GIMNOSPERMAS

Equipe: Anelise Millena Waldmann e Jaciara Schmoeller.

As gimnospermas são plantas terrestres que vivem, preferencialmente, em ambientes de clima frio ou temperado. Nesse grupo incluem-se plantas como pinheiros, as sequóias e os ciprestes.

As gimnospermas possuem raízes, caule e folhas. Possuem também ramos reprodutivos com folhas modificadas chamadas estróbilos. Em muitas gimnospermas, como os pinheiros e as sequóias, os estróbilos são bem desenvolvidos e conhecidos comocones - o que lhes confere a classificação no grupo das coníferas. Essas flores são de um só sexo, masculino ou feminino.

Suas Características Gerais são:- Não possuem frutos;- Primeiros vegetais com flores e sementes;- Primeiros vegetais a conquistarem definitivamente a independência da água para fecundação (fim do quimiotactismo);- Gametófito - Masculino: Tubo polínico, Feminino: Megaprotalo;

Funções Ambientais:

  • Desempenham um importante papel na diminuição da poluição;

  • Produzem oxigênio para a nossa respiração;

  • Regularizam a umidade atmosférica e a temperatura;

  • Retiram dióxido de carbono e gases tóxicos da atmosfera;

  • Servem de alimento;

Importância para o ser humano

  • As gimnospermas são muito utilizadas como plantas ornamentais em jardins residenciais e públicos.

  • Fornecem madeira para a construção e fabricação de móveis e de papel.

  • A resina dos pinheiros é utilizada na fabricação de desinfetantes e na perfumaria.

  • O pinheiro Abies balsamea fornece o bálsamo-do-canadá, utilizado na preparação de lâminas nos laboratórios de análises.

  • Os pinheiros chamados cedros-do-líbano possuem madeira muito resistente que era utilizada na construção naval. O famoso templo de Salomão foi construído com madeiras desse pinheiro.

  • Alguns pinheiros do gênero Pinus produzem a terebintina, utilizada como solvente na fabricação de tintas e vernizes, além de outras aplicações.

  • O âmbar é uma resina fóssil de coníferas.

  • Algumas espécies são utilizadas em indústrias para a fabricação de Xampu, remédios, móveis essência de perfumes, fósforo, lápis;

Referencias:

José N. C. Marchiori - Dendrologias das Gimnospermas. Editora da UFSM, RS, 1996.

Soares,J.L.Biologia – Os seres vivos, estruturas e funções. Scipione, São Paulo, 2000.

WWW.sobiologia.com.br/conteudos/reinos4/gimnospermas.php. Acesso em 19 de abril de 2010.

Comentários