Atendimento às Vítimas de Violência

Atendimento às Vítimas de Violência

Atendimento às Vítimas de Violência

  • Prof. Sabine

  • Especialista em Educação para Enfermagem e Docência do Ensino Superior

  • Unis-MG.

Contra a Criança e Adolescente

  • Contra a Criança e Adolescente

Síndrome Do Bebê Sacudido

  • Síndrome Do Bebê Sacudido

  • São lesões cerebrais resultantes de agitações vigorosas de um lactente ou criança jovem atingindo tórax, ombros ou extremidades, causando aceleração rotacional craniana extrema. É caracterizada por hemorragias intracranianas e intra-oculares sem trauma externo evidente. Casos críticos podem resultar em morte.

Síndrome da Criança Espancada

  • Síndrome da Criança Espancada

  • "Quadro de fraturas múltiplas,com equimoses e hematomas generalizados,

  • lesões cerebromeníngeas, paralisias,

  • hemorragias oculares, fontanelas tensas, convulsões, deformações ósseas (dos dedos, das vértebras lombares) com freqüentes repercussões sobre o estado geral da criança e que constitui uma causa freqüente de invalidez permanente e de morte."

Síndrome de MUNCHAUSEN

  • Síndrome de MUNCHAUSEN

  • É uma doença psiquiátrica em que o paciente, de forma compulsiva, deliberada e contínua, causa, provoca ou simula sintomas de doenças, sem que haja uma vantagem óbvia para tal atitude que não seja a de obter cuidados médicos e de enfermagem. Na Síndrome de Münchhausen, a pessoa afetada exagera ou cria sintomas nela mesma para ganhar atenção, tratamento e simpatia

  • Contra a mulher

“A violência contra a mulher é “qualquer ato ou conduta baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto na esfera pública como na esfera privada”

  • “A violência contra a mulher é “qualquer ato ou conduta baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto na esfera pública como na esfera privada”

  • (Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher, adotada pela OEA em 1994).

Violência de gênero - violência sofrida pelo fato de se ser mulher, sem distinção de raça, classe social, religião, idade ou qualquer outra condição, produto de um sistema social que subordina o sexo feminino.

  • Violência de gênero - violência sofrida pelo fato de se ser mulher, sem distinção de raça, classe social, religião, idade ou qualquer outra condição, produto de um sistema social que subordina o sexo feminino.

Violência moral - ação destinada a caluniar, difamar ou injuriar a honra ou a reputação da mulher.

  • Violência moral - ação destinada a caluniar, difamar ou injuriar a honra ou a reputação da mulher.

Ameaça: intimidação, através de palavras ou gestos, indicando a intenção de fazer algum mal.

  • Ameaça: intimidação, através de palavras ou gestos, indicando a intenção de fazer algum mal.

  • Calúnia: falsa acusação de crime

  • Difamação: ofensa contra a honra, na presença de outras pessoas.

  • Injúria: ofensa, sem a presença de testemunhas.

Violência psicológica - ação ou omissão destinada a degradar ou controlar as ações, comportamentos, crenças e decisões de outra pessoa por meio de intimidação, manipulação, ameaça direta ou indireta, humilhação, isolamento ou qualquer outra conduta que implique prejuízo à saúde psicológica, à autodeterminação ou ao desenvolvimento pessoal.

  • Violência psicológica - ação ou omissão destinada a degradar ou controlar as ações, comportamentos, crenças e decisões de outra pessoa por meio de intimidação, manipulação, ameaça direta ou indireta, humilhação, isolamento ou qualquer outra conduta que implique prejuízo à saúde psicológica, à autodeterminação ou ao desenvolvimento pessoal.

Violência sexual - acão que obriga uma pessoa a manter contato sexual, físico ou verbal, ou a participar de outras relações sexuais com uso da força, intimidação, coerção, chantagem, suborno, manipulação, ameaça ou qualquer outro mecanismo que anule ou limite a vontade pessoal. Considera-se como violência sexual também o fato de o agressor obrigar a vítima a realizar alguns desses atos com terceiros.

  • Violência sexual - acão que obriga uma pessoa a manter contato sexual, físico ou verbal, ou a participar de outras relações sexuais com uso da força, intimidação, coerção, chantagem, suborno, manipulação, ameaça ou qualquer outro mecanismo que anule ou limite a vontade pessoal. Considera-se como violência sexual também o fato de o agressor obrigar a vítima a realizar alguns desses atos com terceiros.

Consta do Código Penal Brasileiro que a violência sexual pode ser caracterizada de forma física, psicológica ou com ameaça, compreendendo o estupro, a tentativa de estupro, o atentado violento ao pudor e o ato obsceno.

  • Consta do Código Penal Brasileiro que a violência sexual pode ser caracterizada de forma física, psicológica ou com ameaça, compreendendo o estupro, a tentativa de estupro, o atentado violento ao pudor e o ato obsceno.

Estupro: relação sexual forçada por meio de violência ou ameaça (relações sexuais forçadas entre: marido e mulher; com deficiente mental; menores de 14 anos também são consideradas estupro).

  • Estupro: relação sexual forçada por meio de violência ou ameaça (relações sexuais forçadas entre: marido e mulher; com deficiente mental; menores de 14 anos também são consideradas estupro).

  • Atentado violento ao pudor: contato íntimo forçado, sem relação sexual.

LEI Nº 11.340, DE 7 DE AGOSTO DE 2006. LEI MARIA DA PENHA

  • OBJETIVO DA LEI: coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Papel do profissional Enfermeiro no atendimento de emergência.

  • Priorizar o atendimento

  • Acolher

  • Confortar

  • Realizar procedimentos de enfermagem

  • Solicitar BO

  • Solicitar Psicólogo

  • Encaminhar demais procedimentos

  • Acionar conselho tutelar se caso criança ou adolescente.

  • Orientar vítima e equipe

  • Conscientizar.

Comentários