Gestão de Projetos de Desenvolviemento de Sistemas Complexos

Gestão de Projetos de Desenvolviemento de Sistemas Complexos

(Parte 1 de 4)

Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Sistemas Complexos

Prof. Steven D. Eppinger Massachusetts Institute of Technology

Sloan School of Management Engineering Systems Division Leaders for Manufacturing Program

System Design and Management Program http://web.mit.edu/dsm ©2002 Steven D. Eppinger

Plano da Aula

•Motivação: Gestão de Estrutura de Projeto •-Engenharia simultânea em Grande Escala

•Matriz de Estrutura de Projeto •-Modelação de Fluxo de Informações

•-DSMsBaseados em Tarefa

•Gerenciamento de Repetições de Projetos •-Resolvendo Problemas Relacionados Mais Depressa

•Integração de Sistemas •-DSM baseado em organização

Exemplos de Indústrias e Patrocinadores de Pesquisa

Engenharia simultânea em Pequena Escala

•Projetos são executados por uma equipemultidisciplinar (5 a 20 pessoas)

•Equipes têm comunicação de alta-largura de faixa

•Dilemas são resolvidos por entendimento mútuo

•Questões de “projeto e produção”são considerados simultaneamente

Engenharia simultânea em

Larga Escala

Grandes projetos são organizados como uma malha de equipes (100 a 1000 pessoas).

•Grandes projetos são decompostos em muitos projetos menores.

•Grandes projetos podem envolver atividades de desenvolvimento dispersas por locais múltiplos.

•O desafio essencial éintegrar peças separadas em uma solução do sistema.

•A necessidade de integração depende de interações técnicas entre os sub-problemas.

Seqüenciamentode Tarefas de Projetos

Dependentes

(Séries)

Independentes (Paralelas) Interdependentes (Combinadas) ABABAB

Diagramas IDEF

•Podemos representar as relações entre tarefas importantes. •Difícil de entender em diagramas grandes e complexos.

A Matriz de Estrutura de Projeto: Um Modelo de Intercâmbio de Informações

Interpretação:

·A tarefa D requer informações das tarefas E, F e L. •A tarefa B transfere informações para as tarefas C, F, G, J e K. Nota:

•Fluxos de informações são mais fáceis de entender do que fluxos de trabalhos.

•Inputs são mais fáceis de entender do queoutputs. Donald V. Steward, Aug. 1981

IEEE Trans. on Eng’gMgmt.

A Matriz de Estrutura de Projeto (Dividido ou Seqüencial)

Nota:

Tarefas combinadas podem ser identificadas sem margem de dúvida A aparência da matriz pode ser manipulada para enfatizar certos aspectos do fluxo do processo.

Exemplo de Desenvolvimento de Semicondutor

1 Estabelecer Meta de Consumo 2 Estimar volumes de vendas

3 Estabelecer direção da política de preços

4 Cronograma do projeto 5 Métodos de desenvolvimento

6 Macro alvos/limitações

7 Análise financeira 8 Criar mapa do programa

9 Criar matriz de QFD inicial

10 Estabelecer os requisitos técnicos 1 Escrever as especificações do consumidor

12 Modelação de alto nível

13 Escrever especificações do produto alvo 14 Desenvolver plano de teste

15 Desenvolver plano de validação

16 construir protótipo básico 17 Modelação funcional

(Parte 1 de 4)

Comentários