placa-mãe. Geralmente nos modelos mais antigos de AT os slots de expansão mais encontrados são os ISA, EISA e VESA, nos modelos mais novos de AT já temos os slots ISA e PCI. Não suporta os processadores mais novos como os AthlonXP, Sempron, AMD64bits, Pentium IV, ou seja, geralmente todos os que trabalhem com FSB(frequência de barramento) maiores que 133MHz. Entrada na própria placa-mãe para padrões de disco rígido IDE somente. Gerenciamento de energia debilitado pois em placas-mãe AT o micro quando desligado, não "desliga sozinho", ou seja, ficará exibida na tela do monitor a mensagem de desligamento padrão do windows até que o micro seja desligado pela chave de desligo encontrada no gabinete.

ATX

Modelo criado para suprir os "problemas" do modelo AT, tem como principais características para sua fácil identificação. Praticamente TODOS os conectores estarão soldados na própria placa-mãe. Posição dos slots de memória RAM e socket de CPU variam a posição conforme o fabricante. Nestas placas serão encontrados slots de memória SDRAM, Rambus, DDR ou DDR-II, podendo vir com mais de um dos padrões na mesma placa-mãe. Geralmente os slots de expansão mais encontrados são os PCI, AGP, AMR/CNR e PCI-Express. Entrada na própria placa-mãe para padrões de disco rígido IDE ou SATA. Gerenciamento de energia quando desligado o micro, suporta o uso do comando "shutdown", que permite o desligamento automático do micro sem o uso da chave de desligamento encontrada no gabinete.Se está placa mãe for alimentada por uma fonte com padrão ATX é possível ligar o computador utilizando um sinal externo como, por exemplo, uma chamada telefônica recebida pelo modem instalado nesta placa.

Periféricos

  • On-board:como o próprio nome diz, o componente on-board vem diretamente conectado aos circuitos da placa mãe, funcionando em sincronia e usando capacidade do processador e memória RAM quando se trata de vídeo, som, modem e rede. Tem como maior objetivo diminuir o preço das placas ou componentes mas, em caso de defeito o dispositivo não será recuperável, no caso de modem AMR, basta trocar a "placa" do modem AMR com defeito por outra funcionando, pois, este é colocado em um slot AMR na placa-mãe. São exemplos de circuitos on-board: vídeo, modem, som e rede.

  • Off-board: são os componentes ou circuitos que funcionam independentemente da placa mãe e por isso, são separados, tendo sua própria forma de trabalhar e não usando o processador, geralmente, quando vídeo, som, modem ou rede, o dipositivo é "ligado" a placa-mãe usando os slots de expansão pra isso, têm um preço mais elevado que os dispositivos onboard, sendo quase que totalmente o contrário em todos os aspectos do tipo on-board, ou seja, praticamente todo o processamento é realizado pelo próprio CHIPSET encontrado na placa do dispositivo.

A placa-mãe pode variar conforme o modelo e fabricante, mas há componentes que se mantêm:

  • Slots

  • Conectores

  • Portas

  • Bios

  • Chipset

SLOTS AGP, PCI e ISA

A motherboard tem uma imensa variedade de slots e portas para todo tipo de dispositivos . Os slots mais comuns são, o AGP, PCI e ISA (geralmente citados como slots de expansão). Esses slots são usados para permitir upgrade ou adicionar novos hardwares em seu computador. O slot ISA e PCI é na maioria das vezes para som, vídeo (sem uma boa aceleração 3d), rede e etc. já a slot AGP é para uma boa aceleração 3d de vídeo.

AGP ( Accelerated Graphics Port) Slot

O slot AGP foi criado para otimizar a performance das placa de video. A entrada AGP só pode ser usada por placas de video de aceleração 3d. Também aceita placas de vídeo

mas nem se comparam a aceleração de uma placa AGP. Existem diferentes velocidade que uma placa AGP pode alcançar, tudo depende qual a velocidade que a entrada AGP tem, existem 3 velocidade, 2X, 4X e 8X. Quando for comprar uma motherboard veja se ela consegue acompanhar a velocidade da placa de vídeo que você tem.

PCI (Peripheral Component Interconnect) Slots

São geralmente para expansão. Esses slots são os mais usados e uma placa mãe sempre tem mais de 5 entradas PCI, algumas placas que são vendidas mais baratas geralmente aquelas combos com processador e motherboard

embutidas tem menos entradas PCI e as vezes nenhuma AGP, então antes de comprar uma boa placa mãe é sempre bom ver esse tipo de informação.

ISA (Industry Standard Architecture) Slots

Os slots ISA são os que vieram antes dos slots PCI, mesmo assim ainda existem placas mãe que são fabricadas com esses slots. Ela é bem mais lenta que a entrada PCI mas como muita gente ainda tem placas com esse slots ainda fabricam, mas não como antes.

AMR (Áudio and Modem Riser) e CNR (Communication and Network Riser) Slots

Esses são dois tipo de slots de expansão que foram introduzidos a alguns anos. A grande vantagem desses slots, como podemos ver na foto é o seu tamanho, que é muito pequeno se comparado com qualquer tipo de slot. 

A performance deles são um pouco insatisfatória e com isso eles não tiveram grande vendagem e nem se tornaram populares. A única vantagem seria o preço que é um pouco abaixo de um modem normal. Hoje em dia é difícil que fabricantes de motherboards façam suas placas com esse tipo de slot.

CONECTORES AT e ATX

Introdução

Este artigo vista mostrar as características dos gabinetes AT e ATX, de forma que o leitor consiga diferenciar um padrão do outro e identificar suas peculiaridades. Quando citamos "gabinete", nos referimos à caixa que envolve seu computador e protege os componentes internos do equipamento. Além disso, consideraremos a fonte de alimentação do computador, como parte integrante do gabinente, como se ambos fossem uma única peça. As siglas AT e ATX também servem para identificar a placa-mãe quanto ao tipo de gabinete que a mesma foi projetada. Outra informação importante é que os padrões AT e ATX são usados tanto para gabinetes no formato torre, quanto para gabinetes em formato horizontal.

AT

AT é a sigla para Advanced Tecnology. Trata-se de um tipo de gabinete já antigo, sendo cada vez mais difícil encontrar computadores novos que utilizem esse padrão. Seu uso foi constante de 1983 até 1996. Um dos fatos que contribuiram para que o padrão AT deixasse de ser usado (e o ATX, visto abaixo, fosse criado), é o espaço interno pequeno, que com ajuda dos vários cabos do computador, dificultavam a circulação de ar, levando, em alguns casos, a danos na máquina. Isso exigia grande habilidade do montador para aproveitar o espaço disponível da melhor maneira. Além disso, o conector de alimentação da fonte AT, que deve ser ligada na placa-mãe, é composta por dois plugs (cada um com seis pinos), que devem ser encaixados lado a lado, sendo que os fios de cor preta de cada um devem ficar localizados no meio (ver imagem ao lado). Caso esse cabo seja ligada numa ordem errada, a placa-mãe terá grandes chances de ser queimada.

Nas placas-mãe AT, o conector do teclado segue o padrão DIN e o mouse utiliza saída serial. Já os conectores das portas paralela e serial não são encaixados diretamente na placa. Eles ficam disponíveis num adaptador, que é ligado na parte de trás do gabinete e ligados à placa-mãe através de um cabo. No ATX, essas portas, assim como outras, são ligadas diretamente na placa-mãe, sem a necessidade de cabos.

Nos computadores atuais, há um recurso muito útil: o de desligamento automático, onde basta você desligar a máquina pelo seu sistema operacional e o equipamento se desligará sozinho. Com o padrão AT, é necessário desligar o computador pelo sistema operacional, aguardar um aviso de que o computador já pode ser desligado e clicar no botão "Power" presente na parte frontal do gabinete. Somente assim o equipamento é desligado. Isso se deve a uma limitação das fontes AT, que não foram projetadas para fazer uuso do recurso de desligamento automático.

A foto ao lado esquerdo, mostra a parte traseira de um gabinete AT. Repare no orifício do conector do teclado. Se ele fosse visto mais de perto, seu formato seria igual à ilustração à direita.

ATX

ATX é a sigla para Advanced Tecnology Extendend. Pelo nome, é possível notar que trata-se do padrão AT melhorado. Um dos principais desenvolvedores do ATX foi a Intel. Como desde o início, o objetivo do ATX foi o de solucionar os problemas do padrão AT (citados anteriormente), o padrão apresenta uma série de melhoras em relação ao anterior, sendo portanto, amplamente usado atualmente. Praticamente todos os computadores novos vem baseado neste padrão.

Entre as principais características do ATX, estão o maior espaço interno, proporcionando um ventilação adequada, conectores de teclado e mouse no formato PS/2 (tratam-se de conectores menores e mais fáceis de encaixar), conectores serial e paralelo ligados diretamente na placa-mãe, sem a necessidade de cabos, melhor posicionamento do processador, evitando que o mesmo impeça a instalação de placas de expansão por falta de espaço.

Quanto a fonte de alimentação, também houve melhoras significativas. A começar pelo conector de energia ligado à placa-mãe. Ao contrário do padrão AT, nele não é possível encaixar o plug de forma invertida. Cada "furo" do conector possue um formato, que impede o encaixamento errado. A imagem abaixo mostra este plug.

A fonte ATX ainda oferece um recurso muito útil: o de desligamento automático. Assim, basta executar os procedimentos de desligamento no sistema operacional e o computador será inteiramente desligado, sem a necessidade de apertar o botão Power, presente na frente do gabinete. Em outras palavras, é possível desligar o computador por meio de software.

A imagem a seguir mostra o encaixe da placa-mãe, onde o conector da fonte ATX deve ser encaixado.

Quanto aos conectores, os fabricantes de placa-mãe adotaram um esquema de cores para cada tipo. Assim, os dispositivos que fazem uso de determinadas portas, possuem seus conectores na mesma cor delas (as primeiras placas-mãe não usavam este esquema). Observe a foto abaixo e veja as cores. Repare também que não há cabos ligando os conectores à placa-mãe. Tais encaixes estão acoplados diretamente na peça.

Fonte de alimentação - AT e ATX

Introdução

As fontes de alimentação são as responsáveis por distribuir energia elétrica a todos os componentes do computador. Por isso, uma fonte de qualidade é essencial para manter o bom funcionamento do equipamento. No intuito de facilitar a escolha de uma fonte, este artigo apresentará as principais características desse dispositivo, desde o padrão AT até o padrão ATX.

As fontes de alimentação

Essencialmente, as fontes de alimentação são equipamentos responsáveis por fornecer energia aos dispositivos do computador, convertendo corrente alternada (AC - Alternate Current) - grossamente falando, a energia recebida através de geradores, como uma hidroelétrica) - em corrente contínua (DC - Direct Current ou VDC - Voltage Direct Current), uma tensão apropriada para uso em aparelhos eletrônicos.

Nos computadores, usa-se um tipo de fonte conhecido como "Fonte Chaveada". Trata-se de um padrão que faz uso de capacitores e indutores no processo de conversão de energia. A vantagem disso é que há menos geração de calor, já que um mecanismo da fonte simplesmente desativa o fluxo de energia ao invés de dissipar um possível excesso. Além disso, há menor consumo, pois a fonte consegue utilizar praticamente toda a energia que "entra" no dispositivo. Por se tratar de um equipamento que gera campo eletromagnético (já que é capaz de trabalhar com freqüências altas), as fontes chaveadas devem ser blindadas para evitar interferência em outros aparelhos e no próprio computador.

Tensões fornecidas pelas fontes

Os dispositivos que compõem o computador requerem níveis diferentes de tensão para seu funcionamento. Por isso, as fontes de alimentação fornecem, essencialmente, quatro tipos de tensão (em Volts - V):

5 V - utilizada na alimentação de chips, como processadores, chipsets e módulos de memória;

- 5 V - aplicada em dispositivos periféricos, como mouse e teclado;

12 V - usada em dispositivos que contenham motores, como HDs (cujo motor é responsável por girar os discos) e drives de CD ou DVD (que possui motores para abrir a gaveta e para girar o disco);

- 12 V - utilizada na alimentação de barramentos de comunicação, como o antigo ISA (Industry Standard Architecture).

Os valores descritos acima são usados no padrão de fonte conhecido como AT (Advanced Technology). No entanto, o padrão ATX (Advanced Technology Extended), quando lançado, apresentou mais uma tensão: a de 3,3 V, que passou a ser usada por chips (principalmente pelo processador), reduzindo o consumo de energia.

As fontes ATX também trouxeram um recurso que permite o desligamento do computador por software. Para isso, as fontes desse tipo contam com um sinal TTL (Transistor-Transistor Logic) chamado Power Supply On (PS_ON). A fonte mantém esse sinal em um nível considerado como "desligado" quando as tensões estão sendo geradas, isto é, quando a placa-mãe está ligada e em uso. Se a placa-mãe estiver desligada, o PS_ON fica em nível alto e as tensões não são fornecidas. Esse sinal pode mudar seu nível quando receber ordens de ativação ou desativação dos seguintes recursos:

Soft On/Off - usado para ligar/desligar a fonte por software. É graças a esse recurso que o Windows ou o Linux consegue desligar o computador sem que o usuário tenha que apertar um botão do gabinete;

Wake-on-LAN - permite ligar ou desligar a fonte por placa de rede;

Wake-on-Modem - possibilitar ligar ou desligar a fonte por modem.

O sinal PS_ON depende da existência de outro: o sinal 5VSB ou Standby. Como o nome indica, esse sinal permite que determinados circuitos sejam alimentados quando as tensões em corrente contínua estão suspensas, mantendo ativa apenas a tensão de 5 V. Em outras palavras, esse recurso é o que permite ao computador entrar em modo de descanso. É por isso que a placa de vídeo ou o HD podem ser desativados e o computador permanecer ligado.

O sinal Power Good

O sinal Power Good é uma proteção para o computador. Sua função é comunicar à máquina que a fonte está apresentando funcionamento correto. Se o sinal Power Good não existir ou for interrompido, geralmente o computador desliga automaticamente. Isso ocorre porque a interrupção do sinal indica que o dispositivo está operando com voltagens alteradas e isso pode danificar permanentemente um componente do computador. O Power Good é capaz de impedir o funcionamento de chips enquanto não houver tensões aceitáveis.

O Power Good é um recurso existente já no padrão AT. No caso do padrão ATX, seu sinal recebe o nome de Power Good OK (PWR_OK) e sua existência indica a disponibilização das tensões de 5 V e de 3,3 V.

(Parte 2 de 10)

Comentários