Administração da Produção

Administração da Produção

(Parte 1 de 5)

Administração da Produção I

Prof. Luis Emanuel Peroba 2007

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba

MRP – Material Requirement Planning

Demanda dependente (itens que compõe o produto)

Demanda independente (necessidade do mercado, ie, produtos acabados)

MRP I – Manufacturing Resources Planning ERP – Enterprise Resources Planning

Sistemas Avançados de Gestão da Produção MRPII / ERP

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba Sistema MRP I ordem de fabricaçãoLead times projeção de demanda variações econômicas externas novas tecnologias necessidades de produção

Estoques - partes e componentes estoque de produtos acabados

Restrições - equipamentos e instalações

BOMEstrutura analítica - produto fornecedores FÁBRICA mudanças de eng.

pedidos de compra

Restrições - mão-de-obra

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba Funcionamento do MRP I estoques disponíveis à mão projeção de demanda lista de materiais programa mestre de produção

Sistema

MRP I estoques disponíveis à mão projeção de demanda programa mestre de produção entradas saídas

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba Evolução do MRP ao ERP

Roteiros de centros de trabalho Lista de materiais

Planejamento de materiais Plano mestre de produção

Gestão de estoques

Roteiros de centros de trabalho Lista de materiais

Planejamento de materiais Plano mestre de produção

Gestão de estoques

Roteiros de centros de trabalho Lista de materiais

Planejamento de materiais Plano mestre de produção

Gestão de estoques

Controle de lotes Gestão de vendas

Controle de fabricação Controle de ordens Gestão financeira

Controle de lotes Gestão de vendas

Controle de fabricação Controle de ordens Gestão financeira

Logística Qualidade

Gestão de operações Gestão de receitas

Manutenção Gestaõ de engenharia

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba

MRP – Exemplo: Seja um Produto A

“A” necessita de 2 subconjuntos “B” e 1 de “C” “B” necessita de 2 unidades de “D” e 1 “E” “C” necessita de 2 unidades de “E” e 3 “F”

Se a empresa produtora de A recebeu uma encomenda de 5.0 unidades de A; 2.0 a serem entregues na semana 34; 1.500 na 35 e 1.500 na 37. Que quantidades de itens de demanda dependente serão necessárias?

Submontagem B – 5.0 x 2 = 10.0 unid Submontagem C – 5.0 x 1 = 5.0 unid Componente D – 10.0 x 2 = 20.0 itens Componente E – 10.0 x 1 + 5.0 x 2 = 20.0 itens Componente F – 5.0 x 3 = 15.0 itens

Se já tivemos em estoque 1.500 unid de A e a empresa não possa ontar todo o pedido de uma só vez ( capacidade produtiva = equipamentos x mão de obra x recursos ). O quadro seria alterado quanto mais restrições, maior dificuldade para planejar e mais complicações.

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba Matriz MRP

SEMANA NP - Nec. produção projetada

RP -Recebimentos previstos

DM - Disponível à mão NL - Nec. líquida produção

PL - Produção (lotes)

Liberação de ordem0 0

Administração da Produção I – 2007 Prof. Luis Peroba Parâmetros

S1,SN – períodos consecutivos de planejamento (semanas)

ES – estoque de segurança Lote – quantidade inteira de itens fabricados/fornecidos TA – tempo de atendimento (lead time) pedido + fabricação + entrega Comprometido - quantidades já comprometidas Estoque em mãos – quantidades disponíveis NP – necessidade de produção projetada para atender a demanda RP – recebimentos previstos (entregas anteriormente encomendadas) DM – desponível à mão (estoque disponível ao fim de cada dia)

NL – necessidade líquida de produção – quantidades produzidas/compradas

PL – produção por lotes – quantidades de lotes

(Parte 1 de 5)

Comentários