Java estruturas de programação

Java estruturas de programação

(Parte 1 de 6)

Estruturas de Programação Java por Gilberto Hiragi

Estruturas de Programação JAVA

Por

Gilberto Hiragi Março/2006

Página: 1

Estruturas de Programação Java por Gilberto Hiragi Estruturas de Programação em Java

Utilizaremos aplicações do tipo console para demostrar as estruturas fundamentais que envolvem a programação em Java. A entrada de dados será feita através da linha de comando e estaremos desta forma fazendo uso da string de argumentos recebida pelo método main, já a saída será através do console utilizando o método System.out.println.

Java é similar a C++ em muitos aspectos e aqueles que tem um bom conhecimento em C ou C++ tem uma vantagem inicial considerável, principalmente em relação às estruturas fundamentais.

O primeiro detalhe a ser observado é que Java é sensível a maiúsculas e minúsculas, abaixo temos exemplos de identificadores distintos dentro de Java:

Numero, numero e NUMERO

Todos os identificadores acima são diferentes, podendo apontar para valores distintos, mas o principal é estar atento para não se enganar com relação à caixa alta e baixa durante a codificação. Veja que isso é válido para todos os objetos: nome de variáveis, métodos, classes entre outros.

Um outro detalhe importante é que o nome da classe pública deve ser o mesmo do nome do arquivo onde ela esta sendo definida, portanto inclusive aqui deve ser respeitada a regra das letras.

Abaixo temos um programa simples:

FirstPrg.java

System.out.println ("2 + 2 = " + (2+2));

package estruturas; // Nosso primeiro programa public class FirstPrg{ public static void main(String[] args){ }

O primeiro detalhe aqui é relativo à declaração de uma classe: public class FirstPrg

Esta classe tem escopo global (public) e é regra em java colocarmos primeiro o tipo e depois o identificador, por isso primeiro class depois o identificador FirstPrg, que é o nome da classe.

// Nosso primeiro programa

Note que a linha anterior é ignorada pelo compilador (javac), pois (//) representa que a seguir vem apenas comentário, outras forma de comentários são (/* e */ para mais de uma linha), ou (/** e */ para mais de linha e utilização de javadoc).

Página: 2

Estruturas de Programação Java por Gilberto Hiragi

Na maioria dos nossos exemplos estaremos utilizando (//) para comentários.

Outra peça importante na codificação aqui é o bloco de comandos, os blocos são delimitados através chaves ({}), conseguimos agrupar vários comandos através das chaves, delimitando o escopo da classe, métodos e estruturas condicionais.

No FirstPrg.java temos dois blocos o principal que delimita a nossa classe FirstPrg e um outro bloco interno ao bloco da classe, que delimita o escopo do método main, portanto o método main pertence a classe FirstProg.

Regra de nomenclatura: Vale colocar aqui que uma prática comum de codificação em Java é colocar a primeira letra do nome de uma classe em maiúsculo e em nomes compostos ir fazendo o mesmo para cada primeira letra.

Um método (função) tem a capacidade de receber e se necessário devolver valores. No nosso exemplo temos:

public static void main(String[] args)

Esta declaração esta nos dizendo que o método é público, portanto se alguém fosse usar nossa classe poderia acessar main, já que a mesma tem acesso livre. O método do tipo static não precisa ser instanciado para ser utilizado, isso é útil quando temos apenas uma classe isolada, como é o caso, já que podemos executar diretamente a classe, não sendo necessário criar um objeto a partir da classe para usufruir sua funcionalidade.

O método main é padrão, ou seja, já tem embutido um significado, que significa para uma aplicação o método de startup, aquele em que a execução é iniciada, o interpretador java irá procurar por um main dentro da classe e quando encontrá-la irá começar a executar a partir da sua primeira linha do bloco.

“main” é por definição um método que não retorna valor, e void esta indicando isso, portanto resumindo main é pública, estática e não retorna valor, porém pode receber valor, isso é indicado por String[] args neste ponto é dito que parâmetros recebidos através da linha de comando serão armazenados em args, que é um array de String. Por exemplo, se chamarmos FirstPrg como abaixo:

java FirstPrg java 1 4 Teremos em args a seguinte estrutura armazenada:

(0) (1)(2)

Página: 3

Estruturas de Programação Java por Gilberto Hiragi

Os arrays em java são definidos pelo uso de ([]) e o primeiro elemento é o zero, portanto o último é numerado como N-1, quando N é o número de elementos do array.

A linha System.out.println (“2 + 2= “ + (2+2)); demostra como faremos para mostrar algo no console, o método println esta dentro de out, que esta dentro de System, relembrando a hierarquia de linguagens que trabalham com objetos.

Um outro detalhe aqui é que Strings são delimitadas por aspas (“”), portanto, o que fica entre aspas representa um texto literal que não será modificado.

Já o que esta fora de aspas é processado e pode sofrer modificação, neste caso + (2+2) esta fora das aspas, analisando (2+2), que é processado primeiro, (já que há precedência pela existência dos parênteses) é calculado e o resultado é 4, o System.out.println se encarrega de compatibilizar os tipos e fazer a concatenação sugerida pelo primeiro + fora das aspas.

Esta concatenação entre um número é uma String resulta em String, em Java o tipo String é sempre mais forte em uma expressão, portanto:

String + Qualquer tipo = String

Um último lembrete é que os comandos devem ser finalizados por dois pontos (;), para Java não importa se um comando ocupa mais de uma linha, pois quem delimita o fim de uma instrução sempre é o (;). Não há ponto ao final de um arquivo de codificação como em Delphi.

A saída deste programa será: 2 + 2 = 4

Nada de espantoso, porém os mecanismos básicos para definir uma classe e um método foram destrinçados, além disso, já reconhecemos array e strings, além de conhecer os mecanismos básicos para obter informações através da linha de comando e imprimir um valor para o console.

Abaixo temos mais um exemplo, este programa irá pegar dois valores via teclado e imprimir a soma destes valores:

Sum2Numbers.java package estruturas; import javax.swing.*; public class Sum2Numbers{ public static void main(String[] args){ int first, second; first =Integer.parseInt(JOptionPane.showInputDialog("Primeiro Número?")); second=Integer.parseInt(JOptionPane.showInputDialog("Primeiro Número?")); System.out.println (first + " somado com " + second +

Página: 4

Estruturas de Programação Java por Gilberto Hiragi

" é igual a " + (first+second)); System.exit(0); }

Passamos a explicação das novas características do programa Sum2Numbers, o primeiro detalhe é que para executar este programa devemos fornecer dois número através de caixas de diálogos. Para executar usando NetBeans, crie um pacote chamado estruturas e dentro dele uma classe simples Sum2Numbers com o código anterior, use Shift+F6 no editor para rodar a classe.

Temos como novidade a declaração de variáveis temos duas variáveis First e Second, sendo declaradas como inteiras na linha:

<TIPO> <nome_variável_1> [,, nome_variável_n];

int first, second; A sintaxe para declaração de variáveis é da seguinte forma:

(Parte 1 de 6)

Comentários