Telecurso 2000 - Curso Profissionalizante de Mecânica - Cálculo Técnico

Telecurso 2000 - Curso Profissionalizante de Mecânica - Cálculo Técnico

(Parte 1 de 12)

O Curso Profissionalizante foi feito para vocŒ que estÆ à procura de profissionalizaçªo; para vocŒ que estÆ desempregado e precisa aprender uma profissªo; para vocŒ que jÆ estuda e quer aprender mais ou para vocŒ que Ø professor e quer se atualizar.

E, pensando em vocŒ, nós do Telecurso, escolhemos a Ærea de MecânicaMecânicaMecânicaMecânicaMecânica, porque sabemos que Ø a que oferece mais empregos na indœstria. Assim, esperamos aumentar suas oportunidades de se sair bem em sua vida profissional.

Para tornar esse estudo ainda mais fÆcil, os conteœdos da Ærea de Mecânica foram planejados da seguinte maneira:

l Módulo Introdutório lMódulos BÆsicos de Tecnologia l Módulos Instrumentais

O Módulo Introdutório, chamado de O universo da mecânicaO universo da mecânicaO universo da mecânicaO universo da mecânicaO universo da mecânica vai apresentar as possibilidades de exploraçªo do universo que representa a Ærea da Mecânica na produçªo industrial.

Os Módulos BÆsicos de Tecnologia contŒm os temas que se referem às informaçıes necessÆrias ao desenvolvimento dos conhecimentos bÆsicos relacionados à formaçªo do profissional da Ærea de Mecânica, ou seja:

lProcessos de Fabricaçªo lMateriais, Ensaios dos Materiais lElementos de MÆquinas lTratamento TØrmico lTratamento de Superfícies

Os Módulos Instrumentais contŒm temas que servem de suporte ao conhecimento tecnológico apresentado nos Módulos BÆsicos. Eles sªo:

lLeitura e Interpretaçªo de Desenho TØcnico Mecânico lCÆlculo TØcnico lNormalizaçªo lMetrologia lManutençªo lAutomatizaçªo/Automaçªo

Curso Profissionalizante Mecânica

AlØm desses temas, foram destacados outros quatro, complementares, importantes para a formaçªo de atitudes positivas dentro do ambiente de trabalho e que sªo:

lHigiene e Segurança do Trabalho l Qualidade Ambiental lOrganizaçªo do Trabalho l Qualidade

Esses quatro œltimos temas, alØm de terem sido desenvolvidos em aulas específicas, estarªo presentes, sempre que necessÆrio, nas aulas de todos os módulos.

Os módulos sªo independentes entre si e podem ser estudados sozinhos ou na seqüŒncia que vocŒ achar mais interessante.

O curso profissionalizante de Mecânica Ø um programa que apresenta essencialmente conhecimentos teóricos. Esses conhecimentos, entretanto, nªo aparecem isolados dentro da programaçªo. Ao contrÆrio, cada tema apresentado e discutido no decorrer das aulas estarÆ ligado intimamente às experiŒncias que a prÆtica profissional pode aconselhar. Em outras palavras: usa-se a prÆtica para ilustrar a teoria.

O bom de tudo isso Ø que vocŒ mesmo vai administrar o seu aproveitamento e o seu progresso.

Quando vocŒ sentir que aprendeu o suficiente para obter um certificado, em um módulo estudado, poderÆ prestar um exame no SENAI. Se for aprovado, receberÆ o certificado.

COMISSO DE PLANEJAMENTO E ELABORAOCOMISSO DE PLANEJAMENTO E ELABORAOCOMISSO DE PLANEJAMENTO E ELABORAOCOMISSO DE PLANEJAMENTO E ELABORAOCOMISSˆO DE PLANEJAMENTO E ELABORA˙ˆO Arlette A. de Paula Guibert (Coordenaçªo geral) Paulo Antonio Gomes (Coordenaçªo executiva) Adilson Tabain Kole (Coordenaçªo pedagógica) Antonio Scaramboni Branca ManassØs Penteado Carlos Alberto Gaspar CØlia Regina Talavera Celio Torrecilha Celso Di Polito Ciro Yoshisada Minei Joel Ferreira Nivia Gordo Regina CØlia Roland Novaes Regina Maria Silva SØrgio Nobre Franco

ILUSTRAÕES TÉCNICAS E DIGITAOILUSTRAÕES TÉCNICAS E DIGITAOILUSTRAÕES TÉCNICAS E DIGITAOILUSTRAÕES TÉCNICAS E DIGITAOILUSTRA˙ÕES TÉCNICAS E DIGITA˙ˆO Luiz Thomazi Filho (coordenaçªo), Gilvan Lima da Silva, Izael Galvani, JosØ Joaquim Pecegueiro, JosØ Luciano de Souza Filho, Marcos Antonio Oldigueri, Maria Verônica Rodrigues de Oliveira, Ricardo Gilius Ferreira.

O módulo CÆlculo TØcnicoCÆlculo TØcnicoCÆlculo TØcnicoCÆlculo TØcnicoCÆlculo TØcnico faz parte do conjunto de Módulos InstrumentaisMódulos InstrumentaisMódulos InstrumentaisMódulos InstrumentaisMódulos Instrumentais. Ele foi preparado para que vocŒ estude os principais cÆlculos que um profissional da Ærea de Mecânica tem de fazer no diaa-dia de sua profissªo.

As liçıes que preparamos tŒm elementos que vªo ajudar e facilitar seu estudo. Elas estªo organizadas em pequenos blocos de informaçıes seguidos de exercícios, escritos de uma forma bem clara, explicando tudo passo a passo. Os blocos estªo divididos da seguinte forma: O ProblemaO ProblemaO ProblemaO ProblemaO Problema, Nossa AulaNossa AulaNossa AulaNossa AulaNossa Aula e ExercíciosExercíciosExercíciosExercíciosExercícios.

O bloco chamado O Problema O Problema O Problema O Problema O Problema Ø a apresentaçªo da liçªo e sempre tem uma situaçªo-problema comum na Ærea da Mecânica e que só pode ser resolvida por meio do cÆlculo que serÆ ensinado.

No bloco Nossa AulaNossa AulaNossa AulaNossa AulaNossa Aula, o conteœdo da liçªo Ø apresentado em pequenas partes. Isso ajuda a ir aprendendo um pouco de cada vez. E a cada pedacinho, vocŒ vai fazendo exercícios reunidos nos blocos Tente vocŒ tambØm Tente vocŒ tambØm Tente vocŒ tambØm Tente vocŒ tambØm Tente vocŒ tambØm e Teste Teste Teste Teste Teste o que vocŒ aprendeuo que vocŒ aprendeuo que vocŒ aprendeuo que vocŒ aprendeuo que vocŒ aprendeu.

AlØm disso, as explicaçıes sªo acompanhadas de DicasDicasDicasDicasDicas e informaçıes importantes sobre coisas que vocŒ jÆ devia saber mas, talvez, tenha esquecido.

Essas informaçıes aparecem com o título de Recordar Ø AprenderRecordar Ø AprenderRecordar Ø AprenderRecordar Ø AprenderRecordar Ø Aprender.

No fim da liçªo, hÆ um teste que ajuda a avaliar seu progresso. Se vocŒ e rrar, nªo tem importância. Volta para a liçªo, estuda de novo e tenta outra vez, atØ que nªo sobre nenhuma dœvida. E, no fim do livro, vocŒ encontra tabelas para consultar e todas os GabaritosGabaritosGabaritosGabaritosGabaritos dos exercícios das liçıes.

Para ter o mÆximo aproveitamento possível em seu estudo, depois de assistir ao programa na televisªo, separe um caderno, um lÆpis, uma borracha e uma calculadora, se vocŒ tiver. Folheie a liçªo do livro para conhecer previamente os títulos, as informaçıes em destaque, as ilustraçıes. Leia a liçªo com cuidado. Tome notas e passe um traço embaixo das informaçıes que vocŒ achar importantes. Estude as anotaçıes que vocŒ fez. Se necessÆrio, leia a liçªo de novo.

Quando chegar aos exercícios, nªo comece a fazŒ-los imediatamente, por mais fÆceis que pareçam. Leia as instruçıes, tendo certeza de que compreendeu muito bem todas elas. Só entªo comece os exercícios. VocŒ mesmo vai avaliar seu desempenho para descobrir se pode ir em frente. Nªo Ø uma coisa diferente de tudo o que vocŒ jÆ viu?

Finalmente, use sua experiŒncia de vida para ajudar a integrar os novos conhecimentos ao que vocŒ jÆ tem. E, pode crer, vocŒ sabe muito mais do que pensa saber!

AUTORIAAUTORIAAUTORIAAUTORIAAUTORIA Antonio Scaramboni Regina CØlia Roland Novaes

CÆlculo TØcnico

AULA 1

Usando unidades de medida

Quando alguém vai à loja de autopeças para comprar alguma peça de reposição, tudo que precisa é dizer o nome da peça, a marca do carro, o modelo e o ano de fabricação. Com essas informações, o vendedor é capaz de fornecer exatamente o que a pessoa deseja em poucos minutos.

Isso acontece devido à normalização, isto é, por causa de um conjunto de normas estabelecidas de comum acordo entre fabricantes e consumidores. Essas normas simplificam o processo de produção e garantem um produto confiável, que atende às necessidades do consumidor.

Um dos dados mais importantes para a normalização é exatamente a unidade de medidaunidade de medidaunidade de medidaunidade de medidaunidade de medida. Graças a ela, você tem certeza de que o parafuso quebrado que prendia a roda de seu carro poderá ser facilmente substituído, uma vez que é fabricado com unidades de medida também padronizadas.

Na Mecânica, o conhecimento das unidades de medida é fundamental para a realização de qualquer tarefa específica nessa área.

Por exemplo, vamos fazer de conta que você é um torneiro e recebeu o desenho de uma peça para fabricar. No desenho, você nota que não está escrita a unidade de medida usada pelo desenhista. Você sabe por quê? Não? Então estude esta lição, porque nela daremos a resposta a essa e a outras perguntas que talvez você tenha sobre este assunto.

O milímetro

Em Matemática, você já aprendeu que, para medir as coisas de modo que todos entendam, é necessário adotar um padrão, ou seja, uma unidade de medidauma unidade de medidauma unidade de medidauma unidade de medidauma unidade de medida.

Em Mecânica, a unidade de medida mais comum é o milímetromilímetromilímetromilímetromilímetro, , , , , cuja abrevi- ação é m. Ela é tão comum que, em geral, nos desenhos técnicos, essa abreviação (m) nem aparece.

O milímetro é a milésima parte do metro, ou seja, é igual a uma parte do metro que foi dividido em 1.0 partes iguais.Provavelmente, você deve estar pensando: “Puxa! Que medida pequenininha! Imagine dividir o metro em 1.0 partes!”.

Pois, na Mecânica, essa unidade de medida é ainda considerada enorme, quando se pensa no encaixe de precisãoencaixe de precisãoencaixe de precisãoencaixe de precisãoencaixe de precisão, como no caso de rolamentos, buchas, eixos. E essa unidade é maior ainda para instrumentos de medição, como calibradores ou blocos-padrão.

1 A U L A

O problema

Nossa aula

AULA1

Assim, a Mecânica emprega medidas ainda menores que o milímetro, como mostra a tabela a seguir.

Na prática, o milésimo de milímetro também é representado pela letra grega m (lê-se mi). Assim, o milésimo de milímetro pode também ser chamado de micrometromicrometromicrometromicrometromicrometro ou, simplesmente, de mícronmícronmícronmícronmícron (0,001 m = 1 m = 1m).

É bom estudar os assuntos passo a passo, para não perder nenhuma informação. Por isso, vamos propor um exercício bem fácil, para você fixar as informações que acabamos de lhe dar.

(Parte 1 de 12)

Comentários