Histologia

Histologia

HISTOLOGIA

  • Estuda os tecidos orgânicos.

  • Tecido: grupamento de células com as mesmas características e função.

  • Existem 4 variedades básicas de tecidos:

  • Epitelial.

  • Conjuntivo.

  • Muscular.

  • Nervoso.

São encontrados de forma isolada ou em combinações exclusivas. Além de suas próprias células, os tecidos podem apresentar líquidos intersticiais ou substâncias intercelulares que atuam na sua nutrição, sustentação e proteção.

  • São encontrados de forma isolada ou em combinações exclusivas. Além de suas próprias células, os tecidos podem apresentar líquidos intersticiais ou substâncias intercelulares que atuam na sua nutrição, sustentação e proteção.

TECIDO EPITELIAL

  • A principal função é o revestimento de estruturas internas e externas.

  • Suas principais funções são

  • proteção;

  • absorção e percepção sensorial;

  • secreção.

TIPOS BÁSICOS DE EPITÉLIO

  • De revestimento.

  • Glandular ou secretor.

CARACTERÍSTICAS COMUNS A TODOS OS EPITÉLIOS

  • Células bastante unidas, sendo que a substância intercelular é escassa ou ausente.

  • Assentam-se sobre uma lâmina de tecido conjuntivo (lâmina basal) que lhes garante nutrição.

  • Não possuem vascularização.

A quantidade de células é abundante, mas a variedade e tipos celulares é pequena.

  • A quantidade de células é abundante, mas a variedade e tipos celulares é pequena.

  • A forma das células é geralmente prismática, cúbica ou pavimentosa.

EPITÉLIOS DE REVESTIMENTO

  • Reveste o organismo interna e externamente. Delimita o organismo e o meio externo; também pode forrar as paredes das cavidades de órgãos ocos.

  • MUCOSA: Tecido de revestimento interno do organismo, com estrutura epitelial, porém menos estratificado que a pele,

encontrado nas cavidades naturais (boca, fossas nasais, ouvido, vagina, ânus) além de revestir integralmente as vias respiratórias e todo o tubo digestivo, útero, bexiga e uretra.

  • encontrado nas cavidades naturais (boca, fossas nasais, ouvido, vagina, ânus) além de revestir integralmente as vias respiratórias e todo o tubo digestivo, útero, bexiga e uretra.

SEROSA: Membrana que se origina da mesoderma embrionária e envolve as vísceras. As principais serosas do organismo são: pleura (envolve o pulmão), pericárdio (ao redor do coração) e peritônio (envolve a cavidade abdominal.

  • SEROSA: Membrana que se origina da mesoderma embrionária e envolve as vísceras. As principais serosas do organismo são: pleura (envolve o pulmão), pericárdio (ao redor do coração) e peritônio (envolve a cavidade abdominal.

OBS.: As células do tecido epitelial se encaixam perfeitamente entre si, graças à estruturas como desmossomos, zônulas de aderência e interdigitações.

  • OBS.: As células do tecido epitelial se encaixam perfeitamente entre si, graças à estruturas como desmossomos, zônulas de aderência e interdigitações.

DESMOSSOMOS: Corpúsculos encontrados ao longo de membranas de células epiteliais.

  • DESMOSSOMOS: Corpúsculos encontrados ao longo de membranas de células epiteliais.

  • ZÔNULAS DE ADERÊNCIA: Ponto de contato (Zonula occludens) entre membranas plasmáticas de células vizinhas que proporciona aderência máxima, com menor espaço entre as células.

INTERDIGITAÇÕES: Recurso de fixação entre as células. Fazem parte do grupo dos complexos juncionais: constituem-se em reentrâncias e sobresaliências que as membranas plasmáticas de células contíguas descrevem, formando um encaixe em forma de dedos.

  • INTERDIGITAÇÕES: Recurso de fixação entre as células. Fazem parte do grupo dos complexos juncionais: constituem-se em reentrâncias e sobresaliências que as membranas plasmáticas de células contíguas descrevem, formando um encaixe em forma de dedos.

As células epiteliais dispõem-se em camadas simples ou estratificadas.

  • As células epiteliais dispõem-se em camadas simples ou estratificadas.

  • As superfícies das células epiteliais podem apresentar receptores sensoriais ou especializações como: cílios (na traquéia) ou microvilosidades (duodeno).

TECIDO CONJUNTIVO

  • Apresenta grande quantidade de substância intercelular e de fibras elásticas, reticulares e colágenas.

  • As células são em menor número, mas os tipos celulares mais variados. Promove a união e o ajuste entre outros tecidos mantendo-os ligados ao esqueleto.

Divide-se em:

  • Divide-se em:

  • Conjuntivo propriamente dito (TCPD).

  • Conjuntivo hematopoiético.

  • Conjuntivo cartilaginoso.

  • Conjuntivo ósseo.

  • TCDP: Também chamado tecido conjuntivo frouxo.

Apresenta poucas fibras e um material de consistência mole chamado de substância amorfa ou fundamental. Células, fibras e substâncias amorfas são distribuídas de forma equilibrada.

  • Apresenta poucas fibras e um material de consistência mole chamado de substância amorfa ou fundamental. Células, fibras e substâncias amorfas são distribuídas de forma equilibrada.

  • Principais células do tecido conjuntivo:

Indiferenciadas do mesênquima

  • Indiferenciadas do mesênquima

  • Apresentam grande potencialidade para diferenciar-se e formar outras células deste tecido.

Fibroblastos

  • Fibroblastos

  • São as mais abundantes do tecido conjuntivo, possuem forma irregular, são elas que produzem fibras e substâncias amorfas. Quando velhas são chamadas de fibrócitos.

Macrófagos

  • Macrófagos

  • São volumosos e semelhantes aos glóbulos brancos do sangue.

  • Possuem capacidade de emitir pseudópodes para fagocitar corpos estranhos.

Plasmócitos

  • Plasmócitos

  • São células de defesa porque produzem anticorpos e neutralizam toxinas bacterianas. Em condições normais são abundantes nos tecidos conjuntivos, mas seu número aumenta em caso de infecções.

Mastócitos

  • Mastócitos

  • São encontrados próximos a vasos sangüíneos de pequeno calibre. Produzem e liberam a heparina (anti-coagulante do sangue) e a histamina que desencadeia os processos alérgicos, provocando a contração da musculatura lisa dos brônquios.

TECIDO CONJUNTIVO DENSO

  • Há uma predominância das fibras colágenas sobre os outros componentes.

  • Apresenta pouca elasticidade, mas é resistente à tração de acordo com a distribuição da fibra pode ser:

TECIDO CONJUNTIVO DENSO MODELADO

  • As fibras reúnem-se em feixes com uma orientação espacial definida; é resistente à tração e torção.

  • Ex.: O tendão resiste à carga de 450 kg/mm

TECIDO CONJUNTIVO NÃO MODELADO

  • As fibras colágenas não apresentam orientação definida.

  • Oferecem resistência a várias direções.

  • Ex.: Cápsula fibrosa rim, fígado e baço.

TECIDO ADIPOSO

  • Apresenta adipócitos que têm capacidade de armazenar lipídios que deslocam o núcleo para a periferia; tem a função de reservar energia, absorver impacto, auxilia na sustentação de órgãos, isolante térmico.

Fibras colágenas – ricas em colágeno.

  • Fibras colágenas – ricas em colágeno.

  • Fibras elásticas – proteína elastina.

  • Fibras reticulares – proteína reticulina.

TECIDO CONJUNTIVO CARTILAGINOSO

  • Tem a função de sustentação.

  • Não são vascularizados,mas possuem uma membrana que garante a nutrição.

  • Suas células chamam-se condrócitos; se originam de células chamadas condroblastos.

A substância intercelular é formada por fibras elásticas e colágenas.

  • A substância intercelular é formada por fibras elásticas e colágenas.

  • Dividem-se em:

  • Cartilagem hialina: septo nasal, traquéia, brônquios, costelas e na superfície articuladora dos ossos longos.

  • Cartilagem elástica: pavilhão auditivo, tuba auditiva e epiglote.

  • Cartilagem fibrosa: meniscos, discos intervertebrais da coluna.

TECIDO CONJUNTIVO ÓSSEO

  • Mais resistente e mais rígido, constitui o arcabouço de sustentação do organismo, protege os órgãos vitais como o coração, pulmão e sistema nervoso central. Faz parte do sistema locomotor e constitui reserva de cálcio.

As células que formam o tecido ósseo são os osteócitos.

  • As células que formam o tecido ósseo são os osteócitos.

  • O tecido ósseo é revestido por uma membrana chamada periósteo. Existem dois tipos básicos de tecido ósseo: compacto e esponjoso.

TECIDO HEMATOPOIÉTICO

  • Responsável pela produção de células sangüíneas, remoção de detritos e células sangüíneas sem função.

  • Possui duas variedades: mielóide e linfóide.

TECIDO MIELÓIDE: Possui dois tipos de medula no interior dos ossos.

  • TECIDO MIELÓIDE: Possui dois tipos de medula no interior dos ossos.

  • Medula óssea vermelha: Produz hemáceas, leucócitos, granulócitos, monócitos e plaquetas.

Medula óssea amarela: É encontrada no canal medular dos ossos longos, como o fêmur e o úmero. Pode assumir a função da medula óssea vermelha quando o organismo exigir.

  • Medula óssea amarela: É encontrada no canal medular dos ossos longos, como o fêmur e o úmero. Pode assumir a função da medula óssea vermelha quando o organismo exigir.

TECIDO LINFÓIDE: É encontrado no baço, timo, nas amígdalas e em medulas e gânglios linfáticos.

  • TECIDO LINFÓIDE: É encontrado no baço, timo, nas amígdalas e em medulas e gânglios linfáticos.

  • Origina os linfócitos, monócitos, plasmócitos e macrófagos.

  • Além de produzir células sangüíneas, remove células desgastadas.

  • A linfa é formada por plasma e

elementos figurados.

  • elementos figurados.

  • O plasma é mais diluído e os eritrócitos e trombócitos estão ausentes.

  • Antígenos e toxinas são conduzidos dos gânglios onde serão destruídos pelos leucócitos.

  • Em algumas infecções observa-se as ínguas.

SANGUE

  • Consistência líquida de cor vermelha.

  • Impulsionado pelo coração.

  • Realiza o transporte de gases e nutrientes.

  • Também leva até os rins as excreções.

  • Um adulto possui 5,5, litros de

sangue que corresponde a 8% do seu peso total.

  • sangue que corresponde a 8% do seu peso total.

  • Formado pelo plasma, parte líquida, onde 90% é água e os outros 10% são: íons, proteínas, nutrientes, gases, resíduos e hormônios.

A parte sólida do sangue são os elementos figurados e leucócitos, eritrócitos e trombócitos.

  • A parte sólida do sangue são os elementos figurados e leucócitos, eritrócitos e trombócitos.

  • ERITRÓCITOS: 5 milhões / mm3 – transporta gases.

  • LEUCÓCITOS: 8 mil/ mm3 – defesa imunológica.

  • TROMBÓCITOS: 150 a 350 mil / mm3 – coagulação sangüínea.

TECIDO MUSCULAR

  • Os músculos representam 40% do peso corpóreo.

  • Suas células são chamadas fibras musculares e são formadas por 78% de H2O, 20% de proteínas, 1% de carboidratos e 1% de lipídios e minerais.

MÚSCULO LISO

  • Não possui estrias transversais.

  • Possui um único núcleo central.

  • Regenera-se.

  • Possui ação lenta e contração involuntária, comandadas pelo SNA

MÚSCULO ESTRIADO ESQUELÉTICO

  • MÚSCULO ESTRIADO ESQUELÉTICO

  • Ação rápida e contração voluntária;

  • Prende-se aos ossos;

  • Possui vários núcleos periféricos;

  • Não regenera-se, apenas aumenta o volume;

  • Apresenta estriações.

MÚSCULO ESTRIADO CARDÍACO

  • MÚSCULO ESTRIADO CARDÍACO

  • Só existe no coração (miocárdio);

  • Ação rápida, voluntária e ritmada;

  • Não regenera-se;

  • São fibras ramificadas, menores que as lisas e apresentam estrias;

  • Apresenta um único núcleo central.

Comentários