Manual de Normas Técnicas e Rotinas de Enfermagem para Centros de Saúde

Manual de Normas Técnicas e Rotinas de Enfermagem para Centros de Saúde

(Parte 9 de 14)

Material necessário • fita métrica.

Execução da técnica • lavar as mãos;

• estender a fita métrica sobre a mesa de exames;

• colocar a criança sobre a mesa, em decúbito dorsal;

• circundar a fita no tórax da criança, na altura dos mamilos;

• fazer a leitura e registrar;

• lavar as mãos novamente.

A capacidade de cicatrização é inerente a todo ser vivo, visando a reparação do ferimento dos seus tecidos.Existem algumas atitudes que podem ser tomadas para auxiliar o processo de cicatrização, entre as quais: • a utilização de princípios e cuidados de enfermagem no tratamento de feridas; • a utilização de assepsia rigorosa nos curativos de todas as feridas.

Definição É uma ruptura na continuidade de qualquer estrutura corporal externa ou interna causada por agentes físicos, químicos, mecânicos ou biológicos.

Classificação das feridas Elas podem ser classificadas de três maneiras:

De acordo com a presença ou ausência de microorganismos • ferida limpa, como, por exemplo, incisão cirúrgica;

• ferida contaminada, como, por exemplo, feridas decorrentes de acidentes .

De acordo com a presença ou ausência de ruptura no tecido superficial • ferida fechada, como, por exemplo, fratura de um osso;

• ferida aberta, como, por exemplo, cortes e perfurações.

De acordo com a forma com que se produzem • escoriação - decorre de arranhões ou perdas de pele ou mucosa;

• laceração - causada por um instrumento ou um objeto que corta tecidos;os tecidos são rasgados, as bordas são recortadas e irregulares;

• penetrante - resultado da penetração profunda de um instrumento nos tecidos do corpo, como, por exemplo, bala de revólver; • perfurante - resultado da penetração de um instrumento pontiagudo, como, por exemplo, prego ou arame; • incisão - causada por um instrumento cortante, como, por exemplo, corte cirúrgico ou corte de faca; • puntiforme - causada por picada de aranha, mordida de cão etc.

Definição É a cura do ferimento, através da formação de novo tecido ou pela regeneração do tecido lesado.

Tipos de Cicatrização • primeira intensão - ocorre quando a ferida suturada cicatriza sem infectar ou sem que se separe os seus bordos como, por exemplo, na cicatriz cirúrgica. • segunda intensão - as bordas das feridas não estão juntas;ocorre geralmente quando a infecção está presente como, por exemplo, na úlcer a. • terceira intensão - combinação de dois tipos de cicatrização;um ferimento suturado infecciona, retira-se os pontos, deixa-se a ferida aberta para cicatrizar em segunda intensão.

Definição É o cuidado dispensado a uma região do corpo que apresenta qualquer tipo de ferimento.

Objetivos • impedir a entrada e o crescimento de agentes patogênicos (microorganismos) no ferimento; • cobrir áreas desfiguradas;

• evitar a disseminação dos micróbios, através da limpeza e proteção da ferida; • facilitar a cicatrização;

• conter hemorragia;

• absorver exudatos;

• remover secreções;

• restringir a movimentação;

• promover conforto e bem-estar ao usuário.

Materiais necessários • 1 almotolia de vaselina;

• 1 almotolia de soro fisiológico;

• 1 almotolia de água oxigenada;

• 1 almotolia de Povidine™tópico (frasco escuro);

• pomadas (só com prescrição médica!);

• pote com açúcar cristal;

• esparadrapo;

• ataduras;

• pacote de curativo e/ou retirada de ponto esterilizados;

• 1 tesoura esterilizada;

• espátulas ou abaixadores de língua esterilizados;

• cuba rim esterilizada;

• bacia;

• balde forrado (com papel ou saco plástico) e tampa;

• pacote de gazes esterilizadas.

Execução da técnica • preparar o ambiente, o material e usuário;

• verificar o tipo de curativo;

• lavar as mãos antes de iniciar o curativo; • retirar os protetores dos frascos de antissépticos;

• abrir o pacote de curativo com o cuidado para não contaminar;

• remover o esparadrapo utilizando gazes embebidas em soro fisiológico;para retirar o curativo usa-se a pinça anatômica com dente; • lavar com água e sabão sempre que necessário;

• fazer a limpeza da ferida com soro fisiológico, obedecendo as regras a seguir.

Regras para limpeza das feridas • a parte mais limpa da ferida encontra-se na parte superior, onde existe menos secreção;faça a limpeza de dentro para fora e da parte superior para a inferior, usando cada lado da torunda apenas uma vez; • após a limpeza da ferida, limpe em torno da mesma até uma distância de aproximadamente cinco centímetros; • mantenha as extremidades das pinças voltadas para baixo;as mãos contaminam os cabos das pinças; • não passe as torundas contaminadas sobre as áreas estéreis do pacote, pois existe o risco da solução contaminada pingar no material estér il; • não passe o braço sobre o campo estéril;existe o risco de que contaminantes do braço ou uniforme contaminem o campo estéril; • comprimir suavemente o ferimento, observando se há secreções;

• fazer a antissepsia da ferida com pinça Kelly e com a solução indicada; • aplicar o medicamento conforme prescrição médica (pomadas, pós etc.) utilizando espátulas esterilizadas; • cobrir a ferida, quando necessário, com gaze, esparadrapo ou atadura.

(Parte 9 de 14)

Comentários