Mecanismo de Regulação das Atividades celulares

Mecanismo de Regulação das Atividades celulares

Mecanismo de Regulação das Atividades Celulares: como se originam algumas doenças”

  • Modificações dos agentes intrínsecos ou extrínsecos às células podem gerar DOENÇAS

  • Há mecanismos de ajuste às variações do meio externo e interno  manter constante os meios intra e extracelular.

Claude Bernard (1813-1878)

A constância do meio interno é essencial para a existência livre e independente.”

Walter Cannon (1871-1945)

Criou o termo homeostasia (1929)

HOMEOSTASE

Tendência dos organismos vivos em manter constante o meio interno.

Falha nos mecanismos homeostáticos DOENÇA

Células mergulhadas em meio líquido

60% do peso corporal = H20

2/3 líq. intracelular 1/3 líq. Extracelular

Meio interno constante

MECANISMOS HOMEOSTÁTICOS

Importância:compreensão das doenças e terapêutica

  1. COMUNICAÇÃO CELULAR

- Controle Homeostático Local: restrito

a) Junções comunicantes:

músc. cardíaco, liso, cél nervosas

b) Sinalização autócrina e parácrina:

Prostaglandinas,

Histaminas

Hormônios ovarianos

- Controle Homeostático sistêmico ou reflexo:

a) Sinalização Hormonal:Lento/Duração = longa

b) Sinalização Neurotransmissor:Rápida / Duração = curta

  1. REGULAÇÃO GÊNICA e ENZIMÁTICA:

No meio intracelular, as moléculas mais importantes, do ponto de vista funcional e estrutural, que atuam na manutenção da homeostase, são :

ÁCIDOS NUCLÉICOS: armazenam informação genética no núcleo  DNA  transmite ao citoplasma através do RNAm

PROTEÍNAS:atividade celular (funções: enzimática, estrutural e funcional (intra e extracelular)

Alteração do DNA

Alteração da replicação

Alteração da transcrição

Alteração da tradução

Alterações pós-traducionais

MECANISMOS INTRACELULARES E SUAS ALTERAÇÕES:

  1. Alterações do DNA (qualitativa – MUTAÇÕES)

mutações  células germinativas  doença hereditária (ex.: hemofilia)

mutações  células somáticas doença não hereditária ou genética (ex.: câncer)

  1. Alterações da Replicação(aumento quantitativo de determinados genes - amplificação gênica = aumento considerável de n.° de determinadas sequências gênicas.

  2. Alterações na tradução (depende RNAr, RNAm, RNAt, ribossomos)

  3. Alterações na transcrição (acelera ou inibe a produção do RNAm)

  4. Modificações pós-traducionais: proteínas conjugadas (glicoproteínas/ lipoproteínas) passam por modificações pós-traducionais: glicosilação, fosforilação, sulfatação protólise limitada

OBS.:

  • Moléculas informacionais (hormônios, esteróides, metabólitos, íons) são importantes na regulação das atividades gênicas enzimáticas

  • Parâmetro fisiológico de grande importância para a homeostase regulado por mais de um mecanismo.

Ex.: regulação do teor de Cálcio ( calcitonina e paratormônio)

teor de glicose (insulina e glucagon)

  • Defeitos nas proteínas estruturais também podem causar doenças (ex.: escorbuto)

  • Doenças podem ser causadas por defeitos na síntese ou na degradação de componentes celulares (ex.: falta de enzimas lisossômicas)

  • A célula possui mecanismos pelos quais os erros de replicação são corrigidos ( ex.: DNA polimerase)

MUTAÇÕES

  • Erros na replicação do DNA

  • Evolução, variabilidade

  • Mutações gene (base): substituição,deleção, adição

  • Mutações cromossomos: numérica ou estrutural (duplicação, inversão, deleção, translocação)

Síndrome

do miado de gato

Anemia falcifome

MUTAÇÃO NUMERICA EM CROMOSSOMO

As variações numéricas são de dois tipos:

  • EUPLOIDIAS, que originam células com número de cromossomos múltiplos. Os indivíduos podem ser: n, 2n, 3n, 4n. Na espécie humana, a ocorrência das euploidias é incompatível com o desenvolvimento do embrião, determinando a ocorrência do aborto

  • ANEUPLOIDIAS, que originam células onde há falta ou excesso de algum(ns) cromossomo(s).

a) Aneuploidias sos Cromossomos Sexuais

Síndrome de Turner

Síndrome de Klinefelter 47-XXY

Síndrome do Duplo Y - 47-XYY

Trissomia do Triplo-X 47-XXX

b) Aneuploidias Autossômicas

Síndrome de Down

Trissomia do 13 –Patau

Trissomia do 18-Edwards

Agentes Mutagênicos: são fatores (físicos ou químicos) que podem elevar a freqüência das mutações. Tais como:

  • Físicos: radiação - raios ultravioleta e raios X (interferem na replicação do DNA ou na transcrição do RNAm, determinando erros nas seqüências dos nucleotídeos), o calor (altos-fornos)

  • Químicos: gás mostarda, o ácido nitroso, a bromouracila, o formaldeído, a nicotina,

OBS.:

- Vários tipos de câncer podem ser produzidos por alterações ocorridas nos ácidos nucléicos; por isso os mesmos agentes mutagênicos podem ser também cancerígenos

- Aerossóis, corantes alimentares e alguns componentes da fumaça do cigarro são capazes de alterar o patrimônio genético de uma célula, podendo levar ao desenvolvimento de diversas formas de mutações e câncer.

-A relativa estabilidade do material genético deve-se à existência de um grupo de enzimas de reparação, que "patrulham" permanentemente as moléculas de DNA à caça de alterações na seqüência de seus nucleotídeos. Na maioria das vezes, essas alterações são detectadas e consertadas.

Comentários