Revista BrOffice

Revista BrOffice

(Parte 2 de 12)

Revista BrOffice.org: Comunidade viva e atuanteRevista BrOffice.org: Comunidade viva e atuante m tempos nos quais valores individuais, muitas vezes, falammais alto, a Revista BrOffice.org mostra como fazer a diferença. Não somos melhores. Nem piores. Também não somos medíocres. Mas acreditamos que fazemos a diferença na vida das pessoas. Somos muito mais que bases instaladas. Somos muito mais que linhas de código, bits e escolhas mecânicas de como resolver um problema. Somos um exemplo do que o trabalho colaborativo é capaz de fazer. Uma comunidade vibrante, atuante e dona da própria história.

Quando vocês, leitores, baixam a Revista BrOffice.org, leem artigos, reportagens, dicas e tutoriais, estão fazendo download de um trabalho que só pode existir com o comprometimento de muitas pessoas. Na equipe, impera a lógica da colaboração, do exercício do que existe de melhor no ser humano: a capacidade de compreender dificuldades, de doar tempo (seja qual for) para somar esforços em favor de pessoas que, muitas vezes (a maioria das vezes), não conhecemos.

Nossa meta é a perfeição que, sabemos, jamais poderemos atingir. Não porque nos falta competência e qualidade, mas porque sabemos da impossibilidade da tarefa. Por outro lado, temos consciência da nossa responsabilidade com os leitores e isso nos faz acreditar que, se a perfeição é impossível, buscá-la, cotidianamente, é a nossa missão maior.

Mas de onde vem essa vontade? Vem do espírito de nobreza dos envolvidos nesta empreitada. E vem dos retornos que recebemos de vocês, leitores. Não se trata apenas dos elogios e parabéns, mas sim do reconhecimento e respeito que demonstram em suas manifestações, nas suas sugestões, que engrandecem o nosso trabalho e agregam. E é com este sentimento que um grupo de pessoas conseguiu um feito histórico: a internacionalização da Revista BrOffice.org. Sim! Em poucas semanas, um grupo de colaboradores assumiu o projeto que estava parado e finalizou duas edições da Revista para o inglês. Se a comunidade brasileira já era vitrine nos encontros internacionais agora passou a ser modelo a ser seguido, um “case” de sucesso.

Enfim, ao ler as páginas que relatam inovações, como o SpechOO, as dicas e tutoriais publicados para facilitar o dia a dia dos usuários, a entrevista que relata uma iniciativa em prol do Software Livre, queremos que compreendam que por trás desse trabalho há um coração que pulsa forte, que chora, que sonha, que se desespera e até pensa em desistir por limitações humanas, mas sempre aparece uma mão salvadora, duas mãos, três, provando mais uma vez que juntos podemos muito mais. Boa leitura!

Luiz Oliveira e Rochele Prass comunicacao@broffice.org

| Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 4Agosto | 2010 carta do leitor |

Esta é a sua seção! Na “Carta do Leitor”, você pode tirar dúvidas sobre o BrOffice.org, seja produto, comunidade ou desenvolvimento, enviar críticas ou sugestões que possam enriquecer ainda mais a nossa revista. Envie um email para revista@broffice.org. Participe!

Oi! Sem dúvida, um trabalho maravilhoso.

Estou aproveitando que a maioria de meus clientes e colaboradores não se adaptaram à interface Ribbon do Office 2007 e estou "implantando" licenças do BrOffice.org. Sem pirataria para alguns e sem custo para outros.

Mais uma vez, parabéns pelo trabalho da equipe! Reinaldo de Oliveira Pereira

Olá! Parabéns!

Tenho o orgulho de ser um participante do BrOffice.org. Obrigado!

Dominique Silva Neves

Opinião

É maravilhoso poder participar junto com vocês, pois esta revista é sensacional. Faz com que as pessoas se conscientizem. Desde já, estou agradecida.

Cleonice de Souza Naice

Só parabéns... Pois é, só passei para dar parabéns mesmo.

Primeiramente ao trabalho na revista apresentando ótima qualidade nos assuntos debatidos e excelente meio de divulgação de novidades...

Também gostaria de agradecer aos palestrantes que estão enriquecendo o fisl11 com assuntos e novidades sobre o BrOffice.org. Hoje (2/7) participei da palestra do Willian (Colen), que falou sobre extensões, muito bom!!!

...mais uma vez, valeu pessoal! Luciano da Cunha

Promoção!Promoção! Concorra a cinco ingressos para o Solisc 2010

Quer ganhar um ingresso para o 5º Congresso Catarinense do Software Livre? Então escreva para a Revista BrOffice.org! Envie um e-mail com o assunto “Ingresso Solisc” para revista@broffice.org com seu nome completo, RG e o local em que você mora. Serão cinco ingressos sorteados, através de parceria entre a Revista BrOffice.org e a organização do evento.

O sorteio será realizado no dia 30 de setembro pela equipe da Revista. Os ganhadores serão contatados pela organização do Solisc e receberão um código para retirada do ingresso no local do evento, que acontece em Florianópolis, nos dias 2 e 23 de outubro. Confira o site do Solisc: http://www.solisc.org.br/2010/

| Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 5Agosto | 2010 | Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 5Agosto | 2010

| Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 6Agosto | 2010

como nós|

n a t h a n c o l q u h o u n desafio como sempre foi o tempo. Colocamos como meta deixar pelo menos duas edições prontas antes da Conferência Internacional do

OpenOffice.org que acontece em Budapeste de 31 de agosto a 03 de setembro. Paralelamente, havia a produção desta edição e o planejamento de edições especiais; um presente que queremos oferecer ao nosso público leitor que em breve vai saber mais detalhes.

Voltando ao assunto, o projeto de tradução já existia; equipes já haviam sido formadas. Há projetos de tradução em andamento para o Galego, Francês, Inglês e Castelhano. Também há pessoas interessadas em traduzir a Revista para o Japonês, Alemão e Hindi. Entretanto, a Zine 01 e a Zine 09 são as primeiras traduções a saírem. Textos traduzidos por equipes anteriores e disponíveis em nosso Wiki foram aproveitados. Daí a importância do trabalho coletivo.

E quanto aos novos desafios? A ideia é traduzir todas as edições anteriores para o Inglês até chegarmos ao ponto de termos edições bilíngues saindo simultaneamente. E se você quiser integrar a equipe de tradução mande-nos um email: revista@broffice.org.

tradução da

Revista

BrOffice.orghttp:// w w w . o p e n c l i p a r t . o r g / d e t a i l / 1 3 0 3 9

A ideia é traduzir todas as edições para o inglês.

Por Luiz Oliveira

como nós|

| Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 7Agosto | 2010 ...fazemos a tradução da Revista BrOffice.org | Por Luiz Oliveira

“Quando me juntei ao grupo da Revista BrOffice.org, em novembro de 2009, fui muito bem recebido. Algum tempo depois soube da intenção de se fazer edições em Inglês da revista, que já contava com projetos semelhantes para Francês, Galego e Castelhano.

Mas foi no IV Encontro Nacional BrOffice.org que o desafio de lançarmos a revista em Inglês, em definitivo ganhou corpo. A forma de se fazer isso ficou para o time de tradução decidir. Após algumas conversas preliminares surgiu a principal dúvida: “O que precisaríamos para viabilizar o projeto? Na minha opinião um revisor, de preferência nativo no idioma, pois traduzir do inglês para o português é uma coisa. O contrário é mais difícil para quem não tem um conhecimento muito íntimo do idioma. Curiosamente, no mesmo dia em que disse isso, o Rogério Luz se dispôs a começar como tradutor na revista, mas ele foi escalado para ser revisor já que estudou e viveu fora do Brasil muitos anos. A partir daí começamos a traduzir.

Levamos algum tempo para aparar algumas arestas. Mas, devagar fomos prosseguindo. No início do mês de Agosto, tínhamos traduzido metade da edição 9, mas ainda faltava muito. O objetivo era traduzir a edição 9 e a 1 totalmente, além de produzir uma edição especial bilíngue. Isso coincidiu com vários contratempos. Mas, logo o Clóvis deu um gás que eu não acreditei. Em uma semana traduzimos a edição 9, na semana seguinte a 1. Combinamos de eu revisar os textos do Clóvis e ele os meus. Em seguida, o Rogério começou o trabalho para tornar os textos inteligíveis para "los gringos". Pareceu uma coisa muito desorganizada e mal feita, mas as coisas fluíram de uma maneira tão natural que me fez crer que o tal modelo "bazar" funciona de maneiras muito além da nossa imaginação. É um grande prazer e um privilégio fazer parte desse time.”

A seguir, três depoimentos sobre o trabalho de tradução da Revista BrOffice.org pelos próprios tradutores, Paulo S. Lima, Rogério Luz e Clóvis Tristão:

“Não tardou para eu ter não uma, mas duas revistas inteiras para fazer revisão.” (Rogério Luz)

teiras para eu revisaré claro, amigo leitor que me vi em apuros.

Eu pensei: "tudo bem, eu já nem estou atolado de trabalho, mas como as coisas devem ir num ritmo lento eu topo". Obviamente eu não sabia que existia um complô contra a minha vida, o Clóvis e o Paulo decidiram que seriam duas metralhadoras de traduções e não tardou eles tinham a tradução não de uma, mas de duas revistas in- Mas dei uma olhada nas traduções, uma correçãozinha aqui e ali, e toca a lenha. Ambas as traduções estão decentes, e se gringo não entender é porque não quer se esforçar (brincadeirinha). Eles vivem tentando me dar crédito por algum processo de revisão que eu tenha feito (acho que eles têm medo de me assustar com a quantidade e velocidade da tradução que são capazes) mas a verdade é que tanto a RB09 quanto a Zine1 não tem quase um dedo sequer meu. Esses dois e sua fábrica de traduções são a alma do projeto do qual me orgulho de poder participar de vez em quando. Parabéns ao Clóvis e ao Paulo e a equipe da Revista BrOffice.org por mais essa iniciativa.

Eu me envolvi com a Revista BrOffice.org quando fui convidado a fazer um artigo com base em um post que fiz no Grupo de usuários. Fiz o artigo, foi publicado e achei a experiência toda o máximo! Em 15 dias me convidaram para ver como organizaríamos um grupo de tradução bilíngue inglês/português.

“É um grande prazer e um privilégio fazer parte desse time” (Paulo S. Lima)

| Revista BrOffice.org | w.broffice.org/revista 8Agosto | 2010

A nossa equipe é bem unida, basta apenas um chamado e todos já se mobilizam e ajudam como podem; essa ideia de bazar funciona mesmo. Unidos somos fortes...

O texto do Paulo resume todo o processo que passamos para a tradução dos exemplares Zine01 e RB09. Não tenho muito o que acrescentar. Essa ideia de Bazar citada pelo Paulo, funciona bem, pois cada um dá o seu esforço e tempo na medida certa, sem muitas cobranças. Bom, aqui vai um bit de informação sobre a minha impressão de todo o processo: "Quando o Luiz me ligou dizendo que precisava de uma ajuda na tradução da Revista BrOffice.org 09 e

Arquivo pessoal

como nós|

...fazemos a tradução da Revista BrOffice.org | Por Luiz Oliveira

“A nossa equipe é bem Unida” (Clóvis Tristão) da Zine 01 para o Inglês, a mosca da curiosidade aliada ao desafio me "picou". Afinal, somos movidos por desafios e superação de metas a todo o momento. Fiquei me perguntando, será que consequimos fazer isso em uma semana? Coloquei isso como meta, e comecei a trabalhar nas traduções, conversando com o Paulo, traçamos objetivos e prazos. Como ele e Rogério já estavam com o processo de tradução iniciado na RB09, propus terminarmos a tradução da RB09 e depois começarmos a Zine 01, que já tinha algumas matérias traduzidas. Para minha surpresa, todo esse processo da RB09 e Zine01, foi realizado em uma semana. Pra ser mais exato, concluímos o processo em 02 noites.

(Parte 2 de 12)

Comentários