Drogas Vasoativas

Drogas Vasoativas

DROGAS VASOATIVAS

Na presença de hipotensão ameaçadora à vida e quando a reposição volêmica não corrigir a hipotensão arterial, há a indicação de infusão de DVA para atingir uma PAM ≥ 65mmHg e restaurar o DC.

Assim que houver correção da hipotensão, inicie a retirada do vasopressor!A terapia com DVA deve ser aplicada transitoriamente para sustentar a vida e manter a pressão de perfusão diante de uma hipotensão ameaçadora, mesmo quando a hipovolemia ainda não foi resolvida ou durante a reposição volêmica.

A reposição volêmica adequada é pré-requisito para o uso apropriado de DVA.O objetivo da reposição volêmica são os mesmos do uso de DVA: manter PAM ≥ 65mmHg e restaurar o DC.Porem as vezes a reposição volêmica isoladamente não é suficiente.

Se não foi feita a ressucitação volêmica adequada, a DVA pode piorar o déficit perfusional existente!

RECEPTORES ADRENÉRGICOSChama-se de receptores adrenérgicos os receptores de adrenalina e noradrenalina, divididos em alfa 1, alfa 2, beta 1 e beta 2

ALFA 1Apresentam a função de contrição arteríola (pele, rins e órgãos abdominais), aumentam a pressão arterial, perfusão cerebral e coronária.ALFA 2São receptores pré-sinapticos que quando estimulados promovem feed-back negativo de noradrenalina nas terminações nervosas levando a vasodilatação.

BETA 1São responsáveis basicamente por aumentarem a contratilidade cardíaca.BETA 2Promovem dilatação alveolar, principalmente em nível muscular, além de broncodilatação e acentuar os efeitos cronotrópicos promovidos pelos receptores beta 1.

As DVAs são drogas que tem sua ação fisiológica induzida, mensurável e podem ser divididas em: CATECOLAMINAS: Ex.: Naturais: Noradrenalina e DopaminaSintéticas: DobutaminaVASODILATADORAS: Ex.: Nitroprussiato de Sódio

BITARTARATO DE NOREPINEFRINA - NORADRENALINA

Classificação – agente adrenérgico de ação direta.

Mecanismo de Ação :

  • funciona como um vasoconstritor periférico (ação alfa adrenérgico), como um estimulador no coração e vasodilatador coronário (ação beta adrenérgico),

  • atividade alfa dominante, aumenta a demanda miocárdica de oxigênio.

Indicações – choque cardiogênico, hipotensão grave (que não seja devida à hipovolemia).

Precauções – use com cautela em pessoas que faz uso de antidepressivos da família triptilina (podendo haver hipertensão grave e prolongada).

Contra Indicações :

– hipotensão devida à hipovolemia.

  • trombose vascular mesentérica ou periférica,

  • anestesia por haloperidol.

  • gravidez.

Considerações Especiais – administrar através de bomba de infusão em via de grosso calibre.

Início da Ação e Duração – minutos.

DOBUTAMINA - DOBUTREX

Classificação – estimulante cardíaco, agente adrenérgico.

Mecanismo de Ação :

- estimula os receptores alfa, beta1 e beta 2.

- aumenta a contratilidade miocárdica e o volume sistólico e débito cardíaco, efeito menor (freqüência cardíaca) e efeito alfa mínimo (vasoconstrição).

Indicações – manuseio a curto prazo de pacientes com descompensação cardíaca em virtude de redução na contratilidade (Ex.: ICC, congestão pulmonar).

Precauções – pode ocorrer taquicardia com altas doses, mas isso ocorre com menor freqüência do que com a dopamina.

Contra Indicações – hipersensibilidade dobutamina, taquiarritmias, hipotensão grave, estenose aórtica.

Considerações Especiais – pode causar um considerável aumento na freqüência cardíaca ou na PA, especialmente na pressão sistólica e corrija a hipovolemia antes de iniciar a droga.

Início da Ação e duração - minutos

CLORIDRATO DE DOPAMINA - REVIVAN

Classificação – simpatominético de ação direta e indireta; estimulante cardíaco.

Mecanismo de Ação – os efeitos farmacológicos mudam à medida que se aumenta a dose, estimula receptores dopaminérgicos, beta e alfa adrenérgicos e efeitos da dopamina são dose dependentes.

Dose baixa = dopaminérgica – resultam na dilatação dos leitos vasculares renais, coronários e intracerebrais e ocorre diurese comumente nessa dosagem e o fluxo sanguíneo renal aumenta.

Dose média = beta – nesta dose a dopamina age diretamente nos receptores beta, no miocárdio, resultando em melhora da contratilidade miocárdica, aumento da freqüência AS e o aumento na condução do impulso no coração.

Dose alta = alfa :

  • os receptores alfa 1 e alfa 2 são estimulados, a PA e a resistência vascular periférica aumentam.

  • os efeitos vasoconstritores podem ser observados inicialmente na vasculatura dos músculos esqueléticos, mas com doses crescentes, tais efeitos também se tornam evidentes nos vasos renais e mesentéricos.

  • A vasoconstrição pode afetar a circulação nos membros.

  • Pode aumentar a freqüência cardíaca e a demanda de oxigênio a níveis indesejáveis.

Indicações:

  • bradicardia sintomática que não respondeu à atropina e/ou quando não há disponibilidade ou eficácia de um marcapasso externo.

  • hipotensão que ocorre após o retorno da circulação espontânea e hipotensão causando instabilidade hemonidâmica na ausência da hipovolemia.

Dosagem – aumenta a velocidade de infusão de acordo com a PA e outras respostas clínicas.

Precauções – corrija a hipovolemia antes de iniciar dopamina para o tratamento da hipotensão e do choque.

Contra Indicações – hipersensibilidade a dopamina, hipovolemia, taquiarritmias ou FV não corrigida.

Cuidados Especiais – monitorize atentamente a PA, ECG e a velocidade da infusão através de bomba de infusão.

Início da Ação e Duração – minutos (meia vida de 2 minutos).

CLORIDRATO DE AMIODARONA

Classificação: antiarritmico

Mecanismo de Ação:

- reduz a condução no sistema His-Purkinje.

- inibe os receptores alfa e beta.

- vasodilatador coronária e periférica.

- pequenas diminuição da contratilidade miocárdica.

Indicações – TV/ FV sem pulso, TV polimórfica, Taquicardia com QRS alargado de origem incerta, TV estável, taquicardia atrial, reversão farmacológica de FA.

Dosagem – bolus e de horários.

Precauções – hipotensão, bradicardia são os efeitos colaterais mais comuns.

Contra Indicações: hipersensibilidade conhecida, disfunção grave do nó sinusal causado por bradicardia, bloqueio AV de 2 e 3 grau, síncopes devida à bradicardia e distúrbios eletrolíticos.

Considerações Especiais – efeito sinérgicos com outra medicações e amiodarona possui um pequeno efeito inotrópico negativo sobre o miocárdio.

NITROGLICERINA - TRIDIL

Classificação – vasodilatador e antianginoso.

Mecanismo de Ação:

- relaxa o músculo liso vascular, incluindo dilatação das artérias coronárias, o leito arterial periférico e os vasos de capacitação venosa.

- dilatação dos vasos pós capilares, retenção de sangue na periferia, diminuição do retorno venoso ao coração e diminuição pré carga. ]

Indicações:

- angina pectoris e congestão pulmonar .

Dosagem – comprimido, endovenosa.

Precauções – efeito colateral primário é hipotensão, levando também a taquicardia, bradicardia, cefaléia, palpitações e síncope.

Contra Indicações – suspeita de infarto, hipotensão, bradicardia extrema, taquicardia, aumento da pressão intracraniana, hipovolemia não corrigida, circulação cerebral inadequada, pericardite e tamponamento cardíaco.

Considerações Especiais – monitor cardíaco, infusão através de bomba de infusão, controle da pressão arterial e freqüência cardíaca.

Início de Ação e Duração – imediato – meia vida: 2-3 min.

NITROPRUSSIATO DE SÓDIO - NIPRIDE

Classificação – vasodilatador e anti-hipertensivo.

Mecanismo de Ação :

  • vasodilatador arterial e venoso de ação direta, relaxa a musculatura lisa vascular com conseqüente dilatação das artérias e veias periféricas.

  • outros músculos lisos não são afetados como útero, duodeno.

  • esta droga é mais ativa nas veias do que nas artérias.

  • a venodilatação promove o acúmulo de sangue na periferia e reduz o retorno venoso ao coração, desse modo reduzindo a pré carga, o relaxamento arteriolar reduz a resistência vascular periférica (pós carga) e vasodilatação coronária.

Indicações – redução imediata da PA na emergência ou urgência hipertensiva.

Precauções:

  • pode causar queda brusca da PA, em pacientes não monitorizados adequadamente.

  • tais quedas podem levar a dano isquêmico irreversível ou à morte.

  • Observe sinais de toxicidade.

  • Observe o tempo de vida da droga.

Contra Indicações – hipotensão.

Início da Ação e Duração – os efeitos cessam rapidamente após o desligamento da droga.

Comentários