Lombalgia

Lombalgia

(Parte 3 de 5)

•Localização mais freqüente – L4-L5 – L5-Localização mais freqüente – L4-L5 – L5- S1S1

Degeneração DiscalDegeneração Discal

Dor na região lombar que pode se irradiar para:Dor na região lombar que pode se irradiar para: a região glútea, a região glútea, um membro inferiorum membro inferior ambos os membros inferiores com igual intensidade ou ambos os membros inferiores com igual intensidade ou maior intensidade em um dos ladosmaior intensidade em um dos lados

Sinas de déficit neurológicoSinas de déficit neurológico

Fraqueza muscularFraqueza muscular Alterações de sensibilidadeAlterações de sensibilidade Atrofias muscularesAtrofias musculares Alterações de reflexosAlterações de reflexos

Hérnia discal – Hérnia discal – corte transversalcorte transversal

Compressão da raiz de L5Compressão da raiz de L5

Compressão da raiz nervosaCompressão da raiz nervosa

Hérnia dical L4 – L5Hérnia dical L4 – L5Postura antálgica Postura antálgica característica, hérnia característica, hérnia de disco lombar do de disco lombar do lado Dlado D

Degeneração discalDegeneração discal

Relative increases and decreases in intradiscal pressure in Relative increases and decreases in intradiscal pressure in relation to different body positions. Note that seated and relation to different body positions. Note that seated and bending postures apply more pressure to the disc than do bending postures apply more pressure to the disc than do standing and recumbent positions. This explains the standing and recumbent positions. This explains the exacerbation of symptoms of herniated disc when patients are exacerbation of symptoms of herniated disc when patients are in the former positions in the former positions

L4 – L5L4 – L5 L4 – L5L4 – L5

Nivel da hérniaNivel da hérnia DorDor

ParestesiaParestesia

Fraqueza Fraqueza muscularmuscular

AtrofiaAtrofia

ReflexosReflexos

Flexão Flexão Plantar Plantar 110 0 podo- pododáctilodáctilo

Raras Raras alterações alterações em patelar e em patelar e aquileuaquileu

Hérnia discal extrusaHérnia discal extrusa Disco L5Disco L5

Hérnia discal extrusa Hérnia discal extrusa L3-L4L3-L4

Estenose de CanalEstenose de Canal

Reduçao da amplitude do canal Reduçao da amplitude do canal medular:medular:

• Espessamento do Ligamento Espessamento do Ligamento AmareloAmarelo

• Complexo disco-osteofitárioComplexo disco-osteofitário

H.M. 74 anos, sexo masc. H.M. 74 anos, sexo masc. H.M. 74 anos, sexo masc. H.M. 74 anos, sexo masc.

Síndrome do PiriformeSíndrome do Piriforme

Contratura do Músculo Contratura do Músculo Piriforme levando ao Piriforme levando ao pinçamento do N. Ciáticopinçamento do N. Ciático

EspondilolisteseEspondilolistese

Em 1782, Herbinaue, um obstetra belga, notou uma Em 1782, Herbinaue, um obstetra belga, notou uma proeminência óssea em frente ao sacro, sendo o primeiro a proeminência óssea em frente ao sacro, sendo o primeiro a descrever a espondilolistese.descrever a espondilolistese.

listese- escorregamentolistese - escorregamento

O termo espondilolistese é atribuído a Kilian, 1864:O termo espondilolistese é atribuído a Kilian, 1864: espôndilo - vértebraespôndilo - vértebra

•É um deslizamento anterior do corpo vertebral.É um deslizamento anterior do corpo vertebral. •Duas a quatro vezes mais comum em homensDuas a quatro vezes mais comum em homens

•L5 – 67%L5 – 67%

•L4 – 15% a 30%L4 – 15% a 30%

•L3 – 2%L3 – 2%

•Causa dor em crianças e adolescentesCausa dor em crianças e adolescentes

•Pode levar a compressão de raízes nervosas com dor Pode levar a compressão de raízes nervosas com dor radicular e déficit neurológicoradicular e déficit neurológico •Muito intensa pode levar a compressão do canal Muito intensa pode levar a compressão do canal espinhal – com compressão da cauda equina, espinhal – com compressão da cauda equina, claudicação, disfunção esfincteriana e sexualclaudicação, disfunção esfincteriana e sexual

EspondilóliseEspondilólise

Esponilolistese Esponilolistese congênitacongênita

Alongamento do istmoAlongamento do istmo

Fratura de estresseFratura de estresse

Fratura do istmo bilateral, subluxação L5-S1Fratura do istmo bilateral, subluxação L5-S1

Espondilolistese Espondilolistese ístmicaístmica

Espondilite anquilosanteEspondilite anquilosante

•Doença inflamatória crônicaDoença inflamatória crônica •Espondiloartropatia que afeta o esqueleto, Espondiloartropatia que afeta o esqueleto, principalmente, coluna vertebral e articulações sacro-principalmente, coluna vertebral e articulações sacroilíacas e tecidos molesilíacas e tecidos moles •Mais freqüente em homensMais freqüente em homens

•Prevalência de 1 para 1000 na população branca Prevalência de 1 para 1000 na população branca

Rigidez matinal acompanhada de dor lombarRigidez matinal acompanhada de dor lombar Muitos pacientes acordam no meio da noite devido a dor Muitos pacientes acordam no meio da noite devido a dor e rigidez da região lombare rigidez da região lombar A dor pode se irradiar para região glútea e pernasA dor pode se irradiar para região glútea e pernas Perda da lordose lombarPerda da lordose lombar Outras manifestações: irite, aortite e carditeOutras manifestações: irite, aortite e cardite Imagem radiológica geralmente se inicia com sacroileíteImagem radiológica geralmente se inicia com sacroileíte

Ossificação dos discos Ossificação dos discos intervertebrais, dos intervertebrais, dos ligamentos longitudinais ligamentos longitudinais e inter-espinhaise inter-espinhais Coluna em bambuColuna em bambu

Calcificação total das Calcificação total das articulações sacro-ilíacasarticulações sacro-ilíacas

Teste de SchobberTeste de Schobber

(Parte 3 de 5)

Comentários