PPP Fisica julho2009 - sege

PPP Fisica julho2009 - sege

(Parte 2 de 10)

Estado, através do Projeto Norte de Interiorização, só em 1998, o extinto CCEN, ofertou em Marabá quarenta (40) vagas para composição de uma turma de Licenciatura em Física. As atividades eram desenvolvidas em caráter intensivo com o prazo de integralização de 10 semestres e carga horária mínima de 2500 horas. Desta turma, 2 discentes colaram grau e receberam o título de Licenciado Pleno em Física.

Segundo dados referentes ao Censo da Educação Superior 20063 , disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP, no ano de 2006, havia 134 cursos presenciais para formação de professores de Física no país, neste mesmo ano, 1.270 alunos concluíram cursos presenciais de Licenciatura em Física, mesmo assim, essa área ainda é uma das mais carentes com relação ao número de docentes em todo Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada pelo INEP, no ano de 2003, demonstra que a existia naquela época a “necessidade de 23,5 mil professores de física apenas para o ensino médio4”.

Apenas uma primeira turma para formação de Licenciados em Física foi ofertada em

Marabá e a demanda por físico-educadores tem aumentado em toda região sul e sudeste do Estado. Tratando-se, particularmente de Marabá, é comum assumirem a responsabilidade para o ensino de Física nas escolas de educação básica licenciados em matemática e até mesmo

3 Disponível em: http://www.inep.gov.br/superior/censosuperior/sinopse. Acesso em: 30/06/2008 4 Disponível em: http://www.inep.gov.br/imprensa/noticias/outras/news03_17_imp.htm. Acesso em: 09/01/2008.

Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física – CAMAR 9 quem não tem formação para docência, como por exemplo, alguns profissionais formados nas engenharias, o que pode gerar um processo de ensino–aprendizagem deficiente baseado apenas na memorização e descontextualização dos conhecimentos físicos.

O curso de Licenciatura Plena em Física integrará a Faculdade de Ciências Exatas e

Naturais do Campus Universitário de Marabá. Inicialmente, serão ofertadas 40 vagas para o período noturno a serem preenchidas por meio de Processo Seletivo organizado pela Universidade Federal do Pará. Posteriormente, dependendo da avaliação do curso e do PPC, poderá ser alterado o quantitativo do número de vagas do curso, criadas turmas em regime intensivo e/ou em outros turnos de funcionamento.

A oferta inicial do curso para 2009 terá as seguintes características:

2.1 FICHA TÉCNICA DO CURSO: Curso: Licenciatura Plena em Física. Local de Funcionamento: Campus Universitário de Marabá – Campus I. Forma de Ingresso: Processo Seletivo organizado pela Universidade Federal do Pará. Número de Vagas: 40 Modalidade de oferta: Presencial Habilitação: Licenciatura. Título Conferido: Licenciado Pleno em Física. Duração Mínima: 8 semestres Duração Máxima: 12 semestres. Carga Horária: 3.090 horas Período Letivo: Extensivo Regime Acadêmico de Matricula: Seriado Semestral

Atos Normativos do Curso: Avaliações externas: Conforme estabelecido na Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, que institui o Sistema de Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), o curso deverá ser avaliado por uma comissão interna (UFPA) e uma externa (MEC) e ao corpo discente será aplicado o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes com periodicidade máxima de três anos.

Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física – CAMAR 10

3 DIRETRIZES DO CURSO

3.1 Fundamentos Norteadores

Tendo como foco a formação do físico-educador, o curso de Licenciatura Plena em

Física compreende que o exercício da docência não está restrito ao domínio de conteúdo, exige, além disto, o desenvolvimento de ações que permitam a reflexão, a construção do conhecimento fundamentada na compreensão do ser humano como sujeito histórico capaz de intervir, interagir e modificar a realidade.

Neste sentido, a formação de educadores precisa ser pautada numa relação de respeito, diálogo e troca de experiências que permitam ao futuro docente compreender a realidade educacional, vivenciar a elaboração e utilização de diversos recursos pedagógicos, bem como diversas formas de avaliação e planejamento que o auxiliem na realização e reflexão sobre a prática pedagógica.

Para atender a esta filosofia, o curso de Licenciatura Plena em Física do Campus

Universitário de Marabá desenvolverá sua formação fundamentado na sólida formação teórico-prática que possibilite ao discente conhecer os diferentes espaços educacionais, refletir sobre a prática pedagógica, “haja vista que só a partir dos problemas concretos é que o conhecimento acadêmico teórico pode tornar-se útil e significativo para os futuros profissionais.” (UFPA, 2005, p. 38).

Outro princípio importante é o da indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão que imprime dinâmica ao currículo possibilitando a integração de teoria e prática e o desenvolvimento de atividades curriculares coletivas que, articulam os diversos tipos de conhecimento e favorecem sua produção e socialização através de uma relação dialogada com a sociedade e a concepção de pesquisa como atividade inerente a prática docente que permite ao educador aprofundar conhecimentos, concebendo deste modo, a graduação como uma etapa de formação inicial e que a necessidade de atualização do conhecimento será prática constante em sua função de educador.

Logicamente, o ensino dos princípios físicos e suas aplicações em novas tecnologias e no cotidiano não devem ser dissociados de uma reflexão crítica a respeito das conseqüências e dos danos ao meio ambiente que o seu uso pode acarretar.

Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física – CAMAR 1

3.2 Objetivos do Curso Geral

Formar o físico-educador com sólido domínio dos conhecimentos físicos e pedagógicos, capaz de elaborar, desenvolver e divulgar conhecimentos de forma a intervir na realidade tornando-se sujeitos de propostas que busquem a inovação no processo de ensinoaprendizagem contribuindo assim para a melhoria da educação no país.

Específicos

Formar docentes na área de Física para atuação no ensino médio atendendo a demanda existente na região sul e sudeste do Estado Paraense.

Disponibilizar uma estrutura curricular que permita ao futuro docente construir as competências e habilidades necessárias para o ensino da Física, tornando-o assim apto a exercer uma ação didática fundamentada em conhecimentos de Física e demais Ciências, para a produção de conhecimento no âmbito científico, em particular na área de ensino, com a geração de métodos e materiais de ensino inovadores.

Formar profissionais capazes de desenvolver e utilizar de diversos recursos pedagógicos, como por exemplo, software educativo, ampliando assim sua capacidade de aprendizagem e de modelagem de problemas na educação.

3.3 Perfil do Profissional a ser formado

O Físico, independente de sua área de atuação, deve ser um profissional com sólida formação em Física que o possibilite propor e resolver problemas aplicando conceitos clássicos e modernos, desenvolver a investigação científica como forma de construir conhecimentos e mantê-los atualizados.

No que se refere ao profissional habilitado para a Licenciatura além do domínio dos conteúdos específicos de Física, é essencial integrá-los aos conhecimentos pedagógicos pertinentes ao desenvolvimento da prática pedagógica, assim, exige-se do físico-educador a construção do saber científico, em diferentes instâncias sociais, seja por meio do exercício crítico da docência nos diferentes níveis de ensino da educação básica, principalmente, nas séries finais do ensino fundamental e no ensino médio, ou nos espaços de educação nãoformal, atuando na ampliação dos conhecimentos desenvolvidos pela Física, como na produção de novos conhecimentos relacionados a criação e adaptação de metodologias, tais

Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física – CAMAR 12 como livros, vídeos, softwares, ou outros meios de comunicação, que permitam o progresso do saber científico.

Deste modo, o físico-educador egresso do curso deverá se caracterizar por uma sólida formação teórico-metodológica que lhe permita atuar em diferentes instâncias sociais e, além disto, uma formação humanística que o possibilite conhecer, intervir, modificar a realidade associando sua competência técnica ao exercício de sua cidadania.

3.4 Competências e Habilidades

Para atender o perfil desejado, o curso de Licenciatura Plena em Física do Campus

Universitário de Marabá desenvolverá suas ações de modo que as seguintes competências e habilidades sejam desenvolvidas:

Competências

Compreender a Física como uma forma de aquisição de conhecimentos sobre a natureza baseada na observação, experimentação e análise crítica (método científico);

Reconhecer a Ciência como uma construção humana, considerando os aspectos históricos de sua produção e suas relações com o contexto sócio, econômico e cultural;

Questionar a realidade formulando problemas e propondo soluções, utilizando o pensamento lógico, a criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica, selecionando procedimentos e verificando sua adequação;

Exercer a profissão de forma crítica e criativa, na busca de novas alternativas educacionais; Dominar a leitura, a escrita e as linguagens científicas correntemente utilizadas;

Avaliar criticamente informações veiculadas pelos meios de comunicação, relativas à sua área de conhecimento;

Participar, sempre que possível, na discussão e formulação de políticas públicas relacionadas com os usos e aplicações das Ciências;

Refletir sobre a prática pedagógica, auxiliando no papel social de preparar os alunos para o exercício da cidadania, com a consciência da importância social da profissão como possibilidade de desenvolvimento social e coletivo;

Elaborar e desenvolver diferentes experiências didáticas em Física, reconhecendo os elementos relevantes e as estratégias adequadas. Compreender as relações da educação em Física com a sociedade e a tecnologia no contexto mundial e local.

Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Física – CAMAR 13

Habilidades

Analisar, sintetizar e interpretar dados, fatos e situações científicas e suas implicações para a sociedade;

Descrever o mundo real através de modelos para analisar fenômenos físicos abrangendo: movimento e equilíbrio de sólidos e fluidos, calor, luz, som e eletromagnetismo;

Compreender a investigação e a solução de problemas como alternativas epistemológico-metodológicas importantes para a o processo de ensino-aprendizagem;

(Parte 2 de 10)

Comentários