NBR14724 - Apresentação

NBR14724 - Apresentação

(Parte 1 de 3)

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas

Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 – 2º andar CEP 20003-900 – Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro – RJ Tel.: PABX (21) 3974-2300 Fax: (21) 2240-8249/2220-6436 Endereço Eletrônico: w.abnt.org.br

Copyright 2002. ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

AGO 2002 NBR 14724

Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação

Origem: Projeto NBR 14724-2002 ABNT/CB-14 – Comitê Brasileiro de Finanças, Bancos, Seguros, Comércio, Administração e Documentação CE-14:001.01 – Comissão de Estudo de Documentação NBR 14724 – Information and documentation – Presentation of academic works Descriptors: Thesis, Documentation, Presentation documents Esta norma foi baseada na ISO 7144:1986 Esta norma substitui a NBR 14724:2001 Válida a partir de 29.09.2002

Palavras-chave: Documentação, Trabalho acadêmico, Tese.

Dissertação 7 páginas

Sumário

Prefácio 1 Objetivo 2 Referências 3 Definições 4 Estruturas 5 Regras gerais de apresentação

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB) e dos Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

Os projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ABNT/ONS, circulam para Consulta Pública entre os associados e da ABNT e demais interessados.

1 Objetivo

Esta Norma específica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros) visando sua apresentação à instituição (banca examinadora de professores, especialistas designados e/ou outros).

Esta Norma aplica-se, no que couber, aos trabalhos intra e extraclasse da graduação. 2 Referências normativas

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação. Como toda Norma está sujeita à revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.

NBR 6023:2002 – Informação e documentação – Referências – Elaboração NBR 6024:1989 – Numeração progressiva das seções de um documento – Procedimento NBR 6027:1989 – Sumário – Procedimento

NBR 6028:1990 – Resumos – Procedimento NBR 6034:1989 – Preparação de índice de publicações – Procedimento NBR 10520:2002 – Informação e documentação - Apresentação de citações em documentos NBR 12225:1992 – Títulos de lombada – Procedimento

CÓDIGO de Catalogação Anglo-Americano. 2. ed. São Paulo: FEBAB, 1983-1985. IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993.

3 Definições

Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições: 3.1 abreviaturas: Representação de uma palavra por meio de alguma(s) de suas silabas ou letras.

3.2. agradecimento(s): Folha onde o autor faz agradecimentos dirigidos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho.

3.3 anexo: Texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração.

3.4 apêndice: Texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho.

3.5 capa: Proteção externa do trabalho e sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação.

3.6 citação: Menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte. 3.7 dedicatória(s):Folha onde o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho.

3.8 dissertação: Documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico retrospectivo, de tema único e bem delimitado em sua extensão, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações. Deve evidenciar o conhecimento de literatura existente sobre o assunto e a capacidade de sistematização do candidato. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor) visando a obtenção do título de mestre.

3.9 elementos pós-textuais: Elementos que complementam o trabalho.

3.10 elementos pré-textuais: Elementos que antecedem o texto com formações que ajudam na identificação e utilização do trabalho.

3.1 elementos textuais: Parte do trabalho em que é exposta a matéria.

3.12 epígrafe: Folha onde o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho.

3.13 errata: Lista das folhas e linhas em que ocorrem erros, seguidas das devidas correções. Apresenta-se quase sempre em papel avulso ou encartado, acrescido ao trabalho depois de impresso.

3.14 folha de aprovação: Folha que contém os elementos essenciais a aprovação do trabalho.

3.15 folha de rosto: Folha que contém os elementos essenciais a identificação do trabalho.

3.16 glossário: Relação de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizadas no texto, acompanhadas das respectivas definições.

3.17 ilustração: Desenho, gravura, imagem que acompanha um texto.

3.18 índice: Lista de palavras ou frases, ordenadas segundo determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto.

3.19 lombada: Parte da capa do trabalho que reúne as margens internas das folhas, sejam elas costuradas, grampeadas, coladas ou mantidas juntas de outra maneira.

3.20 referências: Conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento, que permite sua identificação individual.

3.21 resumo em língua estrangeira: Versão do resumo para idioma de divulgação internacional.

3.2 resumo na língua vernácula: Apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho.

3.23 sigla: Reunião das letras iniciais dos vocábulos fundamentais de uma denominação ou título. 3.24 símbolo: Sinal que substitui o nome de uma coisa ou de uma ação.

3.25 sumário: Enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede.

3.26 tabela: Elemento demonstrativo de síntese que constitui unidade autônoma.

3.27 tese: Documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico de tema único e bem delimitado. Deve ser elaborado com base em investigação original, constituindo-se em real contribuição para a especialidade em questão. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor) e visa a obtenção do título de doutor, ou similar.

3.28 trabalhos acadêmicos – similares (trabalho de conclusão de curso – TCC, trabalho de graduação interdisciplinar – TGI, trabalho de conclusão de especialização e/ou aperfeiçoamento e outros): Documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, que deve ser obrigatoriamente emanado da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros ministrados. Deve ser feito sob a coordenação de um orientador.

4 Estrutura

A estrutura de tese, dissertação ou de um trabalho acadêmico compreende: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais.

Com a finalidade de orientar os usuários, a disposição de elementos é dada na tabela 1.

(Parte 1 de 3)

Comentários