Exercício de Matriz

Exercício de Matriz

(Parte 2 de 2)

b) Se AB = AC, então B = C.

c) Se A2 = On (matriz nula), então A = On.

d) (AB)C = A(BC).

e) (A + B)2 = A2 + 2AB + B2.

12. (PUC) Sejam A, B e C matrizes quadradas de ordem n e os números reais  e , não nulos. Das sentenças a seguir, a FALSA é

a) (A.B).C = A.(B.C)

b) (A+B).C = C.(A+B)

c) 1.A = A.1 = A

d) (A+B)+C = A+(B+C)

e) .A + .A = ( + ).A

13. (UEL) Uma matriz quadrada A se diz ANTI-SIMÉTRICA se A =-At. Nessas condições, se a matriz é uma matriz anti-simétrica, então x+y+z é igual a:

a) 3

b) 1

c) 0

d) -1

e) -3

14. (MACKENZIE) Dada a matriz, mostrada na figura adiante, se M-1 = Mt então K pode ser:

a) /4

b) - /4

c) 1/4

d) - /2

e) 1/2

15. (UNESP) Sejam A e B duas matrizes quadradas de mesma ordem. Em que condição pode-se afirmar que

(A + B)2 = A2 + 2AB + B2?

a) Sempre, pois é uma expansão binomial.

b) Se e somente se uma delas for a matriz identidade.

c) Sempre, pois o produto de matrizes é associativo.

d) Quando o produto AB for comutativo com BA.

e) Se e somente se A = B.

16. (FUVEST) Uma matriz real A é ortogonal se AA-1  = I, onde I indica a matriz identidade e At  indica a transposta de A. Se a matriz é ortogonal, então x2 + y2 é igual a:

a) 1/4

b) /4

c) 1/2

d) /2

e) 3/2

1 - vvvv

5 – E

9 – D

13 – D

2 – B

6 – B

10 – B

14 – E

3 – B

7 – D

11 – D

15 – D

4 – C

8 – A

12 – B

16 – E

(Parte 2 de 2)

Comentários