Promoção da Saúde e Prevenção das Doenças

Promoção da Saúde e Prevenção das Doenças

Promoção da Saúde e Prevenção das Doenças

Introdução

  • Antecedentes:

  • Winslow(1920)define Saúde Pública como:

  • A ciência e a arte de evitar doenças,prolongar a vida e desenvolver a saúde física,mental e a eficiência,através de esforços organizados da comunidade para o saneamento do meio ambiente,o controle das infecções na comunidade, a organização dos serviços médico e paramédicos para o diagnóstico precoce e o tratamento preventivo de doenças, e o aperfeiçoamento da máquina social que irá assegurar a cada indivíduo,dentro da comunidade ,um padrão de vida adequado à manutenção da saúde.

  • Leavel& Clark(1965) utilizam o conceito de Promoção da Saúde ao desenvolverem o modelo da história natural da doença comportando três níveis de prevenção.

  • Entretanto,verificou-se que o conceito de Leavel era inapropriado para as doenças crônicas não-transmissíveis,a promoção da saúde passou a associar-se a medidas preventivas sobre o ambiente físico e sobre os estilos de vida,não mais voltadas exclusivamente para indivíduos e famílias.

  • A Promoção da Saúde pode ser reunidas em dois grandes grupos:

  • 1- Atividades dirigidas à transformação dos comportamentos dos indivíduos,focando nos seus estilos de vida(família,comunidade)

  • Programas ou atividades de promoção da saúde :

  • * aleitamento materno,hábito de fumar,a dieta,as atividades físicas,a direção perigosa no trânsito,etc.

  • 2- Saúde é produto de vários fatores relacionados com a qualidade de vida e suas atividades e os programas são voltados ao coletivo de indivíduos e ao ambiente:

  • * alimentação e nutrição,habitação e saneamento,boas condições de trabalho,educação,apoio social para famílias .

  • “Informe Lalonde”(maio 1974): elaborado pelo Ministro da Saúde do Canadá,foi primeiro documento oficial a usar o termo Promoção da Saúde. Estabeleceu um primeiro passo na definição de um novo paradigma em Saúde.

  • Decomposição do campo da Saúde em quatro componentes:

  • 1- Biologia Humanainclui todos os fatores relacionados à saúde,tanto física como mental,que se manifestam no organismo como conseqüência da biologia fundamental do ser humano e da constituição orgânica do indivíduo.

  • 2- Ambienteinclui fatores externos ao organismo humano e sobre os quais a pessoa tem pouco ou nenhum controle.

  • 3- Estilo de Vidadecisões tomadas pelo indivíduo.

  • 4- Organização da Assistência a Saúdequantidade,qualidade,

  • índole e relações entre as pessoas e os recursos na prestação da atenção à saúde.

  • Em 1978, a OMS,convocou,em colaboração com o UNICEF, a I Conferência Internacional sobre os Cuidados Primários de Saúde (Alma-Ata) “Saúde para todos no Ano 2000”e recomendou a adoção de 8 elementos essenciais:

  • 1. Educação dirigida aos problemas de Saúde prevalentes e métodos para sua prevenção e controle

  • 2. Promoção do suprimento de alimentos e nutrição adequada;

  • 3. Abastecimento de água e saneamento básico apropriados;

  • 4. Atenção materno-infantil,incluindo o planejamento familiar;

  • 5. Imunização contra as principais doenças infecciosas;

  • 6. Prevenção e controle de doenças endêmicas;

  • 7. Tratamento apropriado de doenças comuns e acidentes;

  • 8. Distribuição de medicamentos básicos.

  • A partir de 1980, o Ministério da Saúde do Canadá e o Escritório da OMS na Europa passaram a desenvolver uma produtiva cooperação no desenvolvimento de conceitos e práticas em Promoção da Saúde,que culminou com a I Conferência Internacional sobre Promoção da SaúdeOttawa/Canadá (1986).

  • Carta de Ottawadefine promoção da saúde como”o processo de capacitação da comunidade para atuar na melhoria da sua qualidade de vida e saúde incluindo uma maior participação no controle deste processo”.

  • A Carta de Ottawa propõe cinco campos centrais de ação:

  • * elaboração e implementação de políticas públicas saudáveis;

  • * criação de ambientes favoráveis à saúde;

  • * reforço da ação comunitária;

  • * desenvolvimento de habilidades pessoais;

  • * reorientação do sistema de saúde.

  • Desde de sua divulgação,tem sido o principal marco de referência da promoção da saúde em todo o mundo

  • Segundo a Carta de Ottawa,as três estratégias fundamentais são:

  • 1- Defesa da causalutar para que fatores políticos,econômicos,sociais,ambientais,comportamentais e biológicos,sejam cada vez mais favoráveis à saúde.

  • 2- Capacitaçãopermitir que as pessoas tenham oportunidade e meios para conhecer e controlar os fatores determinantes da sua saúde,como:ambientes favoráveis,informação habilidade para viver melhor,escolhas mais saudáveis.

  • 3- Mediaçãoresponsabilidade dos grupos sociais e do pessoal de saúde,em mediar os diferentes interesses,existentes na sociedade.

  • II Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde e a Declaração de Adelaide (1988)

  • Identifica quatro áreas prioritárias para promover ações imediatas em políticas públicas saudáveis:

  • * apoio à saúde da mulher;

  • * alimentação e nutrição;

  • * tabaco e álcool;

  • * criação de ambientes favoráveis.

  • III Conferência Internacional e a Declaração de Sunsval/Suécia (1991)

  • Enfoque para a interdependência entre saúde e ambiente,convocando as pessoas, as organizações e os governos,em todas as partes do mundo a se engajarem ativamente no desenvolvimento de ambientes-físico,sociais,econômicos e políticos-mais favoráveis à saúde.

  • São ressaltadas as desigualdades sociais e em saúde,bem como a pobreza,acrescentando agora “o ambiente degradado,tanto nas zonas rurais como urbanas”.

  • III Conferência Internacional e a Declaração de Jakarta

  • Enfatiza o surgimento de novos determinantes da saúde,destacando os fatores,transnacionais:a integração da economia global,os mercados financeiros e o comércio,o acesso aos meios de comunicação,assim como a contínua degradação ambiental.

  • Participação popular,com acesso à educação e à informação.

  • Foram definidas cinco prioridades para o campo da promoção da saúde.

  • 1)- promover a responsabilidade social com a saúdeapelo por políticas públicas saudáveis,mas também procurando responsabilizar o setor privado.

  • 2)- aumentar os investimentos no desenvolvimento da saúde educação,moradia...

  • 3)- consolidar e expandir parcerias para a saúde.

  • 4)- assegurar uma infra-estrutura para as promoção da saúdeescolas,ambientes de trabalho.

  • 5)- aumentar a capacidade da comunidade e fortalecer os indivíduoseducação,capacitação

História Natural da Doença

  • CONCEITO é o nome dado ao conjuntos de processos que compreendem as “inter-relações do agente,do suscetível e do meio ambiente que afetam o processo global e seu desenvolvimento,desde as primeiras forças que criam o estímulo patológico no meio ambiente,ou em qualquer outro lugar,passando pela resposta do homem ao estímulo,até as alterações que levam a um defeito,invalidez,recuperação ou morte”

  • (Leavel&Clark,1976)

  • Dois períodos seqüenciados: * epidemiológico

  • * patológico

  • Epidemiológico relações suscetível-ambienteonde ocorrem as pré-condições.

  • Patológico modificações que se passam no organismo vivode forma progressiva,uma série de alterações bioquímicas,fisiológicas e histológicas.

  • O homem se faz presente em todas as etapas:

  • Geradorcondições sócio-econômicas,anomalias ecológicas(agentes etiológicos)

  • Vítima do contexto de agressão à saúde por ele favorecido.

Período de Pré-Patogênese

  • É o período epidemiológico,envolvendo as relações entre os agentes etiológicos,o suscetível e outros fatores ambientais.

  • Podem ocorrer situações de mínimo risco como as de máximo,dependendo dos fatores presentes e da forma como se estruturam.Ex: ricos adoeceram de cólera

  • usuários de drogas injetáveis em coletivo,adquirirem o HIV.

  • Determinado por vários fatores:sociais,ambientais,genéticos.

  • Fatores Sociais conjunto de todos os fatores que não podem ser classificados como componentes genéticos ou agressores físicos químicos ou biológicos.

  • Podem ser agrupados em:

  • A) Sócio-econômicoscertos tipos de doenças é elevada nos grupos economicamente desprivilegiados,os pobres.

  • *são duas ou três vezes mais propensos a enfermidade graves;

  • *permanecem doentes mais amiúde;

  • *morrem mais jovens;

  • *crianças de baixo peso;

  • *taxa de mortalidade infantil alta.

  • Desnutrição,parasitoses intestinais,nanismo são comuns

  • B)- Sociopolíticosdevem ser fortemente considerados.São: * instrumentação jurídico-legal;

  • * decisão política;

  • * higidez política;

  • * participação consentida e valorização da cidadania;

  • * participação da comunidade

  • * transparência das ações e acesso à informação.

  • C)-Socioculturaispreconceito, crendices,hábitos culturais,comportamento e valores.

  • Ex: hábito de defecarxistoseendemicidade alimentada pela pobreza crônica.

  • D)-Psicossociais marginalidade,famílias desajustadas,stress,promiscuidade, transtornos econômicos,falta de cuidado maternos na infância,competição desenfreada,agressividade,desemprego.

  • Fatores Ambientaissão inseridos em três categorias:

  • a) agentes presentes no ambiente de forma habitual

  • b) agentes pouco comuns,que por uma situação como maneira de viver, manipular, modificam estes agentes.(epidemia)

  • c) agentes que explodem em situações anormais,como desastres naturais e as catástrofes.

  • São componentes do ambiente físico:solo,clima,recursos hídricos,situação geográfica,agentes químicos e físicos.

  • Fatores Genéticosdeterminam a maior ou menor suscetibilidade das pessoas,acometendo uns e outros não quando expostos à um patógeno externo,levando-se em conta a multifatorialidade.

Período de Patogênese

  • É a implantação e a evolução da doença.

  • Inicia-se com as primeiras ações que os agentes patogênicos exercem,seguidas das perturbações bioquímicas em nível celularna forma e funçãodefeitos permanentes,cronicidade, morte ou cura.

  • Divide-se em 3 etapas: subclínica,prodrômica e clínica

  • São considerados quatro níveis de evolução da doença:

  • a)-Interação estímulo-suscetível

  • b)-Alterações bioquímicas,fisiológicas,e histológicas

  • c)-Sinais e sintomas

  • d)-Defeitos permanentes,cronicidade

  • A)- Interação estímulo-Suscetívelsem doença,mas com todos os fatores presentes para ocorrer.

  • Ex: má nutriçãobacilo da tuberculose

  • colesterol elevado doença coronariana.

  • B)- Alterações bioquímicas,histológicas e fisiológicas  doença implantada,embora sem manifestações clínicaspercebida através de exames clínicos ou laboratoriais.É chamado período de incubação ou “horizonte clínico”, e algumas doenças não passam desta faseregridem saúde.

  • C)- Sinais e Sintomas Acima do horizonte clínico os sinais iniciais da doença,ainda confusos,tornam-se nítidossintomas.

  • É o chamado estágio clínico.

  • A evolução da doença encaminha-se então para um desenlaceou curaou cronicidadeou invalidezou para morte.

  • D)- Cronicidadepode conduzir o doente a um estado de incapacidade física por tempo variável. Produzir lesões que serão porta de entrada para novas doenças

  • Da incapacidade temporáriapermanente

Prevenção

  • É abrangente, precisando de ações dos profissionais nas ações diretas e educativas, porém são necessárias ações coletivas, nas estruturas sócio-econômicas para que sejam eficientes as ações dos especialistas.

  • Profissional de saúde: prevenção a partir da conscientização.

  • É a ação antecipada para anular a evolução de uma doença.

  • Pode ser feita nos períodos de pré-patogênese e patogênese.

  • Deve-se conhecer os fatores relacionados com o agente,o suscetível e o meio ambiente,e com a evolução da doença no acometido.

  • È realizada em três níveis: primária,secundária e terciária.

Prevenção Primária

  • Se faz com a intercepção dos pré-patogênicos que inclui: a- promoção da saúde

  • b-proteção específica

  • A) Promoção da saúde: é feita através de medidas de ordem geral:

  • *moradia adequada

  • *escolas

  • *áreas de lazer

  • *alimentação adequada

  • *educação

  • B) Proteção Específica:

  • * imunização

  • * saúde ocupacional

  • * higiene pessoal e do lar

  • * aconselhamento genético

  • * Controle de vetores

Prevenção Secundária

  • É realizada no indivíduo, já sob a ação de agente patogênico,no estado de doença e inclui:

  • A) Diagnóstico e tratamento precoce:

  • * inquéritos de casos

  • * exames periódicos e individuaisdetecção precoce

  • * isolamento para evitar a propagação

  • * tratamento para evitar a progressão da doença.

  • B) Limitação da Incapacidade

  • * Evitar futuras complicações

  • * Evitar seqüelas.

Prevenção Terciária

  • Medidas destinadas à reabilitação

  • Processo de reeducação e readaptação de pessoas com defeitos após acidentes

  • Seqüelas das doenças

  • Ações de: * reabilitação(impedir a incapacidade total)

  • * fisioterapia

  • * terapia ocupacional

  • *emprego para o reabilitado

Comentários