(Parte 1 de 2)

ÁLCOOL ETÍLICO Aspectos Gerais

Definição

Produtores de Álcool Cadeia de Abastecimento

Álcool Etílico Carburante

ÁLCOOL ETÍLICO HIDRATADO COMBUSTÍVEL (AEHC): ¾Vendido na bomba para uso pelos carros àálcool e flex-fuel;

¾ICMS érecolhido na retirada do produto na usina.

¾Misturado àgasolina Ana proporção de 1:4 durante o carregamento dos caminhões-tanque nos terminais, para produzir a gasolina C;

¾ICMS érecolhido na venda da gasolina C.

Resolução ANP nº36/2005

Propriedades

•Teor Alcoólico •A cidez

•pH (entre 6 e 8)

•Aspecto e Cor (incolor ou laranja)

•Metais (exemplo: Sódio -Depósitos em velas, válvulas e deterioração do óleo lubrificante)

•Sulfato (Depósitos e entupimento do sistema de injeção do tanque atéàválvula de injeção)

Influência do Álcool Etílico na Gasolina

CONSUMO: GASOLINA x ÁLCOOL ETÍLICO

•Poder CaloríficoGasolina = 10.300 kcal/kg Álcool= 6.500 kcal/kg

•OctanagemGasolina = 80 Álcool= 108

•Gasolina produz mais energia (6%) e o álcool permite maior taxa de compressão o que resulta em consumo maior com álcool etílico do que com gasolina.

Produção

Tratamento do Caldo

•Tratamento primário: peneiras •Adição de cal

•D ecantação

Tratamento semelhante àquele empregado na produção de açúcar

Preparação do Mosto

Preparação do Fermento

A LEVEDURA ÉRECUPERADA POR MEIO DA CENTRIFUGAÇÃO DO VINHO. ANTES DE RETORNAR AO PROCESSO FERMENTATIVO, ELA RECEBE UM TRATAMENTO SEVERO, QUE CONSISTE EM DILUIÇÃO COM ÁGUA E ADIÇÃO DE ÁCIDO SULFÚRICO. ESTA SUSPENSÃO, CONHECIDA NA PRÁTICA COM O NOME PÉ-DE-CUBA, PERMANECE EM AGITAÇÃO DE 1 A 3 HORAS, ANTES DE RETORNAR ÀDORNA DE FERMENTAÇÃO.

Fermentação

ÉNESTA FASE QUE OS AÇÚCARES SÃO TRANSFORMADOS EM ÁLCOOL. AS REAÇÕES OCORREM EM TANQUES DENOMINADOS DORNAS DE FERMENTAÇÃO, ONDE SE MISTURAM O MOSTOE O PÉ-DE-CUBANA PROPORÇÃO DE 2:1, RESPECTIVAMENTE.

Tempo de Fermentação: 4 a 10 horas

Fermentação

Vinho

AO TERMINAR A FERMENTAÇÃO, O TEOR MÉDIO DE ÁLCOOL NESTAS DORNAS ÉDE 7% A 10% E ESSA MISTURA RECEBE O NOME DE VINHO FERMENTADO. DEVIDO ÀGRANDE QUANTIDADE DE CALOR LIBERADO

DURANTE O PROCESSO DE FERMENTAÇÃO E ÀNECESSIDADE DA TEMPERATURA SER MANTIDA BAIXA (32°C), ÉREALIZADO

Centrifugação do Vinho

Destilação

O VINHO QUE VEM DA FERMENTAÇÃO POSSUI, EM SUA COMPOSIÇÃO, 7ºA 10°GL (% EM VOLUME) DE ÁLCOOL, ALÉM DE OUTROS COMPONENTES.

Componentes líquidos: além do álcool, encontra-se a água com teores entre 89 e 93%, glicerol, alcoóishomólogos superiores, furfural, aldeído acético, ácido succínicoe acético etc (em quantidades bem menores). Componentes sólidos: bagacilhos, leveduras e bactérias, açúcares não fermentescíveis, sais minerais, matérias albuminóides e outros. Componentes Gasosos: Principalmente CO2

Etapas da Destilação

•Destilação propriamente dita • Retificação

•D esidratação

•Recuperação do desidratante

Destilação propriamente dita

A DESTILAÇÃO ÉPROCESSADA EM TRÊS COLUNAS SUPERPOSTAS PRODUÇÃO DE ÁLCOOL COM 96°GL

Destilação propriamente dita

A VINHAÇA, RETIRADA EM UMA PROPORÇÃO APROXIMADA DE 13 LITROS PARA CADA LITRO DE ÁLCOOL PRODUZIDO É CONSTITUÍDA PRINCIPALMENTE DE ÁGUA, SAIS SÓLIDOS EM SUSPENSÃO E SOLÚVEIS.

A vinhaça éutilizada na lavoura como fertilizante.

Desidratação

O PRODUTO COM 96°GL CONSTITUI UMA MISTURA AZEOTRÓPICA, FENÔMENO FÍSICO NO QUAL OS COMPONENTES NÃO SÃO SEPARADOS PELO PROCESSO DE DESTILAÇÃO. ESTE ÁLCOO PODE SER COMERCIALIZADO DESTA FORMA OU PASSAR POR UM PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO

(Parte 1 de 2)

Comentários