Ginastica Laboral

Ginastica Laboral

Maiores prevalências de dores em funcionários de diferentes setores de uma instituição de ensino superior privada

Elamara Marama de Araújo Vieira (autor), Erika Serrão (autor), Thais Tenòrio (autor), Karina Diniz (orientadora)

Introdução: A prevalência de postura e dinâmica inadequada do corpo, mantida por longo tempo durante a jornada de trabalho, sobrecarrega as estruturas e, dependendo da tarefa desenvolvida afeta articulações específicas, resultando em dores. Objetivo: enfatizar as principais queixas dor localizada em funcionários de diferentes setores de trabalho, durante avaliação feita para iniciar a aplicação de ginástica laboral em funcionário de uma instituição privada de ensino superior. Métodos: foram avaliados 37 funcionários de diferentes setores da instituição de ensino superior ASPER através de fichas de avaliação contendo dados pessoais, profissionais, mapa corporal para localização dos pontos de dor, assim como, características desse sintoma em funcionários na faixa etária entre 17 e 40 anos de idade, de ambos os sexos. Resultados: foram observadas queixas de dores vertebrais (em todos os níveis), nos joelhos, pés, ombros, cotovelos, punhos, mãos e cabeça, sendo que, as maiores ocorrências são de dores lombares, com prevalência em todos os setores investigados. Conclusão: a permanência da postura sentada, de trabalhos que envolvam o agachar e solicitem a alta mobilidade da coluna resultam em dores desencadeadas durante e após a jornada de trabalho, resultando em uma diminuição do rendimento laboral e motivação.

Palavras chave: Ginástica Laboral. Dor. Avaliação.

Comentários