Medidas Elétricas

Medidas Elétricas

(Parte 6 de 9)

Medidor de fator de potência. Ligação em corrente trifásica

Em ambos os casos analisados, apresentam-se conjugados opostos nas bobinas cruzadas, devido ao defasamento, em relação à bobina de corrente. O conjugado que atua sobre a deflexão do ponteiro é determinado pela bobina, cuja tensão apresenta um maior deslocamento de fase em relação à corrente da bobina de corrente. O ponto zero do instrumento, tal como em todos os instrumentos de bobina cruzada, é dado apenas após a ligação da tensão. estes instrumentos tem amortecimento por correntes parasitas.

Volt-Amperímetro Tipo Alicate

O amperímetro comum é acoplado ao circuito, quando empregado para medir a corrente elétrica em CA. Podemos efetuar essa mesma medida com um volt-amperímetro tipo alicate, sem a necessidade de acoplamento com o circuito, pois esse instrumento é constituído pelo secundário de um transformador de corrente, para captar a corrente do circuito.

Espírito Santo _

32 Companhia Siderúrgica de Tubarão

O volt-amperímetro tipo alicate apresenta os seguintes componentes básicos externos:

A - Gancho (secundário de um TC); B - Gatilho (para abrir o gancho); C - Parafuso de ajuste (para zerar o ponteiro); D - Visor da escala graduada; E - Terminais (para medição de tensão); F - Botão seletor de escala.

O volt-amperímetro tipo alicate apresenta os seguintes componentes básicos internos:

a - Gancho (bobinado secundário de um TC); b - Retificador; c - Resistor shunt para medições amperimétricas; d - Galvanômetro; e - Terminais; f - Seletor de escala; g - Resistores de amortecimento para medições voltimétricas.

Espírito Santo _

Departamento Regional do Espírito Santo 3

O princípio de funcionamento do volt-amperímetro tipo alicate é do tipo bobina móvel com retificador e é utilizado tanto para medições de tensão como de corrente elétrica.

Observação: Quando o volt-amperímetro tipo alicate é utilizado na medição de tensão elétrica, funciona exatamente como o multiteste.

Na medição da corrente o gancho do instrumento deve abraçar um dos condutores do circuito em que se deseja fazer a medição (seja o circuito trifásico ou monofásico).

O condutor abraçado deve ficar o mais centralizado possível dentro do gancho.

Espírito Santo _

34 Companhia Siderúrgica de Tubarão

O condutor abraçado funciona como o primário do TC e induz uma corrente no secundário (o próprio gancho). Essa corrente secundária é retificada e enviada ao galvanômetro do instrumento, cujo o ponteiro indicará, na escala graduada, o valor da corrente no condutor.

Os volt-amperímetros tipo alicate não apresentam uma boa precisão no início de sua escala graduada, mesmo assim podem ser empregados nas medições de correntes com baixos valores (menores que 1A). Nesse caso, deve-se passar o condutor duas ou mais vezes pelo gancho do instrumento.

Para sabermos o resultado da medição basta dividirmos o valor lido pelo número de vezes que o condutor estiver passando pelo gancho.

Suponha que o instrumento da figura acima esteja indicando uma corrente de 3A.

A corrente real que circula no condutor será:

I valor indicado pelo instrumento numero de voltas do condutor no gancho IA=⇒ ⇒ = 3 1

Precisão dos Instrumentos de Medidas Elétricas

Para que a medição de uma grandeza elétrica seja correta, dois fatores devem ser observados:

- A escolha correta dos instrumentos;

- Precisão de leitura.

Cada tipo de instrumento apresenta variações na precisão de sua escala, ou seja, a precisão da escala varia, de acordo com o princípio de funcionamento do mesmo.

Espírito Santo _

Departamento Regional do Espírito Santo 35

Numas escalas, as divisões são homogêneas, isto é, suas divisões são uniformes, mantendo do início ao fim da graduação a mesma distância entre uma divisão e outra.

Em outras escalas, essas divisões são heterogêneas, suas divisões são mais concentradas no início e mais afastadas no centro.

Precisão em Instrumentos do Tipo Ferro Móvel

A escala graduada dos instrumentos de medida do tipo ferro móvel é heterogênea.

Espírito Santo _

36 Companhia Siderúrgica de Tubarão

A distância entre o número zero e o número 1 é menor que a distância entre o número 1 e o número 2. Essa variação ocorre porque o deslocamento do ponteiro, nesse tipo de instrumento, não é linearmente proporcional ao aumento da corrente em sua bobina.

Com a passagem de 1 A na bobina do instrumento, o ponteiro deflexiona 1 unidade na escala graduada.

Com a passagem de 2 A na bobina do instrumento, o ponteiro deflexiona 4 unidades na escala graduada. Note que o deslocamento do ponteiro nesse tipo de instrumento é proporcional ao quadrado da corrente na sua bobina.

Devido a essa característica, esse instrumento é utilizado apenas para medições de grandezas elétricas que não requerem grande precisão e cujos valores se situem em pontos intermediários da escala graduada.

O instrumento de medição tipo ferro móvel abaixo com escala graduada de 0 a 50 V, tem uma precisão aceitável de medida somente nos pontos localizados entre 10 e 40 V.

Espírito Santo _

Departamento Regional do Espírito Santo 37

Precisão nos instrumentos do tipo bobina móvel

A escala graduada dos instrumentos de medida do tipo bobina móvel é homogênea. A distância existente entre o número zero e o número 2 é igual à que existe entre o número 2 e o número 4. Essa homogeneidade ocorre porque o deslocamento do ponteiro nesse tipo de instrumento é linearmente proporcional ao aumento da corrente na sua bobina.

Com a passagem de 1 A na bobina do instrumento, o ponteiro deflexiona 1 unidade na escala graduada.

Esse tipo de instrumento é bastante sensível às variações de corrente na sua bobina, isto é, qualquer alteração no valor dessa corrente será prontamente registrada pelo ponteiro. Esse instrumento tem boa precisão em toda a sua escala graduada. Por isso, esse instrumento é bastante usado na medição de grandezas elétricas que requerem precisão (grandezas medidas em laboratórios).

Espírito Santo _

38 Companhia Siderúrgica de Tubarão

(Parte 6 de 9)

Comentários