Depressão

Depressão

PIC

  • DISCIPLINAS:

  • Saúde Ambiental e do Trabalhador I

  • História e Exercício da Enfermagem I

TEMA

  • O auto cuidado do Trabalhador de Enfermagem

DEPRESSÃO

INTRODUÇÃO:

  • - Nosso trabalho tem como objetivo, alertar o trabalhador de Enfermagem sobre a importância do auto cuidado, separando sua vida profissional da vida pessoal, evitando assim, da melhor maneira, adquirir transtornos como a depressão, tema que será discutido a seguir.

Definição da doença:

  • É uma doença que se caracteriza por afetar o estado de humor da pessoa, deixando-a com um predomínio anormal de tristeza. É um distúrbio neurológico que abrange o organismo como um todo: Estado físico, humor, pensamento, até a forma como a pessoa vê e sente o mundo ao seu redor etc.

  • Todas as pessoas, homens e mulheres, de qualquer faixa etária, podem ser atingidas, porém mulheres são duas vezes mais afetadas que os homens.

PRINCIPAL CARACTERÍSTICA:

  • É o sentimento de desencanto pela vida que ela ( depressão ) provoca à pessoa.

  • “É como se a vida perdesse a cor...”

DESENVOLVIMENTO DA DEPRESSÃO:

  • Nem sempre é possível haver clareza sobre quais acontecimentos da vida do trabalhador de enfermagem o levaram a ficar deprimido.

  • Perda do interesse e do prazer pelos assuntos do dia-a-dia.

  • Tudo indica não se tratar apenas de um estado de tristeza momentâneo, mas sim de um quadro depressivo.

CAUSAS:

  • Muitos são os fatores que podem desencadear a depressão, dentre eles:

  • Perda de um ente querido;

  • O fim de uma relação amorosa;

  • Problemas financeiros e dificuldades profissionais ( falta de incentivo, de apoio, de ajuda, etc. );

  • Por conta das longas jornadas de trabalho, pressões por resultados, competitividade e estresse, causas estas que devemos discernir afim de não misturá-las ao ambiente de trabalho.

IMPORTÂNCIA DO AUTO CUIDADO:

  • É importante para a profilaxia. Através do autocuidado podemos detectar precocemente doenças que podem nos afetar.

  • O autocuidado é essencial, pois através dele o profissional de saúde se torna cada vez mais responsável. Apesar de ser profissional de saúde ele está sujeito a contrair várias doenças.

SINAIS E SINTOMAS

  • Na depressão a intensidade do sofrimento é intensa, durando a maior parte do dia por pelo menos duas semanas, nem sempre sendo possível saber porque a pessoa está assim. O mais importante é saber como a pessoa sente-se como ela continua organizando sua vida.

  • • alterações de humor; • dificuldade de concentração; • alterações do apetite e do sono; • pessimismo; • dificuldade de tomar decisões; • irritabilidade ou impaciência; • inquietação e ansiedade; • choros com freqüência; • dificuldade de terminar as coisas que começou; • persistência de pensamentos negativos;

TRATAMENTO

  • O tratamento médico sempre se faz necessário, sendo o tipo de tratamento relacionado à intensidade dos problemas que a doença traz. Pode haver depressões leves, com poucos aspectos dos problemas mostrados anteriormente, ou pode haver depressões bem mais graves, prejudicando de forma importante a vida do indivíduo.

  • De qualquer forma, depressões leves ou mais graves necessitam de tratamento médico, geralmente medicamentoso (com medicações antidepressivas), ou psicoterápico, ou a combinação de ambos, de acordo com a intensidade da doença e a disponibilidade dos tratamentos.

Comentários