Material q geral

Material q geral

(Parte 4 de 7)

a) Hg, Li, Sn e Eu. b) Mg, W, K e Se c) Fe, Ga, Be e La. d) Na, Ba, La e Th. e) Cs, Ti, Ra e Ce.

14. Dos grupos de elementos químicos que compõem a tabela periódica, são semimetais (ou metalóides):

a) Ge, As e Sb. b) Be, Mg e Ca. c) B, Ai e Ga. d) Ar, Kr e Xe. e) P, Se e Sn.

15. Seja um elemento químico representado pela nota­ção 16X. Com relação ao elemento dado, consulte a classificação periódica dos elementos químicos e assinale a(s) proposi­ção(ões) correta(s).

01. Sabe-se que ocupa o terceiro período da classificação e seu nome é oxigênio.

02. Sua configuração eletrônica fundamental é 1s. - 2s. - 2p4.

04. Seu estado físico é gasoso. .

08. É classificado como um metal alcalino-terroso.

16. Considerando os elementos N, Se, F, é o Se o elemento que tem propriedades químicas mais semelhantes às de 16X.

16. Indique o calcogênio de maior número atômico.

17. Faça a associação correta:

I. Metais alcalinos A. Grupo O = 18

II. Metais alcalino-terrosos B. Grupo VIIA = 17

III. Calcogênios C. Grupo VIA = 16

IV. Halogênios D. Grupo VA = 15

V. Familia do carbono E. Grupo IVA = 14

VI. Familia do nitrogênio F. Grupo IA = 1

VII. Gases nobres G. Grupo IIA = 2

18. Faça a associação entre as famílias e a configuração eletrô­nica das respectivas camadas de valência:

I. Metais alcalinos A. ns2 np5

II. Metais alcalino-terrosos B. ns2 np6

III. Familia do carbono C. ns2 np2

IV. Familia do nitrogênio D. ns2 np4

V. Calcogênios E. ns1

VI. Halogênios F. ns2 np3

VII. Gases nobres G. ns2

19. Faça a associação seguinte:

I. Metais alcalinos A. P; As; Sb.

II. Metais alcalino-terrosos B. Si; Ge. .

III. Calcogênios C. He; Ne; Ar; Kr; Xe.

IV. Halogênios D. Mg; Ca; Sr; Ba

V. Familia do carbono E. Li; Na; K; Rb; Cs.

VI. Familia do nitrogênio F. O; S; Se; Te.

VII. Gases nobres G. F; Cl;Br; I.

20. Indique a família e o período dos seguintes elementos:

12A; 15B; 19C.

21. Os elementos químicos prestam-se a inúmeras apli­cações relacionadas ao nosso cotidiano. Para se montar, por exemplo, uma célula fotoelétrica - dispositivo capaz de gerar uma corrente ou tensão elétrica, quando excitado por luz, são utilizados, para constituir o ânodo, metais como o rubídio (Rb) e o césio (Cs), sobre os quais a luz incidirá.

A utilização desses elementos está no fato de apresenta­rem:

a) pequenos raios atômicos. b) elevados potenciais de ionização.

c) elevada eletroafinidade. d) elevada eletronegatividade.

e) baixos potenciais de ionização.

22. Os elementos químicos A, B e C apresentam poten­ciais de ionização aproximadamente iguais a 24,6 e.V. (A), 21,6 e.V. (B) e 15,8 e.V. (C). Esses elementos A, B e C po­dem ser, respectivamente,

a) He, Ne, Ar. b) K, Na, Li. c) Li, Be, B. d) I, Br, Cl . e) Si, Ge, C.

23. A presença da cianobactéria "Microcystis" em um copo d'água é indesejável, pois, além de ser um sinal de eutrofização, ela libera substâncias tóxicas ao ser humano, o que faz com que o tratamento da água seja bastante dis­pendioso. Por outro lado, numa determinada pesquisa, foi verificado que a "Microcystis" retira metais pesados da água e, quanto maior a eletronegatividade do metal estudado, maior foi a capacidade de absorção deste pela cianobactéria.

Considerando os dados acima, assinale a alternativa que indica o número atômico do metal estudado que apresentou a maior capacidade de absorção pela cianobactéria.

a) Z = 29 b) Z = 23 c) Z = 27 d) Z = 21 e) Z = 25

24. Indique a(s) alternativa(s) correta(s).

01) Na tabela periódica, as famílias 1 ou IA, 2 ou IIA, 17 ou VIIA são conhecidas como alcalinos, alcalino-terrosos e calcogênios, respectivamente.

02) Os átomos 1H, 2H e 3H são isótopos e conhecidos como hidrogênio ou prótio, deutério e trítio, respectivamente.

04) Sublimação é a passagem direta do estado sólido para o gasoso e vice-versa.

08) Na tabela periódica, os elementos químicos são agru­pados em ordem crescente de número atômico, obser­vando-se a repetição periódica de várias propriedades.

16) Os íons 13J3+ e 9G1-, com seus respectivos números atômi­cos, possuem a distribuição eletrônica de um gás nobre.

32) Na tabela periódica, de modo geral, a eletronegatividade aumenta de baixo para cima nas famílias; aumenta da esquerda para a direita nos períodos e a eletroafinidade varia da mesma forma.

25. Considere as afirmações abaixo sobre os elemen­tos da família 1 da tabela periódica:

I. São conhecidos como metais alcalino-terrosos.

II. A afinidade eletrônica aumenta com o aumento do núme­ro atômico.

III. O raio atômico cresce com o aumento do número atômico.

IV. O potencial de ionização diminui com o aumento do nú­mero atômico.

Dentre as afirmativas, são verdadeiras:

a) I e III. b) II e IV. c) I e IV. d) III e IV e) II e III.

LIGAÇÕES QUÍMICAS

Introdução

Na natureza, todos os sistemas tendem a adquirir a maior estabilidade possível. Os átomos ligam-se uns aos outros para aumentar a sua estabilidade. Assim, um dos aspectos mais intrigantes da química é o estudo das forças que agem entre os átomos para que os mesmos possam alcançar uma maior estabilidade. Essas forças unem os átomos formando moléculas, agrupamentos de átomos ou sólidos iônicos. Em nosso estudo, focalizaremos duas forças de interação mais fortes, a ligação iônica e a ligação covalente.

É importante salientar que a maioria das ligações não é 100% covalente, isto é, a maioria possui características intermediárias.

Os átomos dos gases nobres são os únicos que possuem a camada da valência completa, isto é, com oito elétrons (ou dois, no caso da camada K). Assim, a saturação da camada da valência com oito elétrons (ou dois, no caso da camada K) aumenta a estabilidade do átomo.

Valência é o poder de combinação dos elementos. O conceito de valência foi criado por Berzelius, em 1820.

A configuração eletrônica com a camada da valência completa é chamada configuração estável. Os átomos dos gases nobres são os únicos que já têm a camada da valência completa.

Teoria do Octeto

Os átomos dos elementos ligam-se uns aos outros na tentativa de completar a camada da valência de seus átomos. Isso pode ser conseguido de diversas maneiras, dando origem aos diversos tipos de ligações químicas.

Ligação Iônica ou Eletrovalente

(Parte 4 de 7)

Comentários