(Parte 3 de 7)

A Build Up, empresa da Accor Services especializada em serviços para o setor de Recursos Humanos, reformulou o site w.buildup.com.br. Entre as novidades estão as informações relevantes para os profissionais da área, como calendário de obrigações fiscais, cases de sucesso em outsourcing de RH, simulador para contratação de serviços e programas de responsabilidade social. A reformulação foi feita em parceria com a agência Site X, e está alinhada com o padrão visual da Accor Services, que integra as empresas Ticket, Ticket Seg e Accentiv.

Emprega São Paulo

Está mais fácil para contratar e procurar vagas no estado de São Paulo. O governo do estado acabou de lançar o Emprega São Paulo, um portal de oferta e busca de empregos. No endereço w.empregasaopaulo.gov.br, é possível se cadastrar tendo em mãos apenas dados básicos, como endereço, CPF, RG, endereço e informações profissionais. Os usuários cadastrados poderão ser notificados quando houver uma vaga compatível por e- mail e, futuramente, por celular. As empresas precisam se cadastrar também para buscar candidatos. O serviço é gratuito.

Novidade para o RH

a sua revista de inteligência e sucesso

A CPFL Energia, grupo privado do setor elétrico nacional, criou a sua Universidade Corporativa. O objetivo da nova empreitada é assegurar que o aprendizado dos funcionários esteja alinhado com a estatégia e objetivos do negócio. A Universidade previlegiará três correntes de desenvolvimento: Especialização, com a promoção de competências e conhecimentos específicos dos processos de trabalho; Cliente e o Mercado, com a ampliação da visão de mercado e de relacionamento com o consumidor; e Liderança, com o desenvolvimento de competências de liderança e gestão

Prêmio

Dança das cadeiras

Universidade Corporativa

A General Motors do Brasil ganhou, pela segunda vez, o “Prêmio DCI- Empresas do Ano 2008”, na categoria “Veículos e Autopeças” realizado pelo Diário do Comércio, Indústria e Serviços de São Paulo. Entre 20 de novembro do ano passado e outubro deste ano, 2145 executivos e empresários participaram da pesquisa que classifica as empresas participantes. Esta foi a sexta edição do prêmio. A escolha levou em conta as grandes estratégias e os enormes desafios que colocaram as empresas, em 2008, em novos patamares de investimento e receita.

Paulo Setuain assume a vice-presidência de Publicidade do MercadoLivre.com. O executivo é oriundo do portal Amazon.com, onde esteve por oito anos.

A Service IT Solutions, empresa de consultoria e infra-estrutura em tecnologia, acaba de contratar uma nova responsável pela área de Recursos Humanos. Adriane Silveira possui mais de 14 anos na área e tem como meta estruturar a área para melhor atender a demanda dos colaboradores da empresa em São Paulo.

Ricardo Viâna é o novo diretor de Pós-Vendas da Nissan Brasil. O executivo assumiu a diretoria de pós-vendas, reportando-se a Tai Kawasaki, vice-presidente comercial.

A Editora Gente acaba de contratar Henrique Farinha para o cargo de diretor geral. Farinha foi diretor editorial universitário e de negócios da Editora Saraiva. Nesta nova fase, pretende aumentar o catálogo e a participação da editora na área de gestão.

Aurélio Polizelli é o novo controller da Editora Gente. Seu é desafio é promover ações estratégicas focadas na administração adequada dos recursos financeiros, na gestão do plano orçamentário e no fluxo de caixa.

A Rhodia, grupo químico internacional, está com uma nova vice-presidente de Assuntos Jurídicos para a América Latina. Denise Nader Porcelli possui ampla experiência na área e passou por empresas como Pirelli Pneus S/A, onde esteve por quatro anos como diretora jurídica e Elevadores Schindler SA, em que ocupou o mesmo cargo por sete anos.

Marcelo Cataldi, diretor de publicidade da Fox Latin American Channels, foi promovido a diretor geral de vendas publicitárias da empresa. A divisão .FOX Networks, comandada por Bernardo Hohagen e responsável pelas vendas online, agora se reportará a Cataldi.

w.revistasermais.com.br 24

Você fala que a primeira faculdade que fez foi jornalismo. E a fez por obrigação, tendo escolhido jornalismo por paixão. Mas não se arriscou a exercê-la. E nessa época você era mais jovem. Tenho o direito de perguntar: por acaso entrar em jornalismo era mais fácil do que entrar em administração de empresas? Existe um complicador. Você se diz “velho” para reiniciar. Casado ou solteiro? Com ou sem dependentes? Tudo isto tem importância na opção entre o que você pensa e fala e o que sente e age. Vendo de fora, a impressão que dá é que você fala jornalismo e age administração. Se isto for verdade, indica uma nova faculdade ou uma pós. Com integridade. Sentir-pensaragir-falar da mesma forma

Claro que não posso responder simplesmente “fique em Catanduva” ou “mude para um centro maior”. A vida é sua. Se eu der conselho e der certo, a glória é minha. Se der errado, o azar é seu. Que posso fazer então? Tentar ajudar você a pensar. Como não sou você, não sei o que sente. Esta é uma desvantagem. Mas, não sendo você, posso observar como age. Esta é uma vantagem. Se eu mostrar isso a você, eu o estarei ajudando a saber o que sente. O que estamos tentando evitar? Uma dupla mensagem. O que é isso? O homem é um animal racional. Sente e pensa portanto. Tem dois discursos. Fala o que pensa e age de acordo com o que sente. Quando não sabe o que sente, fala uma coisa e faz outra. Isto é dupla mensagem. Você fala em ser jornalista. Age sendo gerentes de venda de uma firma de consórcios.

seRHumano por Paulo Gaudencio

Ser M ais I n d e p e n d e n t e

Gaudencio Responde enho 36 anos e com muito esforço conclui meu primeiro curso superior. Comecei a faculdade porque a cobrança era no sentido de que, sem curso superior, eu não seria ninguém. Apesar de trabalhar como gerente de vendas de uma empresa de consórcios, optei e conclui o curso de jornalismo, pois tenho paixão por essa área. Percebo agora que o curso não vai me ajudar a crescer na empresa que trabalho, e que para iniciar-me como jornalista já estou um pouco “velho”. Outro complicador é que não existe campo de trabalho na minha cidade, Catanduva- sp. O grande doutor Gaudencio poderia orientar-me? Devo fazer outro curso superior, ou quem sabe uma pósgraduação em administração de empresas ou marketing e batalhar para crescer onde já sou profissional, ou devo arriscar-me e mudar para uma grande cidade, focando-me na realização do sonho de ser um bom jornalista? Adriano Celotto

Paulo Gaudencio é psiquiatra e dedica-se há cerca de 40 anos à psicoterapia de grupo, coordenando uma equipe de terapeutas e pesquisa científica. Tire suas dúvidas sobre vida profissional e liderança, escreva para redacao@revistasermais.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso 25

Independência Financeira para todos os bolsos

Ser M ais i n s p i r a d o capa por Julyana Rosa Descubra como ficar rico em 30 anos

w.revistasermais.com.br 26

+capa por Julyana Rosa

Ser M ais i n s p i r a d o os 12 anos, Reinaldo Domingos, o terapeuta financeiro criador do método financeiro que está nesta matéria, descobriu que poupar ajudaria a realizar os seus sonhos. Queria uma bicicleta, mas se não trabalhasse, jamais a teria. De origem humilde, sua família não poderia realizar a vontade. Sozinho, mas esperto o suficiente para entender que precisaria fazer alguns esforços, conseguiu um emprego como auxiliar de camelô no interior de São Paulo. Começava às 4h da manhã e trabalhava até o meio da tarde, quando ia para a escola. Em pouco tempo, juntou dinheiro suficiente para comprar a tão sonhada bicicleta, recompensa que só o fez sonhar mais. A primeira conquista norteou muitos outros sonhos, entre eles a independência financeira, conquistada aos 37 anos. Hoje, só trabalha por prazer. Domingos é o criador do método DiSOP de educação financeira que, se desmembrada a sigla, significa Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar. Estes são os quatro pilares que ajudaram em suas conquistas, e tem difundido pelo livro “Terapia Finaceira”. O método é simples e consiste basicamente na reeducação das pessoas, da forma como lidam com o dinheiro. Não existem grandes fórmulas ou planilhas complicadas para deixar ninguém confuso. “Eu não inventei a roda. Só mostro de maneira simples como qualquer um pode tomar as rédeas da sua vida financeira. Não importa se tem dívidas ou não, com dedicação é possível superá-las e conseguir realizar os próprios sonhos”, explica. O terapeuta mostra, através de apontamentos diários, conforme serão explicados mais abaixo, onde estão os verdadeiros gastos dos quais muita gente não tem controle. Você já não olhou para a sua conta bancária e levou um susto no fim do mês? Por acaso não se perguntou para onde teria ido o dinheiro? É por causa deste descontrole que muitos se endividam e não se dão conta de que suas despesas poderiam ser pagas à vista, ou até, que parte do salário poderia estar aplicada.

Alguém já testou o método?

Se estiver com dúvidas de que o método funciona, conheça um pouco da história da consultora imobiliária Sandrette Costa. Por ironia, apesar de trabalhar com imóveis, quando resolveu comprar um apartamento, percebeu que não tinha dinheiro suficiente. Deixava parte do dinheiro no salão de beleza e só descobriu isso ao conhecer o DiSOP. Com a reeducação financeira, aprendeu a dar mais valor ao dinheiro. Renegociou os valores gastos mensalmente no salão, conseguiu descontos, voltou a morar com a mãe e agora anota todos os gastos em uma caderneta. “È preciso saber para onde vai o dinheiro, você tem que visualizar em algum lugar”, comenta.

a sua revista de inteligência e sucesso 27

Outras pessoas que mudaram após conhecer o método foram Carlos Gomes e Enedina. Quando ele ficou desempregado, o casal precisou controlar melhor os gastos. Pararam de comprar pizza todas sextas-feiras e sábados e, hoje, estão com o orçamento em dia.

DiSOP

Agora que você já conheceu a história de algumas pessoas que aplicaram o método. Pode entender um pouco melhor como ele funciona. Como dito anteriormente, funciona sob quatro pilares: Diagnóstico, Sonho, Orçar e Poupar. Veja agora o que cada um deles compreende.

Diagnóstico

Nesta primeira etapa é feita uma fotografia da sua vida financeira hoje. Não tenha medo das dívidas, aqui será necessário relacioná-las para que sejam futuramente liquidadas. Em uma caderneta aponte os seguintes dados:

1. Ganhos bruto e líquido 2. Gastos mensais (separe por tipo de gasto) 3. Bens móveis (carros) e imóveis (casas) 4. Dinheiro guardado até hoje 5. Dívidas (se as tiver)

Ao anotar, você terá a noção real do que possui e e das dívidas (se as tiver). Assim, poderá passar ao próximo passo. Caso tenha dificuldades nesta tarefa, não desista, ela é fundamental para atingir os seus objetivos. O carro ou casa dos sonhos podem estar mais próximos do que imagina.

Sonhar

Sem o sonho, a realização de seus projetos não será possível. Dê bastante atenção à este pilar. “Sonhar é essencial para guardar dinheiro e até se esforçar para quitar dívidas. Sem ele, o ser humano fica sem propósito e as chances de desistir no meio do caminho são grandes”, diz Domingos.

Os principais passos aqui são:

1. Refletir sobre a sua vida 2. Registrar os sonhos de curto, médio e longo prazos 3. Levantar quanto custa a realização dos sonhos 4. Definir no orçamento financeiro quanto de dinheiro disponibilizará para que sejam alcançados 5. Pirorizá-los antes de gastar o dinheiro do qual dispõe

“É preciso saber para onde vai o dinheiro, você tem que visualizar em algum lugar”

w.revistasermais.com.br 28

+capa por Julyana Rosa

não será possível. Dê bastante atenção à este pilar.”

“Sem o sonho, a realização de seus projetos

Ser M ais i n s p i r a d o

Orçar

(Parte 3 de 7)

Comentários