Sistemas de Distribuição

Sistemas de Distribuição

(Parte 1 de 2)

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

- CIRCUITOS TRIFÁSICOS → LIGAÇÃO ESTRELA (Y) e LIGAÇÃO TRIÂNGULO (∆)

terminais receptores, tomadas em valor médio, num intervalo de tempo TNormalmente,

Demanda: define-se demanda de uma instalação ou sistema elétrico, como a carga nos pela dificuldade de obter o gráfico da potência ativa em função do tempo (curva de carga), é utilizado para intervalos de demanda, em geral de 15 minutos.

Portanto essa curva é constituída por degraus.

Demanda média: é a potência constante que a instalação apresentaria para que no fim do período t consumisse a mesma energia à consumida em regime normal

Demanda máxima: é o maior das demandas que ocorreu no período T, especificando o intervalo de demanda e o intervalo de tempo.

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CURVA DE CARGA E POTÊNCIA INSTALADA

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Fator de demanda: é definido como a razão da demanda máxima de uma instalação para a potência instalada da instalação.

instMP Dg = 1≤g

Deve ser aplicado a quadro de distribuição em geral

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

CURVAS DE CARGA DOS CONJUNTO DE CARGAS A, B e C DE UMA INSTALAÇÃO E CURVA DE CARGA TOTAL

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Fator de diversidade: É definido como a relação entre a soma das demandas máximas de cada conjunto pela demanda máxima da instalação

Fator de carga: é a relação entre a demanda média e a demanda máxima, para o período t considerado

Fator de utilização: é a relação entre a demanda média para um período de tempo T, estabelecido e a capacidade do sistema

- Alimentação por geradores ou transformadores: capacidade do sistema será a soma das potências nominais desses elementos

- Alimentação diretamente da rede de distribuição, sem transformadores: capacidade será a potência máxima que os condutores de alimentação poderão conduzir em condições normais.

Fator de segurança: é a relação entre a capacidade do sistema e a demanda máxima num determinado período de tempo T.

Fator de segurança > 1 ⇒ há folga na instalação Fator de segurança < 1 ⇒ há sobrecarga nos momentos de demanda máxima.

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA: 120 V / 208 V127 V / 220 V 220 V / 380 V
DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA: 3800 V60 V 13,8 kV 23 kV 34,5 kV
TRANSMISSÃO / SUBTRANSMISSÃO: 8 kV138 kV

FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA SISTEMAS E TENSÕES NOMINAIS DE FORNECIMENTO A) LIGAÇÃO EM TRIÂNGULO COM TOMADA CENTRAL - DELTA COM NEUTRO DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA: 115 V / 230 V B) LIGAÇÃO EM ESTRELA COM NEUTRO C) LIGAÇÃO EM ESTRELA SEM NEUTRO DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA: 220 V TIPOS DE ATENDIMENTOS NA DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA TIPO A2 FIOSF - NCPFL / ELEKTRO / ELMA TIPO B3 FIOSF - F - NCPFL / ELEKTRO / ELMA TIPO C4 FIOSF - F - F - NCPFL / ELEKTRO / ELMA TIPO D2 FIOSF - FEBE TIPO E3 FIOSF - F - FEBE

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

LIMITAÇÕES DE ATENDIMENTO NA DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA TIPO A ( F - N ) SISTEMA ESTRELA COM NEUTRO: ATÉ 10 kW ( 127 V / 220 V )

ATÉ 15 kW ( 220 V / 380 V )

SISTEMA DELTA COM NEUTRO:ATÉ 5 kW TIPO B ( F - F - N ) SISTEMA ESTRELA COM NEUTRO:DE 1 kW a 20 kW ( 127 V / 220 V )

DE 16 kW a 25 kW ( 220 V / 380 V )

DE 26 kW a 75 kW( 220 V / 380 V )

SISTEMA DELTA COM NEUTRO:DE 6 kW a 75 kW TIPO C ( F - F - F - N ) SISTEMA ESTRELA COM NEUTRO:DE 21 kW a 75 kW ( 127 V / 220 V )

TIPO D ( F - F)SISTEMA ESTRELA SEM NEUTRO: ATÉ 20 kW

SISTEMA DELTA COM NEUTRO:DE 6 kW a 75 kW TIPO E ( F - F - F ) SISTEMA ESTRELA SEM NEUTRO: DE 21 kW a 75 kW

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

01) Num sistema monofásico a 2 fios, está ligado uma carga com fator de potência 0,8 indutivo e absorvendo 15.200 (W), quando alimentada pela tensão de 110 (V). Determinar a corrente na linha.

02) se o sistema que alimenta a carga do exercício 1, for monofásica a 3 fios, com tensão de linha 220 (V), qual o valor da corrente de linha ?

03) se o sistema que alimenta a carga do exercícios 01 for trifásica com Vl = 220 (V), com a carga ligada em estrela, qual a corrente de linha ?

04) estando a mesma carga ligada em triângulo, qual o valor da corrente de linha ? e o valor da corrente de fase ?

05) um consumidor tem uma carga que absorve 20 (kW) durante 2 minutos e assim continua aumentando de 10 em 10 até atingir 70 (kW), quando se mantém constante durante 2 minutos ao fim dos quais cai bruscamente para 20 (kW), e inicia novamente o ciclo. PEDESE: Determinar a demanda, admitindo que o instante inicial corresponda ao princípio dos 20 (kW) de duração de 2 minutos.

06) para o exercícios anterior, calcular a demanda máxima para intervalo de demanda de 2, 4 e 6 minutos

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

07) Um consumidor tem:

1- Uma carga que absorve 20 (kW) durante o primeiro e o terceiro quadrante de todas as horas do dia.

2- Uma carga que absorve 25 (kW) durante o segundo e quarto quadrante de todas as horas do dia.

3- Uma carga que absorve 10 (kW) entre o 10º e 30º minutos e entre 40º e 60º minutos durante todo o dia

4- Uma carga que absorve 40 (kW) entre 5º e 25º minutos e entre 40º e 55º minutos durante os 24 horas do dia

5- Uma carga que absorve 30 (kW) entre 20º e 45º minutos durante os 24 horas do dia. 6- Uma carga que absorve 35 (kW) durante as horas ímpares do dia 7- Uma carga que absorve 15 (kW) durante as horas pares do dia 8- Uma carga que absorve 25 (kW) durante a primeira metade do dia

Determinar: a) a curva de demanda da instalação de 5 em 5 minutos; (b) A demanda máxima da instalação para intervalo de 5 minutos; (c) A demanda máxima para os intervalos de demanda de 10 e 20 minutos; (d) A demanda média para os intervalos de 20 e 30 minutos.

Obs.: dia significa das 6h00 às 18h00

I.E.I. 03 – INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS - DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

TARIFAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DE ACORDO COM A RESOLUÇÃO ANEEL - 456 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2000

C) HORÁRIO DE PONTA (P) - PERÍODO DEFINIDO PELA CONCESSIONÁRIA - 3 HORAS DIÁRIAS CONSECUTIVAS.

D) HORÁRIO FORA DE PONTA (F) E) PERÍODO ÚMIDO (U) - 5 MESES CONSECUTIVOS (DEZEMBRO A ABRIL) F) PERÍODO SECO (S) - 7 MESES CONSECUTIVOS (MAIO A NOVEMBRO)

(Parte 1 de 2)

Comentários