Sistematização da assistência de enfermagem

Sistematização da assistência de enfermagem

SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

  • PROF. SABINE/UNIS.MG

Método de Organização das Ações

  • Método de Organização das Ações

  • Resolução COFEN – 272/2002

    • Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE – nas instituições de Saúde Brasileiras

PROCESSO DE ENFERMAGEM

  • PROCESSO DE ENFERMAGEM

  • CONCEITO - HOJE

  • O Processo de Enfermagem é uma forma SISTEMÁTICA e DINÂMICA de prestar os cuidados de enfermagem.

História do Processo de Enfermagem

  • Florence Nightingale

    • Medidas de alivio e higiene
    •  Identidade profissional

Processo de Enfermagem

  • 1937 - Henderson - Plano de cuidados individualizado

  • Década de 50

    • Lydia Hall, refere-se a enfermagem como um processo e que a enfermeira atua com o paciente para o paciente. Abordando a questão da “qualidade do cuidado”.
    • O termo Diagnóstico de Enfermagem é introduzido por Vera Fry.
  • Década de 60

    • Ênfase nos aspectos interpessoais
    • Primeiro livro texto que descrevia o processo de enfermagem em quatro fases:
    • histórico, planejamento, implementação e avaliação.

Processo de Enfermagem

  • Década de 70

    • Utilização do processo de enfermagem dos EUA - Marco conceitual.
    • Processo de enfermagem utilizado por teoristas de enfermagem.
    • Conhecimento das teorias são aplicados na prática profissional

Processo de Enfermagem

  • Ainda Década de 70

  • BRASIL – Wanda Aguiar Horta

  • Processo de Enfermagem – 6 fases

  • Histórico

  • Diagnóstico

  • Plano Assistencial

  • Evolução de Enfermagem

  • Prognóstico

Processo de Enfermagem

  • Década de 80

    • Taxonomia – proposta North American Nursing Diagnoses Association (NANDA)
    • Lei do exercício profissional de enfermagem (1986)
    • Prescrição de enfermagem é atribuição privativa do enfermeiro.

Processo de Enfermagem

  • Final de 80

  • Preocupação maior dos Enfermeiros Brasileiros com o aprendizado do Processo de Enfermagem

  • Década de 90

    • Enfoque no Diagnóstico de enfermagem

Processo de Enfermagem

O processo de enfermagem representa um instrumento no planejamento e execução dos cuidados de enfermagem;

  • O processo de enfermagem representa um instrumento no planejamento e execução dos cuidados de enfermagem;

  • É um método usado por enfermeiros para coletar dados, planejar, implementar e avaliar o cuidado;

  • Requer habilidades especiais de coleta de dados, entrevista, de comunicação, bem como, a capacidade de agrupar informações, identificar objetivos e os meios para alcançá-los;

  • Etapas ou fases.

SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

PENSAMENTO x PENSAMENTO CRÍTICO

  • Método organizado

Habilidades da Reflexão Crítica

  • Pensar ativamente valendo-se da inteligência, conhecimento e habilidade, próprios para responder às questões.

  • Explorar cuidadosamente as situações por meio de perguntas e tentativas para responder às questões relevantes.

  • Pensar independentemente pelo exame criterioso das várias idéias e pelo estabelecimento de conclusões fundamentadas.

  • Observar as situações por diferentes prismas, visando desenvolver uma compreensão profunda e integrada.

  • Discutir as idéias de uma forma organizada para trocar e aprofundar conceitos com outros.

  • Miller M A; Babcock, D E Critical thinking applied to nursing - 1996

COMPETÊNCIAS PARA O RACIOCÍNIO CRÍTICO

Dimensões:

  • Dimensões:

    • Propósito(prestar cuidado individualizado)
    • Propriedades:
      • Sistemático
      • Dinâmico
      • Interativo
      • Flexível
      • Humanizado
      • Dirigido a resultados
      • Baseado em teorias

1 - Propósito:

  • 1 - Propósito:

  • É oferecer uma estrutura na qual as necessidades do cliente, família e comunidade sejam satisfeitas.

2 - ORGANIZAÇÃO:

  • 2 - ORGANIZAÇÃO:

      • HISTÓRICO
      • DIAGNÓSTICO
      • PLANIJAMENTO
      • IMPLEMENTAÇÃO
      • AVALIAÇÃO

HISTÓRICO

    • HISTÓRICO
      • É a coleta de informações referente ao cliente, família e comunidade, com o propósito de identificar as necessidades, problemas, preocupações ou reações humanas do cliente.

DEFINIÇÃO

  • Diagnóstico de enfermagem é um julgamento clínico das respostas do indivíduo, da família ou da comunidade aos processos vitais ou aos problemas de saúde atuais ou potenciais, os quais fornecem a base para a seleção das intervenções de enfermagem, para atingir resultados pelos quais a enfermeira é responsável. 

  • (NANDA, 1990)

DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM REAL

  • Descreve respostas humanas a condições de saúde/processos vitais que existem em um indivíduo, família ou comunidade. É sustentado pelas características definidoras (manifestações, sinais e sintomas) que se agrupa em padrões de sugestões ou inferências relacionadas.

DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM DE RISCO

  • Descreve respostas humanas a condições de saúde/processos vitais que podem desenvolver-se em um indivíduo, família ou comunidade vulneráveis. É sustentado por fatores de risco que contribuem para uma vulnerabilidade aumentada.

COMPONENTES DE UM DIAGNÓSTICO

  • TÍTULO: estabelece um nome para um diagnóstico.

  • DEFINIÇÃO: estabelece uma descrição clara e precisa; delineia seu significado e ajuda a diferenciá-lo de diagnósticos similares.

  • CARACTERÍSTICAS DEFINIDORAS: sugestões/inferências observáveis que se agrupam como manifestações de um diagnóstico de enfermagem real ou de bem-estar.

COMPONENTES DE UM DIAGNÓSTICO

  • FATORES DE RISCO: fatores ambientais e elementos fisiológicos, psicológicos, genéticos ou químicos que aumentam a vulnerabilidade de um indivíduo, família ou comunidade a um evento insalubre.

  • FATORES RELACIONADOS: fatores que aparecem para mostrar algum tipo de relacionamento padronizado com o diagnóstico de enfermagem. Tais fatores podem ser descritos como antecedentes a, associados com, relacionados a , contribuintes para ou estimuladores.

DIAGNÓSTICO REAL

DIAGNÓSTICO RISCO

Classificação dos Fenômenos de Enfermagem Diagnóstico/teorias de enfermagem

  • Fenômenos de enfermagem: aspectos da saúde relevantes à prática de enfermagem.

  • Diagnóstico de enfermagem: nome dado por um enfermeiro(a) a uma decisão sobre um fenômeno que é o foco da intervenção de enfermagem. Um diagnóstico é composto de conceitos que estão incluídos nos eixos da Classificação dos Fenômenos.

Classificação dos Resultados de Enfermagem

  • Resultado de enfermagem:

  • Medida ou estado de um diagnóstico de enfermagem em um determinado período, após a intervenção de enfermagem.

Classificação das Ações de Enfermagem

  • Ações de enfermagem: comportamentos desempenhados pelos enfermeiros na prática.

  • Intervenções de enfermagem: ações realizadas em resposta a um diagnstico de enfermagem com a finalidade de produzir um resultado de enfermagem. A intervenção de enfermagem é composta de conceitos presentes nos eixos da Classificação das Ações.

PLANEJAMENTO

    • PLANEJAMENTO
      • São estratégias para prevenir, minimizar ou corrigir os problemas identificados no processo de enfermagem.

IMPLEMENTAÇÃO

    • IMPLEMENTAÇÃO
      • É o início e a conclusão das ações necessárias à consecução dos resultados, definidos durante o estágio de planejamento.

Inervenções de Enfermagem

  • Dependentes

  • Independentes

  • Interdependentes

AVALIAÇÃO

    • AVALIAÇÃO
      • Determina o quanto as metas de cuidados foram alcançadas

Coleta de Dados

  • Tipos de Dados

    • Subjetivos
    • Objetivos
    • Históricos
    • Atuais

Coleta de Dados

  • Fonte dos Dados

Métodos de Coleta de Dados

  • Entrevista

      • Introdução
      • Corpo
      • Fechamento
    • Fatores que Afetam a Entrevista
      • Ambientais
      • Técnica de Entrevista
      • Comunicação Verbal e Não-Verbal

Técnicas

  • Técnicas

      • Inspeção
      • Palpação
      • Percussão
      • Ausculta

Métodos de Exame

  • Métodos de Exame

      • Da Cabeça aos Pés
      • Sistemas Principais do Corpo
      • Padrões Funcionais de Saúde

Documentação

  • Objetivo, sem preconceito, valor, julgamento ou opinião pessoal;

  • Descrição ou interpretação de dados objetivos deve ter apoio de observações específicas;

  • Devem ser evitadas generalizações (bom, regular, normal e etc.)

Documentação

  • Os achados devem ser descritos de modo mais completo possível o que inclui a definição de características como tamanho e forma;

  • Documentar os dados de modo claro e conciso;

  • Escrever de modo legível com tinta indelével;

  • Registro deve estar gramatical e foneticamente corretos.

Processo de Enfermagem

    • “É a partir do processo de enfermagem que a profissão atinge a maioridade, porém, a autonomia profissional só será adquirida no momento em que toda classe passar a utilizar essa metodologia científica em suas ações.”
    • Wanda Horta, 1979

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrões funcionais de Gordon

TEORIAS E PROCESSO II

  • Percepção de saúde / gerenciamento de saúde:

  • Saúde geral

  • Práticas de saúde

  • Preocupações a respeito da doença

  • Responsabilidade pela restauração e manutenção da saúde.

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão nutricional e metabólico:

  • Ingestão diária de alimento e líquido;

  • Perda ou ganho de peso

  • Apetite

  • Restrições da dieta

  • Potencial de lesões ou feridas na pele

  • Condição ou estado corporal geral

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão de eliminação:

  • Padrão ou problema de eliminação intestinal;

  • Padrão ou problema de eliminação urinária;

  • Padrão ou problema de sudorese.

TEORIAS E PROCESSO II

  • Atividade e padrão de exercício:

  • Nível de energia

  • Padrão de exercício

  • Capacidade percebida de:

  • Banho, mobilidade no leito, tarefas domésticas, vestir-se, alimentar-se mobilidade geral, arrumar-se, higiene corporal

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão de sono e repouso:

  • Problemas do sono

  • Descanso ou não depois de dormir

  • Uso de auxílios para dormir

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão cognitivo e perceptivo:

  • Estado sensorial: visual, auditivo, olfatório, tátil, gustativo

  • Memória

  • Inteligência

  • Dor ou desconforto

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão de autopercepção e autoconceito:

  • Sentimentos sobre si próprio

  • Imagem corporal

  • Auto-estima

  • Estado emocional

TEORIAS E PROCESSO II

  • Papel e padrão de relacionamento:

  • Família e outras pessoas significativas

  • Comunicação

  • Papel e responsabilidades na família e sociedade

  • Finanças

TEORIAS E PROCESSO II

  • Sexualidade e padrão reprodutivo:

  • Relações sexuais

  • satisfação ou insatisfação sexual

  • Uso de contraceptivos e probemas

  • História reprodutiva e menstrual

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão de tolerância ao estresse:

  • Estressores

  • Mecanismos de resolução do estresse

  • Alterações de vida importantes

  • Gerenciamento do problema

TEORIAS E PROCESSO II

  • Padrão de valores e crenças:

  • Satisfação ou não com a vida

  • Referência à crença religiosa.

Comentários