Eletromagnetismo 4 . O GREF - Grupo de Reelaboração do Ensino de Física para o nível Médio

Eletromagnetismo 4 . O GREF - Grupo de Reelaboração do Ensino de Física para o...

(Parte 7 de 9)

Ao fazermos a aproximaçªo entre a extremidade lateral e o colchete, estabelecemos uma forte atraçªo elØtrica entre cargas de sinais opostos, que permite o movimento das cargas negativas atravØs do ar. Tais cargas ionizam as molØculas presentes no ar, que emitem luz ( a faísca).

Um pouco mais alØm

Cada carga possui seu campo elØtrico e a relaçªo entre os dois nªo pode ser modificada de nenhum modo. Com isso queremos dizer que a relaçªo entre uma carga e o seu campo nªo se modifica quando colocamos ou retiramos outras cargas elØtricas na mesma regiªo do espaço.

O campo elØtrico Ø uma grandeza vetorial e, portanto, deve ser caracterizado por intensidade, direçªo e sentido.

A intensidade do campo elØtrico de uma carga puntiforme* em repouso diminui com a distância.

A direçªo do campo de uma carga puntiforme Ø radial, ou seja, num determinado ponto o campo tem a direçªo da reta que une esse ponto à carga.

Essas duas características, intensidade e direçªo do campo elØtrico sªo as mesmas para cargas positivas e negativas. Entretanto, o sentido do campo elØtrico depende do tipo de carga considerado: para uma carga positiva o campo Ø radial e diverge da carga, e para uma negativa ele Ø radial e converge para ela.**

Qualquer carga tem o seu próprio campo elØtrico e desse modo a carga Q imersa no campo da carga q tambØm sofre a açªo desse campo. Isso explica a atraçªo ou a repulsªo entre dois corpos eletrizados.

Uma carga elØtrica possui sempre em torno de si um campo elØtrico. Esse campo Ø uma propriedade da carga. Ela sempre traz consigo seu campo , sendo impossível separÆ- los. Pode-se pensar no campo elØtrico como sendo uma parte real, mas nªo material de uma partícula carregada que a envolve, preenchendo todo o espaço que a circunda. O conceito de campo elØtrico podemos entender como sendo uma "aura" que envolve a carga elØtrica.

Nªo existe carga elØtrica sem campo. Por exemplo, quando damos "um puxªo" em uma carga fazemos com que ela se mova, o campo elØtrico tambØm Ø arrastado junto com a carga.O campo elØtrico de uma carga Ø eterno, sendo, por isso, incorreto pensar que uma carga emite campo elØtrico. Essa idØia pode ser melhor compreendida com uma comparaçªo entre um frasco de perfume e a carga elØtrica.

O sentido da força elØtrica sobre a carga q serÆ o mesmo do campo elØtrico se esta carga for do tipo positiva. Se a carga q for do tipo negativa, o sentido da força elØtrica sobre ela serÆ oposto ao campo elØtrico.

Quando uma outra carga elØtrica q Ø colocada no campo elØtrico criado por uma carga Q. o campo elØtrico criado pela carga Q atua sobre a carga q exercendo nela uma força F.

(nada a ver com MatusalØm)

**O sentido "convergente" ou "divergente" para o campo elØtrico das cargas positivas e negativas Ø mera convençªo.

*Uma carga Ø denominada puntiforme quando o objeto em que estÆ localizada possui dimensıes muito pequenas em relaçªo à distância que o separa de outros objetos.

A lei de Coulomb

O campo elØtrico de uma carga estÆ associado a sua "capacidade" de poder criar forças elØtricas sobre outras cargas elØtricas. Essa capacidade estÆ presente em torno de uma carga, independente de existirem ou nªo outras cargas em torno dela capazes de "sentir" esse campo.

O campo elØtrico E em um ponto P, criado por uma carga Q puntiforme em repouso, tem as seguintes características:

- a direçªo Ø dada pela reta que une o ponto P e a carga Q.

- o sentido de E aponta para P se Q Ø positiva; e no sentido oposto se Q Ø negativa.

- o módulo de E Ø dado

pela expressªo:E = K .

onde K Ø uma constante que no SI e vale:

A intensidade da força elØtrica entre duas cargas Q e q Ø dada pela expressªo que representa a lei de Coulomb;

onde d Ø a distância entre as cargas.

FK Qq

=

Quando uma carga elØtrica Q estÆ imersa num campo elØtrico E, o valor da força elØtrica que age sobre ela Ø dada por:

4. Podemos eletrizar um objeto neutro atravØs do atrito com outro objeto neutro, ou atravØs de um objeto carregado. É possível eletrizarmos um objeto sem atrito ou contato? Como?

Determinar a instensidade da força elØtrica: a) que C exerce em B b) resultante no corpo B

2. Determine a intensidade da força de repulsªo entre duas cargas iguais a 1C, que se encontram no vÆcuo, distanciadas em 1m.

3. TrŒs corpos com cargas elØtricas iguais sªo colocadas como indica a figura abaixo.A intensidade da força elØtrica que A exerce em B Ø de F = 3,0 . 10-6 N:

exercitando ...

1.Representar as forças elØtricas em cada situaçªo:

5. Analise o texto a seguir e diga se Ø verdadeiro ou falso:

"O fato de uma carga poder exercer força sobre a outra atravØs do campo estÆ de acordo com o princípio de açªo e reaçªo (3a lei de Newton). Segundo este princípio, podemos considerar as forças F e F’ como par de açªo e reaçªo que tem, portanto, o mesmo módulo, porØm sentidos opostos, alØm de estarem aplicados a corpos diferentes.."

No sitema internacional de unidades, a força Ø medida em newton (N), a carga elØtrica em coulomb (C) e o campo elØtrico em newton/coulomb (N/C).

a. b. c.

28 A interaçªo elØtrica e seu papel no mundo

VocŒ vai ver a importância da interaçªo de natureza elØtrica no mundo que nos cerca

Sem exagero, todas as propriedades do mundo material que nos cerca

(des)Acredite se puder!!!!! devem-se às interaçıes elØtricas! Difícil de aceitar? VocŒ mesmo poderÆ verificar lendo as pÆginas a seguir.

28A interaçªo elØtrica e seu papel no mundo

Para orientar o pensamento procure imaginar como ficaria o seu planeta e depois o sistema solar.

Procure representar as imagens que lhe vieram à cabeça por meio de desenhos.

A Terra se desligaria do Sistema Solar e sairia numa trajetória reta com movimento uniforme ( Lei da InØrcia). Devido à rotaçªo em seu próprio eixo, todos os objetos da sua superfície, incluindo a atmosfera e nós próprios, seriam lançados tangencialmente e dispersariam-se pelo espaço. A Terra perderia sua forma esfØrica. Os objetos lançados no espaço, entretanto, nªo se desagregariam.

A eletricidade estÆ muito mais presente em nossa vida que podemos pensar.

Sol, as lâmpadasIsso ocorre porque as cargas elØtricas

VocŒ consegue enxergar as letras deste livro por que elas sªo capazes de "desviar" a luz emitida por alguma fonte: o tŒm a capacidade de ’desviar’ a luz.

Durante o processo de impressªo desse livro, cada letra Ø fixada no papel devido a forças elØtricas. O papel Ø constituído de fibras e ele nªo se desfaz porque elas estªo presas entre si por forças de origem elØtrica.

Da mesma forma, a solidez de cadeira que vocŒ senta como a de todos os objetos da sala em que vocŒ se encontra Ø devida a forças de natureza elØtrica.

dos sinais nervosos, no funcionamento de cada cØlula

Mesmo o oxigŒnio que respiramos Ø incorporado ao sangue por meio de forças elØtricas. Essas forças tambØm estªo presentes na transformaçªo dos alimentos, na transmissªo Todos os sentidos funcionam à base de forças elØtricas!

Em resumo, todas as forças percebidas e sentidas por nós tŒm origem elØtrica, com excessªo da força gravitacional ou peso.

Ainda nªo estÆ convencido? Entªo vejamos...

Desafio n° 01

(Parte 7 de 9)

Comentários