Curso DRX Fismat09

Curso DRX Fismat09

(Parte 1 de 6)

C a r a c t e r i z ação de Materiais a t r a v és das

T é c n i c as de

R a i o s -

P r o f .

V a l m o r

M a s t e l a r

G r u po

C r e s c i m ento de Cristais e Materiais

C e r â m i c o s

Instituto de F í s i c a de

São

C a r l o s

F i s M a t

Os r aios

X f o r a m d e s c o bertos a c i d e n t a l m e nte por

W . C . R o e n t g e e m q u a n do ele e s t a v a t r a b a l h a n do c o m t u bos de r aios c a t ó d i c

D e vido n a t u r e z a d e s c o n hecida desses r aios p e n e t r a ntes foi d e n o m i n a do r aio

-I n t e r ação r a diação m a t é r i a r aios c o r r e s p o n de r a diação e l e t r m a g n é t i c a de c o m p r i m e ntos de o n da e ntre

F o nte de r aios

I o

I Detector de r aios a b s o r v e d o r x

E m u m p r o c e s s o de a b s o r ç ã o , p o de o c o r r er a p e r da de e n e r gia do f ó t o i n c i d e nte ou s i m p l e s m e nte m a m u d a nça de s u a d i r e ç ã o

M e c a n i s m os de a b s o r ção da r a diação

X pela m a t é r i a :

e c i m e n t o

– devido a v i b r ação dos á t o m o s ;

2 - Efeito f o t o - e l é t r i c e n e r gia do f ó t o n é i g u al o u m aior q u e a e n e r gia de ligação do e l é t r on e t o r e i o n i z a do; o r e s c ê n c i a

– o á t o o i o n i z a do é i n s t á v el n o p r e e n c h i m ento destes e s t a dos v azios l e v e missão de f ó t o ns de f l u o r e s c ência s e c u n dários c a r a c t e r í s t i c os do á t o m o q u e o e m i t i u .

P r o dução de e l é t r ons

A u g e r o fóton criado pelo d e c a i m e n t o de u m e l é t r o n a b s orvido por u m e l é t r on de v a l ê n c i a .

5 - E s p a l h a m e nto

C o m p t o n – parte da e n e r gia do fóton i n c i d e nte a b s orvida pelo e l é t r on e u m fóton de m e n or e n e r gia é e mitido

( c o l i s ão i n e l á s t i c a )

6 - E s p a l h a m e nto c o e r e nte a n á l o go m a c olisão elástica perfeita e n t r o fóton e o e l é t r

L e v a o f e n ô m e n o de d i f r a ç ã o .

C o m o o f ó t o m u da de d i r e ç ã o , este p r o c esso t a m b é é c o n s i d e r ado m f e n m e n o de a b s o r ç ã o .

d e p e n de do tipo de á t o m o p r e s e nte n o m aterial s u a d e n s i d a d e

P r o dução de r a i o s -

P r o d u ç ã o de r a i o

E l e c t r o n s t o r a ge r i n

Linear a c c e l e r a t o r n d e r g r o u n d )

B e a m l i n e

L a b o r atório

N a c i o n al d e

L a b o r atório

N a c i o n al d e

Luz S í n c r o t r o n

Luz S í n c r o t r o n

B r a z i l i a n S y n c h r o t r o n

L i g h t

(Parte 1 de 6)

Comentários