Metabolismo ácido base

Metabolismo ácido base

(Parte 1 de 3)

Metabolismo Ácido-Base e Controle Hidroeletrolítico

Descrever a importância do íon hidrogênio no sangue, analisar seus principais mecanismos de controle de concentração e correlacioná-los à preservação das funções celulares.

A regulação dos líquidos do organismo depende da concentração adequada de água e eletrólitos;

A manutenção da quantidade ideal de íons hidrogênio nos líquidos intracelular e extracelular depende de um equilíbrio fisiológico perfeito;

Quando a [H+] se eleva ou reduz, alteram-se a permeabilidade das membranas, funções enzimáticas e consequentemente a deterioração de diversos órgãos e sistemas;

A monitoração do equilíbrio ácido-base em pacientes graves é frequente em C/UTIs devido um grande número de doenças ou condições que podem ser melhoradas ou curadas;

Determinados procedimentos terapêuticos ou de suportes vitais, como a ventilação mecânica e o uso intensivo de diuréticos, podem alterar o equilíbrio ácido-base, o que reforça a necessidade da sua monitoração criteriosa.

O metabolismo é o conjunto das transformações de matéria em energia que ocorrem nos sistemas biológicos para preservar as funções celulares;

No metabolismo aeróbico, o principal produto final é o ácido carbônico que é eliminado pelos pulmões;

No metabolismo anaeróbico os principais produtos finais são ácidos não voláteis, como o ácido lático, cuja eliminação é mais lenta e requer metabolismo hepático para ser excretado pelos rins.

A unidade de medida da [H+] nos líquidos do organismo é denominada pH;

A redução do pH sanguíneo é denominada acidose e o aumento é chamado de alcalose;

As alterações da [H+] afetam a distribuição celular de outros íons, como Na+, K+, Cl- e modificam a atividade das proteínas, em especial as enzimas;

EFEITOS DO ÍON H+NO ORGANISMO VariaçõesdopHpodemproduziralterações significativas no funcionamento do organismo, tais como:

Aumento da resistência vascular pulmonar; Redução da resistência vascular sistêmica; Alterações da atividade elétrica do miocárdio; Alterações da contratilidade do miocárdio; Alterações da atividade elétrica do sistema nervoso central; Alterações da afinidade da Hb pelo O ; Modificação da resposta a certos agentes químicos, endógenos e exógenos, como por exemplo, hormônios e drogas vaso ativas.

Desvios importantes do pH ocorrem em curtos intervalos, são mal tolerados e podem ameaçar a vida.

"Os pacientes que permanecem em acidose severa e prolongada, geralmente morrem em estado de coma; os pacientes que permanecem em alcalose severa e prolongada, geralmente morrem por convulsões ou lesões neurológicas irreversíveis."

A regulação do equilíbrio pelo mecanismo respiratório é acionado quando o pH encontra-se ácido aumentando a frequência respiratória e consequentemente elimina o CO2

Depende também do mecanismo renal que elimina íon H+ e retém

ou elimina o íon HCO3, regulando a quantidade de bases disponíveis no organismo;

VALORES NORMAIS DO pH SANGUÍNEO SISTEMAS TAMPÃO

Composição do SistemaPercentual Bicarbonato/Ácido Carbônico 64% Hemoglobina/Oxihemoglobina 28% Proteínas ácidas/Proteínas básicas7% Fosfato monoácido/Fosfato diácido1%

O sistema tampão fosfato, formado pelo fosfato de sódio e ácido fosfórico é eficaz no plasma, no líquido intracelular e nos túbulos renais onde se concentra em grande quantidade;

O sistema tampão das proteínas é muito eficaz no interior das células, onde é o sistema mais abundante;

O tampão hemoglobina é exclusivo das hemácias e colabora com a função de transporte do CO e com o tampão bicarbonato;

"Os sistemas tampão não são independentes entre si, mas cooperativos na realidade, os sistemas tampão auxiliam-se uns aos outros."

pH = 6,1 RIMresponsável pela concentração do HCO
PULMÃOresponsável pela concentração do CO

O pulmão manterO RIM manter a concentração do COa concentração do HCO

O pH SERÁ MANTIDO

As As alterações primárias na [HCOalterações primárias na [HCO33 ‾‾] podem ser ] podem ser regulados pelo mecanismo respiratório;regulados pelo mecanismo respiratório;

As As alterações primárias na [HCOalterações primárias na [HCO33 ‾‾] podem ser ] podem ser regulados pelo mecanismo respiratório;regulados pelo mecanismo respiratório;

Centro Respiratório

Movimentos Respiratórios ou

Frequência Profundidade RESULTADO

A relação HCO/ HCO se mantém

O pH SE MANTÉM

Perda renal Centro Respiratório

Movimentos Respiratórios ou

Frequência Profundidade RESULTADO

A relação HCO/ HCO se mantém

O pH SE MANTÉM

OU OU ENTÃO:ENTÃO: Retenção renal

Gasometria é o exame que fornece os valores que permitem analisar os gases sanguíneos e o equilíbrio ácido-base; pH; PO2 mmHg; PCO2 mmHg; HCO3=mEq/L e BE

Alguns cuidados

Heparina: 1 mL 1.0 U/mL “lavar”; O resíduo: 0,15 mL. 2 a 4 mL. de sangue; Heparina em excesso: induz a ↓ Hb e ↑ H CO Isenção de ar “Bolhas”: evita a ↓ PCO e ↑ PO ; Vedação e Transportada em gelo; Excesso de força → lesão celular;

Vocês gostariam de assistir uma punção arterial??? Sim Não

Os eletrodos de pH, PCO2 e de PO2 são contidos em um pequeno reservatório, cuja temperatura é controlada;

O aparelho requer calibração prévia para uso, que é obtida por comparação com soluções padronizadas;

Os aparelhos modernos calculam os parâmetros que são diretamente medidos pelos eletrodos de alta Seletividade (ISE); Possuem alta precisão;

Acidose Respiratória

Alterações do sistema nervoso que podem dificultar a respiração:

(Parte 1 de 3)

Comentários