Eletromagnetismo 1 . O GREF - Grupo de Reelaboração do Ensino de Física para o nível Médio

Eletromagnetismo 1 . O GREF - Grupo de Reelaboração do Ensino de Física para o...

(Parte 1 de 4)

leituras de física versªo pr eliminar

ELETROMAGNETISMO para ler, fazer e pensar

1. Onde nªo estÆ a eletricidade? 2. Pondo ordem dentro e fora de casa 3. Elementos dos circuitos elØtricos

4. Cuidado! É 110 ou 220? 5. A conta de luz 6. Exercícios

Leituras de Física Ø uma publicaçªo do

GREF - Grupo de Reelaboraçªo do Ensino de Física Instituto de Física da USP

Anna Cecília Copelli Carlos Toscano Dorival Rodrigues Teixeira Isilda Sampaio Silva Jairo Alves Pereira Joªo Martins Luís Carlos de Menezes (coordenador) Luís Paulo de Carvalho Piassi Suely Baldin Pelaes Wilton da Silva Dias Yassuko Hosoume (coordenadora)

ILUSTRA˙ÕES: Fernando Chuí de Menezes

MÆrio Kano

GREF - Instituto de Física da USP rua do Matªo, travessa R, 187 Edifício Principal, Ala 2, sala 305 05508-900 Sªo Paulo - SP fone: (011) 818-7011fax:(011) 818-7057 financiamento e apoio: ConvŒnio USP/MEC-FNDE

Sub-programa de educaçªo para as CiŒncias (CAPES-MEC) FAPESP / MEC - Programa Pró-CiŒncia Secretaria da Educaçªo do Estado de Sªo Paulo - CENP

A reproduçªo deste material Ø permitida, desde que observadas as seguintes condiçıes: 1. Esta pÆgina deve estar presente em todas as cópias impressas ou eletrônicas. 2. Nenhuma alteraçªo, exclusªo ou acrØscimo de qualquer espØcie podem ser efetuados no material. 3. As cópias impressas ou eletrônicas nªo podem ser utilizadas com fins comerciais de qualquer espØcie.

junho de 1998

1 Onde nªo estÆ a

Eletricidade?

A figura a seguir vocŒ provavelmente jÆ observou nos volumes anteriores desta coleçªo. Agora, entretanto, o jogo Ø diferente. VocŒ vai analisÆ-la e responder a questªo proposta ao lado.

VocŒ vai elaborar, em conjunto com seus colegas de classe, uma lista de coisas que farªo parte do programa desse curso

1Onde nªo estÆ a Eletricidade?

Leia o texto a seguir, escrito pelo poeta e escritor Carlos Drummond de Andrade e responda às questıes.

Carta a uma senhora

Falei de cozinha, estive quase te escolhendo o grill automÆtico de 6 utilidades porta de vidro refratÆrio e completo controle visual, só nªo comprei-o porque diz que esses negócios eletrodomØsticos dªo prazer uma semana, chateaçªo o resto do mŒs, depois enconsta-se eles no armÆrio da copa.

A garotinha fez esta redaçªo no ginÆsio:

"Mamy, hoje Ø dia das Mªes e eu desejo-lhe milhıes de felicidades e tudo mais que a Sra. sabe. Sendo hoje o dia das Mªes, data sublime conforme a professora explicou o sacrifício de ser Mªe que a gente nªo estÆ na idade de entender mas um dia entenderemos, resolvi lhe oferecer um presente bem bacaninha e fui ver as vitrinas e li as revistas.

Pensei em dar à Sra. o radiofono Hi-Fi de som estereofônico e caixa acœstica de 2 alto-falantes amplificador e transformador mas fiquei na dœvida se nªo era preferível uma tv legal de cinescópio multirreacionÆrio som frontal, antena telescópica embutida, mas o nosso apartamento Ø um ovo de tico-tico, talvez a Sra. adorasse o transistor de 3 faixas de ondas e 4 pilhas de lanterna bem simplesinho, levava para a cozinha e se divertia enquanto faz comida. Mas a Sra. se queixa tanto do barulho e dor de cabeça, desisti desse projeto musical, Ø uma pena, enfim trata-se de um modesto sacrifício de sua filhinha em intençªo da melhor Mªe do Brasil.

Como a gente nªo tem armÆrio da copa, me lembrei de dar um, serve de copa, despensa e bar, chapeado de aço tecnicamente subdesenvolvido. Tinha tambØm um conjunto para cozinha de pintura porcelanizada fecho magnØtico ultra-silencioso puxador de alumínio anodizado, um amoreco. Fiquei na dœvida e depois tem o refrigerador de 17 pØs cœbicos integralmente utilizÆveis, congelador cabendo um leitªo ou peru inteiro, esse eu vi que nªo cabe lÆ em casa, sai dessa!

Me virei para a mÆquina de lavar roupa sistema de tambor rotativo mas a Sra. podia ficar ofendida deu querer acabar com a sua roupa lavada no tanque, alvinha que nem pomba branca, Mamy esfrega e bate com tanto capricho enquanto eu estou no cinema ou tomo sorvete com a turma. Quase entrei na loja para comprar o aparelho de ar condicionado de 3 capacidades, nosso apartamentinho de fundo embaixo do terraço Ø um forno, mas a Sra. vive espirrando, o melhor Ø nªo inventar moda.

Mamy, o braço dói de escrever e tinha um liquidificador de 3 velocidades, sempre quis que a Sra. nªo tomasse trabalho de espremer a laranja, a mÆquina de tricô faz 500 pontos, a Sra. sozinha faz muito mais. Um secador de cabelo para Mamy! gritei, com capacete plÆstico mas passei adiante, a Sra. nªo Ø desses luxos, e a poltrona anatômica me tentou, Ø um estouro, mas eu sabia que minha Mªezinha nunca tem tempo de sentar.

Mais o que? Ah sim, o colar de pØrolas acetinadas, caixa de talco de plÆstico perolado, par de meias, etc. Acabei achando tudo meio chato, tanta coisa para uma garotinha só comprar e uma pessoa só usar, mesmo sendo a Mªe mais bonita e merecedora do Universo. E depois, Mamy, eu nªo tinha nem 20 cruzeiros, eu pensava na vØspera deste Dia a gente recebesse nªo sei como uma carteira cheia de notas amarelas, nªo recebi nada e te ofereço este beijo bem beijado e carinhosªo de tua filhinha Isabel".

questıes

oba

1. Quantos presentes Isabel pensou em dar para sua Mamy?

2. Quais eram e quais nªo eram elØtricos?

Para finalizar essa introduçªo ao estudo da Eletricidade vocŒ vai fazer uma lista dos aparelhos, instrumentos, componentes elØtricos e eletrônicos que usa ou conhece em casa, no trabalho ou no lazer. Essa lista serÆ o ponto de partida para a sua próxima aula.

Esquentar Ægua, iluminar os ambientes internos de uma residŒncia, escritório, providenciar uma torrada para o cafØ da manhª, falar ao telefone, aspirar o pó, encerar o chªo, fazer as contas para ver se o dinheiro vai dar para pagar as contas, assistir a um filme em video, ou a um jogo esportivo ao vivo, ouvir mœsica, acordar ao som das notícias do dia, enviar um fax, receber recados gravados numa secretÆria elØtrônica, enviar mensagens atravØs de uma rede de computadores,..., sªo exemplos de atividades que fazemos hoje com a ajuda da Eletricidade.

Nªo Ø à toa que nos momentos em que o fornecimento da Eletricidade Ø interrompido, a nossa vida sofre uma grande alteraçªo: ficamos de certo modo desamparados quando estamos em nossa casa, a alegria Ø geral quando hÆ dispensa das aulas na escola, o metrô e os trens urbanos nªo funcionam, os semÆforos apagam, etc.

A enciclopØdia Mirador, apresenta para a palavra Eletricidade a seguinte conceituaçªo:

1 ConceitoSão fenômenos elétricos todos aqueles

que envolvem cargas elétricas em repouso ou em movimento;as cargas em movimento são usualmente elétrons. A importância da eletricidade advém essencialmente da possibilidade de se transformar a energia da corrente elétrica em outra forma de energia: mecânica, térmica, luminosa, etc.

Uma outra maneira de percebermos a presença da eletricidade em nosso dia-a-dia consiste em fazer um levantamento das atividades que vocŒ fez hoje, desde o momento em que saiu da cama. Anote a resposta no caderno.

A seguir assinale qual delas dependeu da eletricidade para ser realizada.

Eletricidade na natureza:relâmpago

Eletricidade no corpo humano: impulsos elØtricos do olho para o cØrebro

vida!Ela começa com a luz refletida pelo

A visªo Ø o sentido que domina a nossa objeto que estamos observando e que atinge o nosso olho. Após atravessar vÆrias substâncias transparentes, Ø formada uma imagem invertida do objeto numa regiªo do olho chamada retina.

Ela Ø uma membrana transparente, cujo formato Ø semelhante ao do fundo de uma concha. Nas cØlulas da retina encontram-se substâncias químicas que sªo sensíveis à luz. A incidŒncia da luz sobre tais substâncias produz impulsos elØtricos que sªo enviados para uma deteminada regiªo do cØrebro atravØs do nervo óptico.

Embora a imagem na retina seja invertida Ø no cØrebro que ela Ø colcada na posiçªo normal.

objeto imagem invertida nervo óptico cØrebro sensaçªo

Os raios ou relâmpagos sªo descargas elØtricas naturais que sªo produzidas quando se forma uma enorme tensªo entre duas regiıes da atmosfera ( 100.0 vezes maior que a tensªo 220 volt de sua residŒncia para ligar o chuveiro). Nessas condiçıes, o ar nªo se comporta como um isolante elØtrico e o valor da corrente elØtrica pode atingir valores de atØ 200.0 ampŁres.

Em certos casos pode-se sobreviver a um raio, desde que a corrente elØtrica seja desviada dos orgªos vitais para as partes superficiais do corpo como a pele molhada de suor, a roupa molhada pela chuva ou tambØm pelo medo.

2 Pondo ordem dentro

e fora de casa

VocŒ vai organizar as "coisas" da eletricitridade ao mesmo tempo que se constrói um plano de curso

(Parte 1 de 4)

Comentários