Dicionário médico

Dicionário médico

(Parte 4 de 23)

Adelgaçar – Tornar fino, reduzir em tamanho. Adenectomia – Exérese de uma tonsila faríngea. Adenina – Base nitrogenada que entra na composição dos ácidos nucléicos.

Adenoma – Tumor benigno de um epitélio glandular.

Adenomas hipofisários – Tumores benignos da hipófise cerebral.

Adenomas pleomórficos – Tumores benignos mais conhecidos das glândulas salivares.

Adenomas tireóideos – Tumores benignos mais conhecidos da tireóide.

Adenomas tireotóxicos – Tumores que produzem, de modo autônomo, o hormônio da tiróide.

Adenopatia – Doença que afeta os linfonodos.

Estes se encontram aumentados em razão de um processo inflamatório, infeccioso ou tumoral.

Adenossarcoma – Tumor que se desenvolve a partir de elementos de uma glândula.

Adenosina desaminase (ADA) – Enzima cuja deficiência se associa à perda da capacidade de proliferação de linfócitos.

Adenite – Inflamação aguda ou crônica dos linfonodos.

Adenocarcinoma – Tumor epitelial maligno que se localiza nas glândulas.

Adenofleigmão – Inflamação dos linfonodos produz supuração.

Adenóide – Massa de tecido linfóide, em forma de lóbulos, denominada tonsila faríngea.

Adenoidectomia – Extirpação cirúrgica do tecido linfóide da nasofaringe, das tonsilas faríngeas ou das adenóides. O motivo mais comum para realizar-se essa operação é a infecção crônica das adenóides.

Adenoidite – Infecção das tonsilas faríngeas que se inflamam, aumentam de tamanho e obstruem a passagem do ar das fossas nasais para a garganta. Também pode obstruir as aberturas das tubas auditivas e dificultar a passagem de ar para os ouvidos. Em crianças, pode provocar sono agitado e enurese.

Adenóide Adenina

Conchas nasais Faringe

ADAMANTINOMA ADENOSINA Adenóide

Adenotomia – Incisão em uma glândula. Adenovírus – Qualquer vírus que pertença à família dos Adenoviridae. Possui simetria cúbica, é desprovido de envelope e agentes de considerável número de doenças do Homem.

Aderência – Faixa de tecido cicatricial que une duas superfícies, normalmente separadas entre si. Pode aparecer depois de operação, inflamação ou trauma. Caso a aderência envolva parte do intestino, pode desenvolverse obstrução de sua luz, com bloqueio do trânsito intestinal. Se o quadro de dor decorrente de aderências intestinais perdurar mais do que 6 horas, denomina-se abdome agudo.

Adesão – Capacidade de união estável entre objetos, células ou organismos.

Adesivo – Objeto com propriedade de adesão.

Pode ser associado a medicamentos. O esparadrapo é um adesivo conhecido.

Adiaforese – Falta ou diminuição acentuada de sudorese.

Adianocinesia – Impossibilidade de fazer movimentos rápidos e alternados.

Adiastolia –Ausência de capacidade de relaxamento do miocárdio. Adição – Dependência de uma substância.

Adicto – Diz-se de quem é dependente de qualquer tipo de droga, ou drogadicto.

Adinamia – Pessoa acometida da sensação de fraqueza muscular.

Adipose – Acúmulo excessivo de gordura no corpo. Sinônimo de adiposidade.

Aditivos alimentares –Substâncias utilizadas para alterar características dos alimentos. São eles: conservantes, colorantes, aromatizantes, emulsificantes, vitaminas e minerais.

Adjuvante – Substância secundária em preparação farmacêutica ou tratamento. As terapias adjuvantes no câncer são a quimioterapia, radioterapia ou braquiterapia.

Adoção – Processo pelo qual se transfere aos pais adotivos todos os direitos e deveres dos pais naturais, de uma forma irrevogável e permanente.

Adolescência – Período de desenvolvimento cuja principal característica é o rápido crescimento físico e psicológico. A OMS (Organização Mundial de Saúde) estabelece como limites de idades dos 10 aos 19 anos, em ambos os sexos.

Adrenal – Antigamente denominada glândula supra-renal, localizada sobre os rins.

Adrenalectomia – Exérese de uma ou de ambas adrenais.

Adrenalina – Hormônio produzido na adrenal, no sistema nervoso central e nas terminações nervosas. Sua principal função é facilitar a transmissão do impulso nervoso. Estimula a ação cardíaca, eleva a pressão sangüínea e tem ação relaxadora nos músculos ligados aos brônquios. Sinônimo de epinefrina.

Adrenogenital, síndrome – Doença endócrina decorrente de atividade anormal do córtex adrenal, que produz quantidades inferiores de cortisol e superiores de andrógenos. Caracteriza-se por uma puberdade precoce nos homens e masculinização dos genitais externos em mulheres, denominando-se pseudohermafroditismo. Adsorção – Aderência de uma substância à su- perfície de outra.Adenovírus

○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○○ Aeróbio – Organismo ou processo químico que necessita de oxigênio.

Aerocolia – Acúmulo de gases no interior dos intestinos.

Aerocolpos – Distensão da vagina decorrente de acúmulo de ar.

Aerofagia – Presença de ar no esôfago e no estômago.

Aerofobia – Medo de correntes de ar, vento forte; observada freqüentemente na raiva.

Aerogastria – Presença de ar no estômago. Aerossol – Gás pressurizado que contém substância finamente nebulizada para tratamentos inalatórios.

Afacia – Ausência congênita do cristalino. Áfaco – Termo que designa o olho com afacia. Afagia – Inaptidão para deglutição. Afasia – Incapacidade para comunicar-se por meio da linguagem falada. Pode ser decorrente de doenças ou traumas.

Afebril – Pessoa que se apresenta sem febre. Afecção – Doença, enfermidade. Aferente – De direção centrípeta, para um centro. Fibras nervosas aferentes são sensitivas.

Afeto – Reação psíquica diante de certas situações. Afibrinogenia – Ausência total de fibrinogênio no plasma.

Afinidade – Sinônimo de atração. Aflegmático – Não inflamatório. Afogamento – Asfixia por imersão em líquido, geralmente água.

Afonia – Diminuição da voz. Afrodisia – Apetite sexual exagerado. Afta – Ulceração superficial situada na mucosa da boca.

Adução – Movimento de um membro ou de um segmento de membro cujo resultado é aproximá-lo do plano mediano do corpo, oposto à abdução.

(Parte 4 de 23)

Comentários