Siderurgia - Alto Forno e cargas

Siderurgia - Alto Forno e cargas

(Parte 1 de 3)

Aluno: Anderson Gonçalves Hilario Curso: Tecnologia em Processos Metalúrgicos 5º Período Disciplina: Siderurgia 1 Docente: Roberto Roco

Tema: Preparação da Carga do Alto Forno e Obtenção do Ferro Primário

Ano 2009

UEZO –Centro Universitário da Zona Oeste

Preparação da carga para o Alto Forno

Composição da carga do Alto Forno:

Minério de ferro Carvão (coque) Calcário (fundente)

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

Principais fontes de minério de ferro Magnetita (óxido ferroso-férrico) Fe3O4 (72,4% Fe). Hematita (óxido férrico) Fe2O3 (69,9% Fe). Limonita(óxido hidratado de ferro) 2FeO3.3H2O (48,3% Fe).

Classificação do minério de Fe Rico => 60 a 70% de Fe Médio => 50 a 60% de Fe Pobre => < 50%

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

Beneficiamento:

Série de operações com intuito de tornar o minério apto ao uso no alto forno, estas operações são:

Britamento Peneiramento Mistura Moagem Concentração Classificação Aglomeração (principal)

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

Aglomeração:

SinterizaSinteriza çção: ão:

Sinteres são aglomerados de forma irregular e esponjosa formadosSinteres são aglomerados de forma irregular e esponjosa formadospor meio de por meio de uma combustão foruma combustão forççada (sinterizaada (sinterizaçção)ão)de um combustde um combustíível previamente adicionado vel previamente adicionado ààmistura (finos minmistura (finos minéério de ferro; fundentes rio de ferro; fundentes ––calccalcáário, areia; combustrio, areia; combustíível vel ––finos finos de coque; aditivos de coque; aditivos ––corretivo de caractercorretivo de caracteríísticas para aproveitamento de ressticas para aproveitamento de resííduos duos de recirculade recirculaçção). ão).

Tecnologia criada com o objetivo de aproveitar minTecnologia criada com o objetivo de aproveitar minéérios finos (quantidade rios finos (quantidade crescente no mundo) e rescrescente no mundo) e resííduos industriais. duos industriais.

A sinterizaA sinterizaçção atual visa basicamente elaborar uma carga de altão atual visa basicamente elaborar uma carga de altííssima qualidade ssima qualidade para o AF para o AF

Forno de ignição Alimentador

Chami né

Exaustor Caixa de

Despoeiramento

Tambor de mistura

Silos de armazenagem INSUMOS Finos de retorno Finos de minério Coque Calcário Póde alto forno

Fragmentação do bolo de sinter

Peneiramento a quente

Sinter

Peneiramento a frio Finos de retorno

Resfriador rotativo

Processo de SinterizaProcesso de Sinterizaçção ão

MMááquina de sinterizaquina de sinterizaçção ão

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

5mm<Sinter<50mm

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

Aglomeração:

Pelotização => Processo de aglomeração mais recente e eficiente, onde são produzidas “bolas ou pelotas”de minério com alto teor de concentração.

As pelotas são formadaspela pelotizapela pelotizaçção de minão de minéérios finos com o auxrios finos com o auxíílio de lio de aditivos seguido por um endurecimento a frio ou a quente. aditivos seguido por um endurecimento a frio ou a quente.

Os aditivos geralmente utilizados são: fundentes (calc

Os aditivos geralmente utilizados são: fundentes (calcáário, dolomita), rio, dolomita), aglomerantes (aglomerantes (bentonitabentonita, cal hidratada) e combust, cal hidratada) e combustíível svel sóólido (lido (antracitoantracito) )

Processo de PelotizaProcesso de Pelotizaçção ão

Preparação da carga para o Alto Forno –Minério de Fe

5mm<Pelotas<18mm

Preparação da carga para o Alto Forno –Carvão e Coque

O carvão mineral éuma forma de aglomeração do carbono na natureza, quando sua concentração chega a de 70% a 90% ele échamado de hulha.

Sua formação ocorreu a partir da concentrarão de detritos orgânicos vegetais, ao passar dos anos, que foram submetidos a grandes pressões e temperaturas, o que ocasionou a perda de hidrogênio e oxigênio.

Este processo échamado de “incarbonização”.

Preparação da carga para o Alto Forno –Carvão e Coque

Nem todo carvão mineral écapaz de se tornar em coque. Se ao ser aquecido hermeticamente ele amolece e se solidifica numa massa mais ou menos sólida, ele écoqueificável, caso contrário ele não é.

(Parte 1 de 3)

Comentários