lesões torácicas, picadas e coluna

lesões torácicas, picadas e coluna

LESÕES TORÁCICAS

  • PROFª Ms RENATA DE SOUZA ZANATELLI

Categorias:

  • Abertas – com cortes, a pele é perfurada pela penetração de algum objeto ou por costela fraturada

  • Fechadas – sem cores, pele não é perfurada, mas podem ocorrer lacerações no coração e pulmão

SINAIS E SINTOMAS GERAIS

  • Cianose

  • Dispnéia

  • Desvio traqueal

  • Dor ao respirar

  • Distensão das veias do pescoço

  • Dor local que piora ao respirar

  • Tose com sangue

  • Choque

  • Pulso fino e rápido

  • Fratura evidente

  • Alteração do estado mental

ATENDIMENTO

  • Ative o SEM

  • Desobstruir vias aéreas

  • Controlar sangramento externo

  • Cubra ferimentos penetrantes

  • Se tiver objetos cravados: corte as roupas para expor o ferimento e faça um curativo ao redor de 3 pontas

TÓRAX FLÁCIDO

  • Ocorre quando há fratura no esterno, na cartilagem que une as costelas ao esterno ou nas costelas, podendo afetar a parte anterior, posterior ou laterais do tórax

  • Quando inspira não se expande, quando expira se protai – respiração paradoxal

  • Quando atinge o coração – coloração azulada da cabeça, pescoço, ombros, lábios e língua

  • Coloque travesseiros, ou prenda com gravatas, faixas ou esparadrapo

ASFIXIA TRAUMÁTICA

  • Ocorre quando a compressão súbita da parede torácica força o sangue a sair do coração pelo trajeto errado

HEMOTÓRAX, PNEUMOTÓRAX

  • Realizar um curativo oclusivo

  • Prevenir o choque

  • Manter a vítima sentada

LESÕES NO ABDOME

SINAIS E SINTOMAS

  • Distensão abdominal

  • Equimose

  • Sensibilidade ou rigidez abdominal

  • Dor

  • Náusea ou vômito

  • Respiração superficial e acelerada

  • Pulso acelerado

  • Hipotensão

  • Hematúria

  • sede

Atendimento geral

  • Ative o SEM

  • Prevenir o choque

  • Cubra os ferimentos abertos com curativo seco e limpo e umidecido

  • Objetos encravados

  • Não ofereça água

LESÕES DA COLUNA

PRINCIPAIS CAUSAS

  • Acidentes automobilísticos

  • Acidentes em águas rasas

  • Acidentes motociclisticos

  • Outros acidentes e quedas

MECANISMOS DA LESÃO

  • Compressão – peso do corpo é impulsionado contra a cabeça – quedas

  • Flexão, rotação ou extensão excessivas

  • Inclinação lateral

  • Distração – separação súbitas da coluna vertebral que estira e lacera a medula, como em enforcamentos

  • Penetração – objetos penetrantes

COMPLICAÇÕES

  • Esforço respiratório inadequado

  • Paralisia

AVALIAÇÃO DA VÍTIMA

  • Vítima responsiva:

  • Observe o mecanismo da lesão

  • Pergunte:

  • . Se sente dor no pescoço ou nas costas

  • . O que aconteceu

  • . Consegue movimentar mãos e pés

  • . Consegue sentir que estou tocando seus dedos da mão e pés

AVALIAÇÃO DA VÍTIMA

  • Examine as costas

  • Apalpe as áreas doloridas ou deformadas

  • Veja se a vítima demonstra a mesma força com todos os membros

AVALIAÇÃO DA VÍTIMA

  • Vítima não-responsiva:

  • Observe o mecanismo da lesão

  • Procure contusões, deformidades, lacerações, punções, ferimentos penetrantes ou edema

  • Apalpe as áreas deformadas

SINAIS E SINTOMAS

  • Sensibilidade na área da lesão

  • Lacerações, cortes, punções ou equimose

  • Dor associada ao movimento

  • Deformidade óbvia na coluna

  • Dormência, fraqueza, formigamento

  • Perda da sensibilidade ou paralisia

  • Incontinência urinária ou fecal

  • Comprometimento da respiração

ATENDIMENTO

  • Imobilizar cabeça, pescoço, costas e pelve

  • Ative o SEM

  • Desobstruir vias aéreas e respiração artificial sn

  • Impeça que a vítima movimente a cabeça:

  • . Coloque um objeto pesado dos 2 lados

  • . Ajoelhe-se com a cabeça da vítima presa entre seus joelhos

  • . Segure a vítima pelos ombros

Comentários