Esquistossomose mansonica

Esquistossomose mansonica

Esquistossomose mansonica

  • Agente etiológico: Schistossoma mansoni Veio para o Brasil com os escravos,achando aqui condições ambientais favoráveis e bom H.I.,encontrado em SC,MG,SP,RJ. É um parasita sanguínea que habita o sistema mesentério do homem,podendo viver uns 30 anos.

  • Conhecida como Xistose, Barriga d’água,Mal do caramujo.

  • Qualquer pessoa,independente da idade,sexo,cor pode contrair a doença,principalmente de baixa renda.

Hospedeiros

  • Hospedeiro Intermediário: Caramujo do gênero Biomphalaria. É hermafrodita ,daí a dificuldade de combate da doença ,apenas um caramujo é capaz de reconstituir em 6 meses toda a população.

  • Hospedeiro Definitivo:Homem.

  • O verme pode tb. Penetrar em animais como bovinos, algumas espécies de roedores silvestres e primatas.

Morfologia

  • É um trematódio caracterizado por ter sexos separados.

  • Macho: Mede cerca de 1.0 cm. Esbranquiçado.

  • Seu tegumento é coberto por tubérculos

  • Corpo cilíndrico dividido em 2 porções:

  • => Anterior: Ventosa oral e ventral

  • => Posterior: Canal ginecóforo.

Fêmea: Maior que o macho: 1,5 a 2,0 cm.

  • Fêmea: Maior que o macho: 1,5 a 2,0 cm.

  • Esbranquiçada.Tegumento liso

  • Na metade da p. anterior: Ventosa oral e ventral.

  • Porção Posterior: vulva,útero,e ovário.

  • Ovo: Grande,cerca de 150 x80 micras.

  • Sem opérculo e com espículo voltado para trás e para fora. Duas membranas.

  • Quando maduro: apresenta o miracídio.

Miracídio: Recoberto por cílios.

  • Miracídio: Recoberto por cílios.

  • E. anterior: Terebratorium=>sensor

  • Glândula de penetração.

  • Glândula de adesão.

  • E. posterior: Céls. Germinativas.

  • Esporocisto:É o miracídio sem cílios quando penetra no caramujo.

  • Cercária:Dividida em 2 partes: Cauda bifurcada.

Transmissão e Habitat

  • Pela penetração ativa das cercárias (sem a cauda) pela pele e mucosa. Comum pelo pé entre 10 e 16 horas.

  • HABITAT: Cercaria-> pele-> Esquistossômulo-> vaso cutâneo-> circulação -> coração e pulmões-> Uma semana-> Sistema porta intra-hepático. (plexo mesentério inferior).

Patogenia

  • No quadro da esquistossomose,a maioria dos pacientes são assintomáticos.

  • A patogenia está ligada a vários fatores,como cepa do parasito,carga,idade,nutrição,imunidade.

  • É uma doença resultante da reação inflamatória dos ovos nos tecidos e que,diariamente,cada casal pode levar à formação de 200 granulomas.

  • Quando apresentam sintomas,podem ser detectadas até 4 formas clínicas.

Formas Clínicas

  • 1- Forma Toxêmica: Corresponde à fase de instalação de parasita.

  • A) Fase Cutânea => penetração das cercárias(esquistossômulos)  Dermatite Cercariana .

  • B) Fase Pulmonar => Esquistossômulos migram pelos vaso coração direito pulmões. Nesta fase não existem ainda macho e fêmea adulta. Logo não há presença de ovos.Sintomas pela hipersensibilidade: Tosse,febre,eosinofilia,etc.

  • 2) Forma Intestinal: Crises de diarréia (mucosanguinolenta ou não),dores abdominais. Cerca do sexto dia.

  • 3)Forma Hepatointestinal: (18 dias).

  • Início do comprometimento hepático.Trata-se de uma forma intermediária entre a forma intestinal e a hepatoesplênica.

  • 4) Forma Hepatoesplênica:

  • Ovos (granulomas) obstruindo o fluxo venoso no sistema porta hipertensão porta hepatosplenomegalia ascite varizes esofagianas,etc.

  • Anemia: o V.A. espolia o hospedeiro,consumindo 2,5 mg de ferro/dia.

  • Localizações Ectópicas: Paralisias,insuficiência cardíaca,problemas cerebrais,etc.

Diagnóstico

  • Clínico=> Levar em conta a fase da doença: Pré-postural,postural,ou crônica. Detalhada anamnese.

  • Laboratorial=>

  • 1) Métodos de demonstração do parasita:

  • a . Exame parasitológico de fezes

  • b. Biópsia

  • 2) Métodos imunológicos

Tratamento

  • Praziquantel 50 mg (25 mg/kg em 2x)

  • Oxamniquina em dose única para adultos (15mg/kg)

  • Oxamniquina em 2 vezes para crianças(10mg/kg)

Profilaxia

  • Tratamento da população

  • Saneamento básico

  • Combate aos caramujos transmissores

  • Educação sanitária

  • Cercaricidas de uso tópico (discutido)

Distribuição Geográfica

Epidemiologia

  • Endemia de expansão geográfica

  • Sobrevida dos parasitas no homem: longa

  • Doença de notificação compulsória importante problema de saúde pública

Comentários