Análise de Riscos durante a construção de tanques de petróleo

Análise de Riscos durante a construção de tanques de petróleo

(Parte 1 de 3)

Eng. Antonio Fernando Navarro, M.Sc. navarro@vm.uff.br

Características Gerais

O processo de construção de tanques através calandragem por impulsionamento foi desenvolvido na década de 1980, como uma alternativa mais segura e rápida de construção, empregando macacos de içamento elétricos e pneumáticosparaa elevaçãodos anéis.

Diferentemente do processo tradicional, nesse o tanqueé construídode “cimapara baixo”.

Estaqueamento da base

Riscos associados

—Transporte e movimentação do bate estacas —Transporte e movimentação das estacas

—Cravação das estacas

—Quebra de estacas durante a cravação

—Rompimento de cabos de aço durante a movimentação das estacas ou da cravação

—Queda do pilão (martelo)

—Posicionamento do auxiliar do operador do bate estacas durante a fixação da estaca, verificação de nega, substituição do cepo (bolacha), verificação de alinhamento das estacas

Construção da base do tanque

Riscos associados

—Movimentação e montagem das ferragens —Preparação e montagem das formas

— Concretagem

—Cuidados durante a cura do concreto

— Desforma

—Limpeza da área

—Preparação do piso no entorno da base para a montagem do tanque

Montagem dos suportes de apoio de rolagem sobre a base do tanque

Riscos associados

—O apoio de rolagem deve ser adequadamente fixado à chapa de fundo de modo a que não venha a se soltar ou se deslocar quando da montagem dos anéis

—Os apoios deverão estar perfeitamente alinhados e nivelados

Início da montagem do 5º anel com chapas calandradas de 8,0 m

Suporte de alinhamento

Preparação das chapas para a montagem do 5º anel

Riscos associados

—Descarregamento do material (chapas e estruturas do teto)

—Acondicionamento do material na frente de obras

—Movimentação das chapas e materiais para a montagem

—Dimensionamento do balancin

—Garras (pegas) de içamento (as garras devem ser inspecionadas uma a uma)

—Riscos ergonômicos e de queda

—Risco das chapas se soltarem das garras durante a movimentação das mesmas

Montagem do 5º anel

Riscos associados

—Preparação e fixação das escoras para a montagem das chapas calandradas

—Instalação e fixação dos suportes de travamento longitudinal para o alinhamento das chapas e soldagem vertical

—Soldagem das chapas

—Correta identificação das extensões elétricas dos cabos de solda associando-os às máquinas de solda

—Danos aos cabos e extensões elétricas devido a cortes ou esmagamentos

—Dimensionamento correto da alimentação elétrica em função da quantidade de máquinas e equipamentos elétricos

Fechamento do 5º anel

Apoio da estrutura do teto

Riscos associados

—Montagem do anel central da estrutura do teto

—Montagem dos cavaletes para içamento e fixação dos suportes e vigas da estrutura do teto fixo

—Organização e acondicionamento dos materiais sobre a base do tanque para a realização das atividades

Montagem do carretel (anel central) de apoio das travessas do teto

(Parte 1 de 3)

Comentários