(2) LOGÍSTICA - estrategica logistica empresarial

(2) LOGÍSTICA - estrategica logistica empresarial

(Parte 1 de 10)

EAESP/FGV/NPP - Núcleode Pesquisas e Publicações 96/96

uma abordagem estratégica para a logística empresarial

Thomaz Wood Jr.*

Resumo

Nos últimos anos, a economia mundial e a economia brasileira têm sofrido mudanças importantes. Fusões, aquisições e alianças estratégicas têm se multiplicado. Parte considerável destas mudanças relaciona-se com profundas alterações nos sistemas de valores de todos os segmentos industriais. A busca da competitividade relaciona-se cada vez mais com a busca do ótimo sistêmico, além das fronteiras da empresa. Neste contexto, a administração logística ganha nova dimensão, envolvendo a integração de todas as atividades ao longo da cadeia de valores e do sistema de valores, das matérias-primas ao cliente final. O objetivo desta pesquisa é (re)situar a administração logística no contexto de mudanças, enfatizando a metodologia da gestão da cadeia de suprimentos (supply chain management).

Palavras-Chave

Logística; Gestão da cadeia de suprimentos; Cadeia de valores; Sistema de valores.

Abstract

The last years, the world and the Brazilian economy have been changing deeply. Fusions, acquisitions and strategic alliances are multiplying everywhere. Most of these changes relates with deep modifications in the value systems, affecting all industries. The search for competitiveness concerns more and more with the search of the systemic optimal, beyond organizational frontiers. Within this context, logistics management gains a new dimension, encompassing the integration of all activities related to the value system, from raw materials to the final customer. The main objective of this research is to review the logistics management position after all these changes, focusing on the methodology of supply chain management.

key words

Logistics; Supply chain management; Value chain; System chain.

SUMÁRIO

I. Introdução 5

1. Justificativas da pesquisa 7

2. Objetivos 8

3. Conceitos-chave 8

4. Estrutura do trabalho 9

II. O novo cenário competitivo 10

1. Introdução 10

2. O novo ambiente de negócios 11

    2.1. Vivendo na era da hipercompetição 11

    2.2. A nova competição 14

2.2.a. A organização da empresa 15

2.2.b. Os tipos de coordenação entre as fases da cadeia de produção 16

2.2.c. A organização do setor 16

2.2.d. Os padrões de política industrial 17

    2.3. O exemplo de Silicon Valley 17

3. Novos formatos organizacionais 21

    3.1. Desfronteirização organizacional 23

    3.2. Organizações virtuais 25

    3.3. Novos formatos 28

4. Logística em uma economia global 33

    4.1. Rumo ao cenário global 34

4.1.a. Crescimento econômico 35

4.1.b. Perspectiva da cadeia de suprimentos 36

4.1.c. Regionalização 36

4.1.d. Tecnologia 37

4.1.e. Desregulamentação 37

    4.2. Os desafios da logística global 38

    4.3. Os riscos da logística global 39

5. Resumo 40

III. A gestão da cadeia de suprimentos 42

1. Introdução 42

2. Cadeia de valores e sistema de valores 44

3. A logística integrada 51

    3.1. O conceito de logística 51

    3.2. Evolução histórica do conceito de logística 53

4. A gestão da cadeia de suprimentos 56

    4.1. O conceito de gestão da cadeia de suprimentos 56

    4.2. As pressões ambientais 60

4.2.a. A explosão dos serviços ao consumidor 61

4.2.b. Tempo escasso para agir 62

4.2.c. Globalização da indústria 63

4.2.d. Integração organizacional 63

    4.3. A necessidade de integração 64

5. O foco no mercado 67

    5.1. Marketing e logística 67

    5.2. Serviços ao cliente 69

6. Desenvolvendo a cadeia de suprimentos 72

    6.1. A estrutura da logística integrada 72

    6.2. O sistema logístico 77

    6.3. As barreiras à integração interna 77

7. Resumo 82

IV. Conclusão 83

1. Indicações para futuras pesquisas 83

2. Comentários finais 84

V. Bibliografia 87

Supply chain management: uma abordagem estratégica para a logística empresarial

Thomaz Wood Jr.*

I. INTRODUÇÃO

Nos últimos anos, a economia mundial e a economia brasileira experimentaram mudanças importantes. O reflexo destas mudanças no mundo empresarial é marcante. No front externo das empresas, multiplicam-se as fusões, aquisições, terceirizações e alianças estratégicas. No front interno das empresas, continuam os esforços por processos mais eficientes e pela adoção de sistemas de gestão mais modernos. A busca da competitividade hoje relaciona-se com a busca do ótimo sistêmico, dentro e fora das empresas.

Parte considerável destas mudanças relaciona-se com profundas alterações nos sistemas de valores e nas cadeias de valores de todos os segmentos industriais. Neste contexto, a gestão logística ganha uma nova dimensão, envolvendo a integração de todas as atividades ao longo do sistema de valores: da geração de matérias-primas ao serviço ao cliente final. Deixa de ter um enfoque predominantemente operacional para adquirir um caráter estratégico.

Entre as empresas brasileiras, ainda são poucas as que aplicam os conceitos mais modernos de gestão logística. É claro que, conforme as pressões competitivas aumentam, este número tende a crescer.

Quanto às publicações sobre o tema, o quadro também é de transição. Quando do início desta pesquisa, não havia nenhuma publicação brasileira (de nosso conhecimento) sobre o tema logística integrada ou supply chain management. Os livros e artigos mais tradicionais enfocavam aspectos particulares e operacionais da logística: controle de estoques, previsão de vendas, distribuição, etc.

No decorrer da pesquisa, porém, uma série de lançamentos – tanto em inglês como em português (traduções de originais em inglês) – veio preencher esta lacuna. Hoje, ainda que não se disponha de um referencial bibliográfico amplo, já existem publicações em quantidade e qualidade suficientes para orientar a iniciação ao tema.

Estas publicações não alteraram os objetivos e as ênfases desta pesquisa. Embora o tema tenha recebido uma cobertura conveniente em termos de amplitude e profundidade, permanece pouco explorada a questão da formação do quadro geral de análise. Portanto, o objetivo de (re)situar a gestão logística e redefinir seu papel vis-à-vis o quadro de mudanças continua válido.

Cabe salientar que este trabalho é uma pesquisa teórica, que visa estabelecer limites e referências para uma área emergente de estudos.

Compõem este trabalho:

  • a construção de um quadro geral de referência, tratando dos grandes movimentos de mudança interempresas e intra-empresas;

  • a redefinição do conceito de gestão logística dentro deste quadro geral;

  • a apresentação da metodologia de gestão da cadeia de suprimentos (supply chain management).

(Parte 1 de 10)

Comentários