(Parte 1 de 7)

o fi) fi) W

w Q

SISTEMA DE SELAGEM 3.5.1- Aplicação

3.5.2 - Tiposdeselagem· ..· ....

MEDIDORES ESPECIAIS DE PRESSÃO - TfPOSDETRANSDUTORES:

II3.1- IN:...~~?~?~~Etl 3.2- CONCEITOS DE PRESSÃO

~.~~

I~li. 3,2.1- Pressão H~ 3202- Massa Espeéífica e Peso Específico~:::~~ ::.

113.4-MEDlDORES DE;kESSÃO lt@) 3,4;1- Medidores por Coluna Líquidaa) Coluna em"U" !~~j~M b) Coluna Reta Vertical

~*imc)Coluna Reta Inclinada.•'~..

ilM d) índicelt~ e) Vantagens e desvantagensdestes.•·~~~jl~l3.4.2- Medidores por ElememosElásticos

~~i~ a) Manômetrode "Bdurdbn" *.~~j~ b) ManÔmetrode Fole l\~l c)MCln6rhetro de Diafragma~ , . ~M~l d) Precauções no empregodos manômetrostipodeformaçãode sólidos

~!j~i. 3.6.1 - TIPOS DE TRANSDUTORES ••~.~~ ..... ..

13.G- ~~~~~ a) Transdutorde Pressão,lndutivb ou Magnético

!~ji~~ b) TransdutordePressão Capacitivo ~.w.~ ) T d t p' n··~~m~l c rans u or lezoee.riCO

~~~l~d) Transdutor Piezorêsis1ivo ~J~t~

~~:i3.7- TRANSMISSORES DE PRESSÃO ~~l~. 3.7.1- TransmissoresPneumáticos m~~@ 3.7.2~.'Transmissores Eletrônicos» ' "-"-, .-:","-'" ~Ml: a)Trans.Eletrônicop/Equilíbrio de Forças

~~~:~:~i ", '-".. "':"

l:1:il!i b) Trans.de Pressão DiferencialCapacitivo

ti:~::l3.8- EXERCíCIOSPROPOSTOS~:':'m .~J~~~~ji CAPíTu~~3

3.1-INTRODUÇÃO

A pressão éuma variável importantede um processo industrial e sua medição pode determinar outras variáveis como vazão, nível e densidade.

Devido a natureza de fluídos como gases, vapores, fluídos limpos, viscosos, pastosos e corrosivos, emprega-se várias técnicas em sua medição, assim como vários conceitos de física e hidrostática.

Fig.1 - APLICAÇÃO DE FORÇA EM UMA SUPERFíCIE 3.2-CONCEITOS DE PRESSÃO:

Define-sePeso Específico y (gama), como peso de umasubstância por unidadede volume.

Exemplos:

Define-seDensidade Relativa à(delta),como a relação entre a Massa Específica(Densidade Absoluta) de uma substância e a Massa

Específicada água (à4°e) no caso dos líquidos e em relação a Massa Específica do ar (à oe

1atm)no caso dos gases. A Densidade Relativa é um número adimensional (não possui unidades).

Exemplos: Determinea Densidade Relativa das seguintessubstâncias:

a) Aço Inox 316 (p =8040 kg/m3) b) Mercúrio (p = 13.600kg/m3) à (Hg) = pHg = 13600kglm3= 13,6 pH20 1000kglm3

Definimos pressão como a força aplicada uniformementesobre uma superfície e podeser expressa em várias unidades como kgf/cm2, Lbf/pol2e N/m2 (fig. 1).

c) Oxigênio p02 pAr

1,429kglm3= 1,1051 1,293kglm3

Exemplo: Determine o valor da pressão sabendo que a força aplicada de 14 N atua sobre umaárea de 0,2 m2.

d) Ar õ (Ar)

ou P = 70 Pa (Pasca0 3.2.3- TEOREMA DE STEVIN

3.2.2- MASSA ESPEcíFICA E PESO ESPECíFICO

Define-se Massa Específica (Densidade

Absoluta) p (rô), como massa de uma substância por unidadede volume.

Exemplos:

p(H20) = 1000kglm3 ou 1,0glcm3 (à 4°C) p(Hg) = 13600kglm3 ou 13,6 glcm3 p(Ar) = 1,293 kglm3 (a 0° e 1atm)

"Adiferençadepressão entredois pontos de um líquido em repouso é diretamente proporcional à altura e à densidade do mesmo."

Sendo w=v. V p = V·V A

Portanto:

p = V·A.h A h v

0101 Fig. 2 - DEDUÇÃO DE STEVIN

Essa teoriasimplifica muitoscálculos e com ela podemos determinar a pressão exercida por colunas líquidas desconsiderando o formatodo reservatório.

Fig. 4 - TRANSMISSÃO DE PRESSÃO EM UM LÍQUIDO

Pode-se demonstrareste princípio, utilizando-se uma esfera oca, provida de vários orifícios distribuídos em vários pontos de sua superfície como ilustradonafigo4. Exercendo-seumapressãoadequadano êmbolo, veremos que os jatos de água que saem pelos orifícios são iguais.

Isso significa que a pressão exercida éigual em todos os orifícios.

Devido aos fluídos serem praticamente incompressíveis,a força mecânica desenvolvida em um fluído sob pressão pode ser transmitida, multiplicadaou controlada.

• Transmissão de forças - Fig. 5

A1 A2

Fig. 3 - PARADOXO HIDROSTÁTICO =F2 AI

(Parte 1 de 7)

Comentários