NBR 05738 - 1994 - CANCELADA - Modelagem e Cura de Corpos de Prova Cilíndricos

NBR 05738 - 1994 - CANCELADA - Modelagem e Cura de Corpos de Prova Cilíndricos

(Parte 1 de 3)

NBR 5738ABR 1994

Moldagem e cura de corpos-de-prova cilíndricos ou prismáticos de concreto

9 páginasPalavra-chave: Concreto

Origem: Projeto NBR 5738/1993 CB-18 - Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados CE-18:301.03 - Comissão de Estudo de Ensaios Físicos para Concreto Fresco NBR 5738 - Molding and curing of concrete cylindrical or prismatic test specimens - Procedure Descriptor: Concrete Esta Norma substitui a NBR 5738/1984 Válida a partir de 30.05.1993

Procedimento

1 Objetivo

Esta Norma fixa as condições exigíveis para moldagem, desforma, preparação de topos, transporte e cura de corpos-de-prova cilíndricos ou prismáticos de concreto, destinados a ensaios para determinação das propriedades intrínsecas desse material.

2 Documentos complementares

Na aplicação desta Norma é necessário consultar:

NBR 5734 - Peneiras para ensaio com telas de tecido metálico - Especificação

NBR 5750 - Amostragem de concreto fresco - Método de ensaio

NBR 7211 - Agregados para concreto - Especificação

NBR 7223 - Concreto - Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone - Método de ensaio

NBR 9479 - Câmaras úmidas para cura de corposde-prova de cimento e concreto - Especificação

3 Definições

Para os efeitos desta Norma é adotada a definição 3.1. 3.1 Dimensão básica dos corpos-de-prova (d)

Medida expressa em milímetros, utilizada como referên- cia para os corpos-de-prova, sendo empregadas a dimensão do diâmetro no caso de corpos-de-prova cilíndricos e a dimensão da menor aresta para os corpos-de-prova prismáticos.

4 Condições gerais

4.1 Aparelhagem 4.1.1 Moldes

4.1.1.1 Devem ser confeccionados em aço ou outro material não absorvente e quimicamente inerte com os componentes constituintes do concreto.

4.1.1.2 Não devem sofrer deformações durante a moldagem dos corpos-de-prova.

4.1.1.3 Devem ter as superfícies internas lisas e sem defeitos.

4.1.1.4 Os moldes cilíndricos e os prismáticos devem possuir dispositivos de fixação às respectivas placas da base.

4.1.1.5 Devem atender às espessuras e tolerâncias fixadas na Tabela 1 e nas Figuras 1 e 2.

Nota: Moldes confeccionados em chapa metálica reforçada ou perfis estruturais podem ter espessuras diferentes das fixadas na Tabela 1, desde que sejam mantidas a rigidez necessária ao molde e as tolerâncias especificadas nesta Norma.

Copyright © 1994, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (021) 210-3122 Fax: (021) 220-1762/220-6436 Endereço Telegráfico: NORMATÉCNICA

ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas

2NBR 5738/1994

Tabela 1 - Espessuras e tolerâncias para moldes de corpos-de-prova de concreto Unid.: m

Tolerâncias

Espessuras mínimas Dimensões das paredesbásicas

- Desvio máximo da placa de base do molde0,05 0,05
Parede 3,0- Desvio máximo de qualquer geratriz em0,03 0,3

Moldesdois diâmetros ortogonais, um deles passando pela geratriz cortada do molde cilíndricosem relação a um plano relação a um plano

Moldes- Dimensões nominais (dimensão básica e prismáticos altura) Parede 12,0

Dimensão

- ± 1,5 /FIGURA 1

NBR 5738/19943 Unid.: m

Figura 1 - Molde cilíndrico de dimensão básica 150 m

4NBR 5738/1994 Unid.: m

Figura 2 - Molde prismático de dimensão básica 150 m

NBR 5738/19945

4.1.2 Equipamentos de adensamento 4.1.2.1 Haste de socamento

Barra de aço, com 600 m de comprimento e 16 m de diâmetro, com superfície lisa, seção transversal circular e extremidade de socamento semi-esférica, de acordo com a Figura 3.

Unid.: m

4.1.2.2 Vibrador de imersão

4.1.2.2.1 Deve ter freqüência de, no mínimo, 7200 vibrações /min.

4.1.2.2.2 O diâmetro externo da agulha vibrante deve ser de no mínimo 25 m e no máximo 1/4 da dimensão básica (d), para os corpos-de-prova cilíndricos e 1/3 da dimensão básica (d), para os corpos-de-prova prismáticos.

4.1.2.3 Mesa vibratória

Deve ter freqüência mínima de 2400 vibrações /min.

4.1.3 Concha

(Parte 1 de 3)

Comentários