relatorio

relatorio

Faculdade Tecnologia Tupy

Sociedade Educacional de Santa Catarina

Paulo Henrique Aguiar Guimarães

Relatório

Laboratório-Prática1

Diodos semicondutores

Eletroeletrônica

Prof.:Júlio Omori

Curitiba, 2010

Objetivo

  • Levantar a curva característica do diodo e verificar o funcionamento do mesmo polarizando-o diretamente e reversamente;

  • Verificar também o funcionamento dos LEDs amarelo e verde;

Listas de materiais e equipamentos

A tabela a seguir apresenta os materiais que foram utilizados durante o processo de testes da aula prática de diodos semicondutores:

Item

Especificação

Unidade

Quantidade

1

Diodo1N4007

PC

1

2

Fonte reguladora (5V-30V)

 

PC

1

3

Protboard

PC

1

4

Resistor (820)

PC

1

5

Multímetro digital

PC

2

6

LED (verde)

PC

1

7

LED (amarelo)

PC

1

Desenvolvimento

Preliminarmente alterou-se o multímetro para a escala de diodo e foi medida a barreira de potencial no Diodo1N4007. O multímetro marcou 0.567V, um valor considerado, pois teoricamente o diodo de silício apresenta 0.7V de barreira. Com base nestes dados puderam ser desenvolvidas as atividades com uma noção, digamos, mais precisa nos cálculos e nas medições de testes apresentados nesta aula.

  • O primeiro exercício consistia em medir a resistência direta e reversa no diodo. Mede-se diretamente e o multímetro apresentou 150kΩ,que no entanto ao medir reversamente o multímetro apontou 0.O que comprova o seu bom estado de funcionamento;

  • O segundo exercício era para montar um circuito (ilustração a seguir) e comparar os valores calculados, teóricos, com os práticos. A tabela seguinte mostra os valores obtidos;

Circuito para montar no protboard

Tabela1

Valores teóricos

Valores Práticos

Vf

Vr

Vd

Id=Vr/R (mA)

Vf

Vr

Vd

Id=Vr/R (ma)

0,4

0

0,7

0

0,4

0,008

0,392

0

0,8

0,1

0,7

0,12

0,8

0,28

0,53

0,31

1

0,3

0,7

0,37

1

0,43

0,56

0,53

1,5

0,8

0,7

0,98

1,5

0,86

0,59

1,06

2

1,3

0,7

1,59

2

1,37

0,61

1,7

3

2,3

0,7

2,8

3

2,34

0,64

2,9

4

3,3

0,7

4,02

4

3,33

0,67

4,1

5

4,34

0,7

5,24

5

4,3

0,68

5,2

6

5,3

0,7

6,5

6

5,26

0,68

6,4

7

6,3

0,7

7,68

7

6,26

0,69

7,6

8

7,3

0,7

8,9

8

7,24

0,7

8,9

9

8,3

0,7

10,12

9

8,22

0,7

10,1

10

9,3

0,7

11,34

10

9,2

 0,7

11,5

  • O terceiro exercício era semelhante ao anterior, porém consistia em inverter a polaridade do diodo e verificar os valores obtidos na teoria com os práticos;

Tabela2

Valores teóricos

Valores Práticos

Vf

Vr

Vd

Id=Vr/R (mA)

Vf

Vr

Vd

Id=Vr/R (ma)

2

0

2

0

2

0

2

0

4

0

4

0

4

0

4

0

6

0

6

0

6

0

6

0

8

0

8

0

8

0

8

0

10

0

10

0

10

0

10

0

12

0

12

0

12

0

12

0

15

0

15

0

15

0

15

0

16

0

16

0

16

0

16

0

17

0

17

0

17

0

17

0

18

0

18

0

18

0

18

0

Abaixo há uma análise gráfica dos valores práticos realizados na aula:

  • E a quarta atividade consistia em montar um circuito utilizando LED amarelo (ilustração a seguir) para medir sua tensão numa determinada corrente e depois substituir este por um verde. As tensões medidas foram:

Corrente (mA)

LED amarelo

LED verde

10

1.96

2.07

20

2.08

2.22

30

2.17

2.36

40

 *

 *

Conclusão

Com base nestas atividades realizadas na aula prática de diodos semicondutores conclui-se que o funcionamento do diodo retificador quando polarizado diretamente foge da ideia dos parâmetros de um diodo sem perdas, por exemplo,quando disse inicialmente que a tensão do diodo de silício era de 0.7V,onde ao medir na prática, a barreira será inferior a esta, que no caso especifico foi de 0.567V, porém quando o diodo é polarizado reversamente ele se comporta como um circuito aberto, aliás, sabe-se que o diodo é limitado pela uma pequena corrente reversa que é desprezível se comparada com a corrente direta e também pela tensão reversa até causar a ruptura. O multímetro não tinha a capacidade de medir essa corrente, o que na prática para os valores de tensões alterados a corrente era sempre zero.

A respeito do LED verifica-se que o lado onde há um chanfro é o catodo, isto é, o lado negativo. Na realidade os testes iniciais com LED eram com o vermelho, por falta deste utilizou-se o amarelo que logo em seguida foi substituído pelo verde. Devido a fonte reguladora ser de 5V à 30V não foi possível medir a tensão nos LEDs (amarelo e verde) para uma corrente de 40mA.No entanto,praticamente conclui-se uma corrente máxima para essa fonte que é de 37.6mA para o LED amarelo e 37.2mA para o verde,obtendo uma tensão de 2.24V e 2.46V respectivamente.

Comentários