(Parte 2 de 3)

Por ser muito fina, a sonda pode entupir-se facilmente, impossibilitando a administração da dieta enteral. Para evitar este problema: -injetar, com uma seringa, 40 ml de água filtrada, fervida e fria na sonda, antes e após a administração da dieta ou de medicamento; -observar os cuidados com a administração de medicamentos (página 18); -em caso de obstrução, injetar lentamente 20 ml de água filtrada, fervida e morna ou refrigerante tipo cola. Atenção: a sonda pode se romper caso a pressão para injetar a água for muito forte .

6 - Quais os cuidados com a gastrostomia ou a jejunostomia?

A sonda é presa à parede do abdômen, mas é útil fixá-la com fita adesiva hipoalergênica ou esparadrapo para evitar trações e deslocamentos acidentais. Seguir as orientações do enfermeiro quanto ao curativo. Em caso de deslocamento, vazamento ao redor da sonda, dor no momento da administração da dieta, interromper a infusão e procurar o seu médico ou equipe que o acompanha.

Os cuidados para evitar a obstrução são os mesmos que para a sonda nasoenteral (item 5).

7 - Que tipo de dieta devo passar na sonda? Existem dois tipos de dieta enteral:

Dieta caseira: é uma dieta que você prepara na sua casa com alimentos em sua forma natural (leite, mel, açúcar, óleo vegetal, caldo de carne, farinhas, ovo, etc.) e que deve ser liquidificada e, se necessário, coada. É necessária uma adequada combinação de alimentos para que a dieta esteja completa e equilibrada. Portanto, siga a receita fornecida e orientada pelo nutricionista.

Dieta industrializada: é uma dieta pronta, balanceada, possuindo todos os nutrientes necessários. Pode ser apresentada sob a forma de pó, que deverá ser liquidificado com água, ou sob a forma líquida, pronta para ser administrada.

O nutricionista indicará a dieta mais adequada à sua situação.

NU T R I Ç Ã

8 - Posso passar outros líquidos pela sonda?

Não deverá ser passado nada pela sonda sem a autorização do nutricionista. Seguir as orientações quanto ao volume de água, chá ou suco sem açúcar, que deve ser administrado entre as dietas.

9 - Como preparar a dieta enteral? ATENÇÃO: Higiene é fundamental no preparo da dieta!!!

Se você usar a dieta caseira: •O local de preparo deve estar limpo;

•Lavar bem as mãos com água e sabão;

•Separar todos os ingredientes e materiais a serem utilizados para o preparo da dieta;

•Verificar se os ingredientes estão dentro do prazo de validade e se as embalagens não estão danificadas;

•Lavar, com água corrente e detergente, todos os utensílios a serem utilizados no preparo da dieta e, após, passar água fervente; •Lavar as embalagens dos ingredientes antes de abrí-las;

•Medir corretamente os ingredientes, de acordo com a prescrição do nutricionista;

•Conservar a dieta na geladeira em recipiente tampado, de preferência vidro ou louça;

•Retirar da geladeira apenas o volume a ser administrado, 15 a 30 minutos antes do horário da administração; •Não aquecer a dieta;

•Utilizar a dieta até 24 horas após o seu preparo; em caso de sobras após esse tempo, desprezar e preparar uma nova dieta.

Se você utilizar a dieta industrializada em pó: •Verificar se a embalagem está dentro do prazo de validade e se não está danificada; •Lavar a embalagem com água e sabão antes de abrí-la;

•Utilizar a quantidade de dieta em pó prescrita pelo nutricionista; •Utilizar a quantidade de água filtrada e fervida recomendada;

•Bater bem a dieta em pó, no liquidificador, com a água resfriada;

•Seguir as demais recomendações para conservação e administração já citadas.

Se você utilizar a dieta industrializada líquida: •Verificar, no rótulo, se está dentro do prazo de validade;

•Lavar bem a embalagem com água e sabão;

•Agitar bem antes de abrí-la;

•Seguir a quantidade prescrita pelo nutricionista em cada horário.

10 - Como administrar a dieta?

A administração pode ser feita com uma seringa ou com um equipo, de acordo com a orientação do nutricionista, enfermeiro ou médico. •Reunir todo o material sobre uma mesa ou bandeja limpa;

•Lavar as mãos;

•Permanecer sentado ou deitado com as costas elevadas durante a administração da dieta e por mais trinta minutos. Este cuidado evitará que haja regurgitação, vômitos ou aspiração da dieta para o pulmão.

ATENÇÃO: não passar a dieta se a sonda não estiver bem posicionada!

NU T R I Ç Ã

Administração com seringa (figura 6)

Material: •Uma seringa de 20 ml ou maior;

•Um frasco com a quantidade de dieta a ser administrada no horário, em temperatura ambiente;

•Um frasco com água filtrada e fervida, em temperatura ambiente.

Administração: •Encher a seringa com a dieta, tirar a tampa que fecha a sonda, conectar a seringa à sonda, injetar lentamente; •Repetir a operação até o término da dieta;

•Aspirar 20 ml de água com a seringa e injetar na sonda para limpá-la internamente; •Tampar a sonda;

•Lavar, com água e sabão ou detergente, a seringa e os recipientes utilizados; após, passar água fervente;

•Secar e guardar a seringa num recipiente fechado, dentro da geladeira.

Figura 6: Administração com seringa

Administração com equipo

Material: •Um frasco (ou bolsa) apropriado para a dieta, com a quantidade a ser administrada no horário, em temperatura ambiente; •Um copo com água filtrada e fervida, em temperatura ambiente;

•Um equipo para nutrição enteral ou um equipo de soro sem filtro;

•Um suporte de soro ou um gancho, para pendurar o frasco (aproximadamente 30 cm acima da cabeça); •Uma seringa de 20 ml ou mais.

Administração: •Conectar o equipo ao frasco, pendurar o frasco no gancho, abrir a pinça ou roleta para encher o equipo de dieta e, em seguida, fechar a roleta (figura 7);

•Conectar o equipo à sonda, abrir a pinça ou roleta, regulando o gotejamento; a dieta deverá pingar gota a gota, aproximadamente 60 a 90 gotas por minuto; a administração do frasco levará de uma a duas horas;

•Ao término da dieta, injetar na sonda, com a seringa, 20 ou 40ml de água; •Tampar a sonda;

•Lavar o frasco e o equipo com água e detergente, secar e guardar num recipiente fechado, na geladeira.

(Parte 2 de 3)

Comentários