Manual drogas e lactação 2010

Manual drogas e lactação 2010

(Parte 4 de 7)

Orientação geral: o uso destes fármacos deve ser evitado durante o período da lactação.

Os agonistas dopaminérgicos podem suprimir a lactação. O crescimento do lactente deve ser rigorosamente monitorizado. O uso dos anticolinérgicos pode produzir efeitos adversos como boca seca, constipação e retenção urinária.

Amantadina Uso criterioso durante a amamentação. Evitar se possível. Pode inibir a lactação.

Benzotropina Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Risco de efeitos anticolinérgicos.

Biperideno Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Risco de efeitos anticolinérgicos.

Bromocriptina Uso contraindicado durante a amamentação. Pode inibir a lactação.

Levodopa + Benzerazida Uso criterioso durante a amamentação. Não há relato de efeito adverso no lactente. Pode inibir a lactação. Evitar, se possível.

Levodopa + Carbidopa Uso criterioso durante a amamentação. Não há relato de efeito adverso no lactente. Pode inibir a lactação. Evitar se possível.

Pergolide Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Pode inibir a lactação.

Pramipexol Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Pode inibir a lactação.

Ropirinol Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Pode inibir a lactação.

Rotigotina Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Pode inibir a lactação.

Selegilina Uso contraindicado durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Relato de interações com outros medicamentos e alimentos (tiramina).

Triexifenidil Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Risco de efeitos anticolinérgicos.

4.3.5 Fármacos contra enxaqueca

Almotriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Pico de concentração no plasma materno entre 2 e 4 horas após o uso. Preferir Eletriptan ou Sumatriptan.

Eletriptan Uso compatível com a amamentação.

Ergotamina Uso criterioso durante a amamentação para uso por curtos períodos. Contraindicado para uso crônico. Evitar, se possível. Pode causar ergotismo (vômitos, diarréia, convulsões) e suprimir a lactação. Nos preparados comerciais geralmente está associada com cafeína, analgésico e antiemético.

Frovatriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Pico de concentração no plasma materno entre 2 e 4 horas após o uso. Preferir Eletriptan ou Sumatriptan.

Isometepteno Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Presente em associações com dipirona e cafeína.

Naratriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Pico de concentração no plasma materno entre 2 e 3 horas após o uso.

Propranolol Uso compatível com a amamentação. Evitar em mães cujos filhos possuam doença de hiperatividade das vias aéreas inferiores (asma).

Rizatriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Pico de concentração no plasma entre 1 e 1,5 hora após o uso.

Sumatriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Concentra-se no leite, mas não há relato de efeitos adversos em lactentes. Pico de concentração no plasma materno em 12 minutos após uso intramuscular.

Zolmitriptan Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Pico de concentração no plasma materno entre 2 e 4 horas após o uso.

4.3.6 Hipnóticos e ansiolíticos

Orientação geral: são drogas de uso criterioso quando em doses elevadas ou uso prolongado. No lactente podem provocar sedação, sucção fraca, ganho ponderal insuficiente e letargia.

Primeira escolha: Se possível, preferir midazolam por apresentar efeito de curta duração.

Alprazolam Uso criterioso durante a amamentação. Evitar uso prolongado. Pode provocar sedação e sucção fraca no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 2 horas após o uso.

Bromazepam Uso compatível com a amamentação. Observar efeitos colaterais no lactente.

Brometos Uso contraindicado durante a amamentação.

Buspirona Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Baixo poder de sedação no lactente. Pico de concentração no plasma entre 1 e 1,5 hora após o uso.

Butabarbital Uso criterioso durante a amamentação. Excretado para o leite materno em pequenas quantidades. Observar sonolência e sedação no lactente.

Butalbital Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Observar sedação no lactente.

Clobazam Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no leite entre 1 e 2 horas após o uso.

Clonazepam Uso criterioso durante a amamentação. Excretado no leite materno, porém, estudos mostraram baixa incidência de toxicidade em crianças amamentadas. Relato de apnéia, cianose e hipotonia em uma criança cuja mãe fazia uso do medicamento durante a gravidez.

Clorazepato Uso criterioso durante a amamentação. Curto pico de concentração plasmática (1 hora após o uso), mas seus metabólitos ativos possuem meia-vida de até 50 horas. Observar sedação, sucção e letargia no lactente.

Clordiazepóxido Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no leite entre 1 e 4 horas após o uso.

Cloxazolam Uso compatível com a amamentação.

Diazepam Uso criterioso durante a amamentação. Metabólitos ativos e meia-vida prolongada. Relatos de letargia, sedação e sucção débil no lactente. Evitar uso prolongado. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 2 horas após o uso.

Estazolam Uso criterioso durante a amamentação. Evitar uso prolongado. Pode provocar sedação e sucção fraca no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 0,5 e 3 horas após o uso.

Eszopiclone Uso criterioso durante a amamentação. Evitar em mães de recém-nascidos pré-termo e/ou com risco de apnéia. Pico de concentração no plasma materno em 1 hora após o uso.

Flunitazepam Uso criterioso durante a amamentação. Evitar uso prolongado. Observar sedação e sonolência no lactente. Pico de concentração no plasma materno em 2 horas após o uso.

Flurazepam Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Evitar uso prolongado. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 0,5 e 1 hora após o uso.

Halazepam Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Evitar uso prolongado. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 3 horas após o uso.

Hidrato de cloral Uso criterioso durante a amamentação. Excretado para o leite materno em quantidades pequenas a moderadas Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 30 e 60 minutos após o uso.

Lorazepam Uso criterioso durante a amamentação. Excretado para o leite materno em pequenas quantidades. Evitar uso prolongado. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno em 2 horas após o uso.

Níveis insignificantes no leite materno. Transferência para o leite materno menor que a do diazepam. Não há relato de efeitos em crianças amamentadas.

Meprobamato Uso criterioso durante a amamentação. Concentra-se no leite. Risco de sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 3 horas após o uso.

Midazolam Uso compatível com a amamentação. Pico de concentração no plasma materno entre 20 e 30 minutos após o uso.

Nitrazepam Uso compatível com a amamentação por curtos períodos. Uso criterioso se tratamento prolongado. Pico de concentração no plasma materno entre 0,5 e 5 horas após o uso.

Oxazepam Uso criterioso durante a amamentação. Risco de sedação do lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 2 horas após o uso.

Pentobarbital Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação, mas há risco de tolerância e dependência. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 30 e 60 minutos após o uso.

Prazepam Uso criterioso durante a amamentação. Metabólitos ativos e meia-vida prolongada (30 a 100 horas). Evitar uso prolongado. Pico de concentração no plasma materno em 6 horas após o uso.

Quazepam Uso compatível com a amamentação. Droga de metabolismo seletivo (vários metabólitos de meias-vidas longas). AAP descreve esta droga como tendo efeito ainda não conhecido em crianças amamentadas. Observar sedação no lactente.

Ramelteon Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre transferência para o leite materno. Contudo, a excreção de pequena quantidade é provável, sem risco de sedação do lactente.

Secobarbital Uso criterioso durante a amamentação. Excretado no leite, com risco de sedação do lactente. A mãe deve aguardar 3 a 4 horas para amamentar após o uso.

Temazepam Uso criterioso durante a amamentação. Excretado para o leite materno em pequenas quantidades. Meia-vida curta (9,5 a 12,4 horas). Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 2 e 4 horas após o uso.

Triazolam Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Evitar uso prolongado. Observar sedação no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 0,5 e 2 horas após o uso.

Zalepton Uso compatível com a amamentação. Pico de concentração no plasma materno em 1,2 horas após o uso.

Zopiclone Uso compatível com a amamentação. Pico de concentração no plasma materno em 1,6 horas após o uso.

4.3.7 Fármacos usados no tratamento dos transtornos de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e psicoestimulantes

Atomexetina (psicoestimulante) Uso criterioso durante a amamentação. Observar insônia, agitação, anorexia e ganho ponderal insuficiente no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 3 horas após o uso.

Metilfenidato (psicoestimulante) Uso criterioso durante a amamentação. Observar insônia, agitação, anorexia e ganho ponderal insuficiente no lactente. Pico de concentração no plasma materno entre 1 e 3 horas após o uso.

Modafinila (psicoestimulante, nar-colepsia)

Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Baixo peso molecular e alta lipossolubilidade. Pico de concentração no sangue materno entre 2 e 4 horas após o uso. Observar redução da produção láctea.

4.4 ANALGÉSICOS, ANTIPIRÉTICOS, ANTI-INFLAMATÓRIOS NÃO ESTERÓIDES E FÁRMACOS PARA TRATAR GOTA

4.4.1 Analgésicos não opióides e anti-inflamatórios não esteróides

Ácido acetil salicílico Uso criterioso durante a amamentação. Evitar tratamento prolongado. Observar anorexia, anemia hemolítica, petéquias, tempo de sangramento prolongado e acidose metabólica no lactente. Risco em potencial de síndrome de Reye.

Ácido flufenâmico Uso compatível com a amamentação. Ácido mefenâmico Uso compatível com a amamentação.

Antipirina Uso contraindicado durante a amamentação. Apresenta efeito tóxico para a medula óssea.

Apazona Uso compatível com a amamentação. Azapropazone Uso compatível com a amamentação. Celecoxib Uso compatível com a amamentação. Cetoprofeno Uso compatível com a amamentação. Cetorolaco Uso compatível com a amamentação. Diclofenaco Uso compatível com a amamentação.

Diflunisal Uso criterioso durante a amamentação. Sendo um derivado do ácido salicílico, tem o potencial de apresentar os efeitos tóxicos dessa droga. Evitar se possível.

Dipirona Uso compatível com a amamentação.

Etodolaco Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

Fenazopiridina Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação ou transferência para o leite materno. Observar possíveis efeitos colaterais no lactente.

Fenilbutazona Uso criterioso durante a amamentação. Excretada no leite materno podendo acumular-se e causar discrasia sanguínea no lactente.

Fenoprofeno Uso compatível com a amamentação. Flurbiprofeno Uso compatível com a amamentação.

Ibuprofeno Uso compatível com a amamentação.

Indometacina Uso criterioso durante a amamentação. Excretada no leite materno em quantidades significativas. Foi relatado um caso de convulsão no lactente.

Meloxican Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

Mesalamina Uso criterioso durante a amamentação. Um estudo não mostrou complicações em crianças amamentadas.

Nabumetona Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

Naproxeno Uso criterioso durante a amamentação. Excretado no leite materno em pequenas quantidades; entretanto, há o relato de um caso de sangramento prolongado, hemorragias e anemia aguda em um recém-nascido de 7 dias.

Olsalazina Uso criterioso durante a amamentação. Observar efeitos gastrointestinais no lactente.

Oxaprozin Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

Paracetamol Uso compatível com a amamentação. Piroxicam Uso compatível com a amamentação.

Pregabalin Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

Rofecoxib Uso criterioso durante a amamentação. Retirado do mercado por aumento do risco de doenças cardiovasculares após uso prolongado.

Salsalato Uso criterioso durante a amamentação. Evitar durante o período da lactação devido ao risco de síndrome de Reye no lactente.

Tolmetin Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação.

4.4.2 Analgésicos opióides

Orientação geral: a maioria dos opióides em doses isoladas e/ou ocasionais é excretada em pequenas quantidades no leite materno. Evitar doses repetidas pela provável acumulação na criança, principalmente em mães de recém-nascidos, sobretudo os pré-termo. Evitar drogas opiáceas em mães que tiveram recém-nascidos com risco de apnéia, bradicardia e/ou cianose. Se usadas durante o parto, o recém-nascido pode nascer sonolento, podendo interferir com o início da amamentação.

Alfentanil Uso compatível com a amamentação. Buprenorfina Uso compatível com a amamentação. Butorfanol Uso compatível com a amamentação.

Codeína Uso criterioso durante a amamentação. Efeitos colaterais raros nos recém-nascidos.

Dextropropoxifeno Uso compatível com a amamentação.

Fentanil Uso compatível com a amamentação.

Hidrocodona Uso criterioso durante a amamentação. Não há dados sobre segurança para uso durante o período da lactação. Observar sedação, apnéia e constipação nos lactentes.

(Parte 4 de 7)

Comentários