Apresentação - Sistema Métrico - Escala

Apresentação - Sistema Métrico - Escala

DESENHO TÉCNICO DESENHO DE ARQUITETURA

  • SISTEMA MÉTRICO

  • ESCALA

  • Aulas 01 e 02

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • O SISTEMA MÉTRICO DECIMAL é parte integrante do Sistema de Medidas. É adotado no Brasil tendo como unidade fundamental de medida o metro.

  • O Sistema de Medidas é um conjunto de medidas usado em quase todo o mundo, visando padronizar as formas de medição.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • O metro

  • O termo “metro” é oriundo da palavra grega “métron” e tem como significado “o que mede”.

  • Estabeleceu-se no princípio que a medida do “metro” seria a décima milionésima parte da distância entre o Pólo Norte e Equador, medida pelo meridiano que passa pela cidade francesa de Paris.

  • O metro padrão foi criado em 1799 e hoje é baseado no espaço percorrido pela luz no vácuo em um determinado período de tempo.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • As primeiras medições

  • No mundo atual, temos os mais diversos meios e instrumentos que permitem ao homem moderno medir comprimentos.

  • Desta forma, para medir espaços o homem antigo, tinha como base seu próprio corpo, por isto que surgiram: polegadas, a braça, o passo, o palmo. Algumas destas medidas ainda são usadas até hoje, como é o caso da polegada.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Há algum tempo, o povo egípcio usava como padrão para comprimento, o “cúbito”, que é a distância do cotovelo a ponta do dedo médio. Como as pessoas, é claro, tem tamanhos diferentes, o “cúbito” variava de uma pessoa para outra, fazendo com que houvesse muita divergência nos resultados finais de medidas.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Então, vendo este problema de variação de medidas, o povo egípcio resolveu adotar uma outra forma de medir o “cúbito”, passaram então ao invés de usar seu próprio corpo, a usarem uma barra de pedra como o mesmo comprimento, assim deu-se origem então o “cúbito padrão”.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Como era impossível realizar  medições em extensões grandes, o povo egípcio então começou a usar cordas, para medir grandes áreas. Tinham nós que eram igualmente colocados em espaços iguais, e o intervalo entre estes nós, poderia medir “x” cúbitos fixos. Desta forma de medição com cordas, originou-se o que chamamos hoje de “trena”.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Eixo Frente & Trás – é o eixo da nossa marcha, é reforçado por nossa visão frontal. Pode ser associado a “Passado” e “Futuro” – “Conhecido” e “Desconhecido”.

  • Eixo Alto & Baixo – A gravidade nos dá consciência do eixo vertical, de um alto e um baixo, de uma direção paralela à principal direção do nosso corpo e oposta à linha do horizonte.

  • Eixo Esquerdo & Direito – É paralelo à linha do horizonte, é importante em função da simetria e do equilíbrio (eixo estabilizador).

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Múltiplos e submúltiplos do Metro

  • Como o metro é a unidade fundamental do comprimento, existem evidentemente os seus respectivos múltiplos e submúltiplos.

  • Os nomes pré-fixos destes múltiplos e submúltiplos são: quilo, hecto, deca, centi e mili.

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Para transformar hm (hectômetro) em m (metro) -  observe que são duas casas à direita -  multiplicamos por 100, ou seja, (10 x 10).

  •  

  • 17,475 x 100 = 1747,50

  •  Ou seja

  •  17,475 hm é = 1747,50m

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Para transformar dam (Decâmetro) em cm (Centímetro) – observe que são três casas à direita – multiplicamos por 1000, ou seja, (10 x 10 x 10).

  •  2,462 x 1000 = 2462

  •  Ou seja

  •  2,462dam é = 2462cm

DESENHO TÉCNICO SITEMA MÉTRICO DECIMAL

  • Para transformar m (metro) em km (Kilômetro) – observe que são três casas à esquerda – dividimos por 1000.

  •  864 ÷ 1000 = 0,864

  •  Ou seja 

  • 864m é = 0,864km

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

  • Definições:

  • “ Toda a representação está numa proporção definida com o objeto representado. Esta proporção é chamada de escala.” (Raisz, 1968);

  • “ Escala é , então, a relação que existe entre os comprimentos de um desenho e seus correspondentes no objeto, portanto, escala nada mais é do que uma relação de semelhança. Sendo assim, toda escala é expressa por uma fração; essa fração é chamada escala gráfica. Os comprimentos considerados no desenho são chamados distâncias gráficas e os considerados nos objetos são chamados distâncias naturais.” (Rangel, 1965)

DESENHO TÉCNICO ESCALA

  • TIPOS DE ESCALA

    • ESCALA NATURAL;
    • ESCALA DE REDUÇÃO;
    • ESCALA DE AMPLIAÇÃO.
  • ESCALA NATURAL

  • Significa quando o objeto está representado no desenho com sua medida real.

  • Essa escala está para o desenho na razão 1 para 1, ou seja, o real está para o desenho na razão de uma medida real para uma medida do desenho.

DESENHO TÉCNICO ESCALA

  • ESCALA DE REDUÇÃO:

  • Quando o objeto está sendo representado é de grandes dimensões, usamos escala de redução, para possibilitar sua representação no papel.

  • Escalas de redução são representadas da seguinte forma: 1/10 , 1/20 , 1/25 , 1/50 , 1/100 , 1/200 , 1/250 , 1/1000, e outros.

  • Exemplo: Escala 1/50

  • Significa que um centímetro do objeto representará 50cm do real, ou seja, o desenho será reduzido 50 vezes.

DESENHO TÉCNICO ESCALA

  • ESCALA DE AMPLIAÇÃO:

  • Quando o objeto que está sendo representado é muito pequeno, necessitando ser ampliado para melhor interpretação do projeto. Esta escala é empregada nas áreas de mecânica, eletrônica, desenho de jóias entre outras.

  • Exemplo: 2:1 ( lê-se dois para um, ou seja, o desenho é duas vezes maior que o objeto desenhado.

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO

  • ESCALÍMETRO

  • Como Utilizar

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • O escalímetro é um instrumento de desenho técnico utilizado para desenhar objetos em escala ou facilitar a leitura das medidas de desenhos representados em escala.

  • O escalímetro, escala ou régua triangular, é dividido em três faces, cada qual com duas escalas distintas. Pode-se, nesse caso, através da utilização de múltiplos ou submúltiplos dessas seis escalas, extrair um grande número de outras escalas.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • O Escalimetro ou régua tridimensional é um instrumento que nos possibilita criar desenhos de projetos, ou representar objetos em uma escala maior ou menor, dentro das medidas necessárias, conservando a proporção entre a representação do objeto e o seu tamanho real.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • No escalímetro tridimensional podemos observar seis tipos de escalas diferentes: - 1: 20 -um por 20 - 1: 25 -um por 25 - 1: 50 - um por 50 - 1:75 - um por 75 - 1: 100- um por 100 - 1: 125- um por 125

  • Cada unidade marcada nas escalas do escalímetro correspondem a um metro. Isto significa que aquela dada medida corresponde ao tamanho de um metro na escala adotada.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • No escalímetro podemos aumentar ou diminuir a escala conforme necessário.

  • Ex: 1:100 pode ser usado como 1:1 ou ainda 1:1000, dependendo do caso.

  • Para se aprender a trabalhar com o Escalimetro, basta aprender um pouco sobre as escalas e suas aplicações.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Para se trabalhar com a escala, basta multiplicar o valor da medida indicada no desenho do objeto, pelo valor numérico da escala .

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Como eu faço para desenhar objetos na escala 2:1 utilizando meu escalímetro convencional?

  • Como o escalímetro convencional apresenta escalas de redução, é necessário que convertamos inicialmente a escala 2:1 para uma escala de redução próxima de uma conhecida.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Isto significa que a escala 2:1 = 1:0,5.

  • Como esta última é uma escala de redução, basta tentarmos verificar no escalímetro convencional uma escala mais próxima para podermos trabalhar.

  • Essa escala é a 1:50 que é 100 vezes menor que a escala de 1:0,5.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Assim, para desenhar um objeto na escala 1:0,5 ou 2:1 basta ler as unidades do escalímetro 1:50.

  • A diferença é que cada unidade em vez de corresponder a 1 m , será igual a 1m/100 = 1 cm ou 10 mm . Assim, em vez de ler 1m para cada unidade, deve-se ler, para cada unidade, o valor de 1 cm ou 10 mm.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Contudo, em geral, costuma-se utilizar as escalas 1:20; 1:25; 1:50; 1:75; 1:100; 1:125, uma vez que o escalímetro comumente empregado na representação de peças e desenhos da engenharia utilizam tais escalas. Exceção a essa regra deve ser feita para a Engenharia Cartográfica, uma vez que as escalas normalmente empregadas são bem inferiores as apresentadas (1:500; 1:1000; dentre outras).

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

  • Escalas utilizadas na Arquitetura

  • As escalas de redução recomendadas pela NBR 6492 para a representação de projetos de arquitetura são: 1:2; 1:5; 1:10; 1:20; 1:25; 1:50; 1:75; 1:100; 1:200; 1:250; 1:500.

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

          • .

DESENHO TÉCNICO ESCALÍMETRO

DESENHO TÉCNICO DESENHO DE ARQUITETURA

  • PROJETO DE ARQUITETURA

  • Desenho de uma Casa

DESENHO TÉCNICO PROJETO DE ARQUITETURA - DESENHO

DESENHO TÉCNICO ESCALA

  • Elaboração do Desenho Técnico

  • Passo 1 – Escolher a Escala;

  • Passo 2 - Desenhar todas as paredes;

  • Passo 3 - Marcar posição de portas e janelas;

  • Passo 4 – Fechamento das cotas do desenho;

  • Passo 5 – Inserir Equipamentos.

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Portas e Janelas

Elementos Construtivos Desenho de Detalhes

Elementos Construtivos Desenho de Detalhes

Elementos Construtivos Desenho de Detalhes

Elementos Construtivos Desenho de Detalhes

Elementos Construtivos Desenho de Detalhes

Elementos Construtivos Linhas de Cotas

Elementos Construtivos Montagem da Fachada

DESENHO TÉCNICO DESENHO DE ARQUITETURA

  • NORMAS TÉCNICAS

  • APRESENTAÇÃO DA FOLHA DE DESENHO E DOBRAGEM DE PLANTAS NBR 13142 E 10582

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

  • Dobramento de cópias de desenho

  • Sendo necessário o dobramento de folhas das cópias de desenho, o formato final deve ser o A4.

  • As folhas devem ser dobradas levando em conta a fixação através da aba em pastas e de modo a deixar visível o carimbo destinado à legenda.

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

  • Legenda

  • A legenda é um quadro que deve ser apresentado no canto inferior à direita,

  • com a finalidade de fornecer todas as informações para uma consulta rápida de identificação e

  • interpretação do desenho.

DESENHO TÉCNICO NORMAS TÉCNICAS

  • Preenchimento de legenda - Deve constar :

  • �� Título do projeto

  • �� Numeração da obra e arquivamento

  • �� Denominação da obra

  • �� Nome do proprietário

  • �� Localização do imóvel (logradouro, bairro, cidade, estado)

  • �� Escalas utilizadas

  • �� Data

  • �� Áreas (construção, demolição, livres, total, etc)

  • �� Desenhista (nome, data, assinatura)

  • �� Engenheiro responsável (Nome, CREA, ART, RM, RO)

  • �� Outros

DESENHO TÉCNICO DESENHO DE ARQUITETURA

  • EQUIPAMENTOS DE MEDIÇÃO

  • PARA LEVANTAMENTOS TRENAS

DESENHO TÉCNICO INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO

  • Trena

  • Instrumento de medição constituído por uma fita de aço, fibra ou tecido, graduada em uma ou em ambas as faces, no sistema métrico e/ou no sistema inglês, ao longo do seu comprimento, com traços transversais.

DESENHO TÉCNICO INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO

DESENHO TÉCNICO INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO

  • Como medir?

  • Colocar sua ponta de forma a prendê-la em uma das extremidades do objeto que se deseja medir, puxar a trena até atingir a outra extremidade do objeto e verificar a medida.

DESENHO TÉCNICO INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO

DESENHO TÉCNICO DESENHO DE ARQUITETURA

  • Bibliografia

  • Ching, Francis D. K. Representação Gráfica em Arquitetura;

  • Ribeiro, Maria Izabel De Paula – Elementos do Desenho Arquitetônico;

  • Livro DESTEC – Universidade do Rio Grande do Sul

Comentários