(Parte 4 de 9)

Objetivo: Discutir com os adolescentes as manifestações da sexualidade.

O que você irá precisar:

Sala ampla e confortável, cartolinas, folhas de papel, canetas coloridas, revistas c jornais atuais, tesouras e cola.

Tempo: 30 minutos.

O que você deverá fazer:

Trabalho individual:

1 - Pedir aos adolescentes que pensem em algo que tenham visto, ouvido, falado ou sentido sobre sexualidade.

2 - Solicitá-los a guardar esses pensamentos para si. Não é necessário escrever.

Trabalho em grupo:

1 - Formar grupos de 5 adolescentes e solicitar que conversem sobre diferentes situações em que a sexualidade é manifestada pelas pessoas no ambiente social.

2 - Entregar revistas, jornais, folhas de papel, canetas, tesouras e cola aos grupos.

3 - Solicitar os grupos a montar um painel com as figuras, os anúncios e textos que estejam relacionados com a sexualidade.

4 - Após a elaboração do painel, pedir a cada grupo que eléja um representante para explicar como foi o processo de discussão e de montagem do painel.

5 - Cada coordenador de grupo coloca seu painel em uma parede da sala e explicará para o grande grupo o seu real significado.

6 - Após as apresentações dos coordenadores, abrir um debate com todos os participantes.

7 - O facilitador poderá fazer uma síntese dos tópicos apresentados e incentivar a reflexão sobre essas manifestações da sexualidade em diferentes culturas.

Pontos para discussão: a) Por que as pessoas confundem sexualidade com sexo? b) De que maneiras a sexualidade pode ser expressada? c) Que sentimentos podem estar envolvidos na expressão da sexualidade? d) O que se entende por sexualidade, sensualidade, erotismo e pornôgrafia?

Resultado esperado:

Ter esclarecido as concepções do grupo sobre sexualidade e suas diferentes formas de expressão.

Manual do Multiplicador

“Quem deve cuidar da casa e dos filhos é a mulher, o homem cuida do sustento da família”. (Severino, 38 anos)

A sexualidade está muito relacionada com o papel que homens e mulheres desempenham socialmente.

A sociedade estabelece hierarquicamente papéis sociais para o homem e a mulher, nos quais, não raramente, encontramos o homem colocado em um papel privilegiado. O que a sociedade espera do homem e da mulher é o que se chama de papel sexual.

Mas o que é realmente papel sexual? Papel sexual é o modo de se comportar dos indivíduos do mesmo sexo.

A sociedade e a cultura de cada povo determinam como homens e mulheres vão incorporar esses papéis, e quem não segue esse padrão, muitas vezes, não é visto com bons olhos.

Antigamente, não se admitia que a mulher trabalhasse fora, usasse calças compridas e batom. Atualmente, muitas mulheres desenvolvem trabalhos iguais aos dos homens e se vestem de acordo com a conveniência, condição e ocasião.

Apesar da modernização que a estrutura social sofreu nas últimas décadas, observamos que a educação de meninas e meninos continua sendo bem diferenciada. Enquanto os meninos são educados dentro da ótica da competição e agressão, as meninas são educadas para serem delicadas e maternas.

E, quando chega a adolescência

Para a moça, vem uma série de proibições: não deve sair sozinha, não pode transar com o namorado etc. Ao passo que, para o rapaz, tudo é permitido e até estimulado: sair só, beber, fumar, voltar para casa de madrugada, ter relações sexuais.

Por isso, ao educador cabe a tarefa de desencadear a reflexão e o debate sobre os papéis sexuais carregados de estereótipos (modelos rígidos de comportamento).

Não se pretende fazer meras substituições entre as posições sociais que os homens e as mulheres ocupam, mas promover a igualdade de direitos e a equiparação de oportunidades.

Adolescente

Objetivo:

Discutir como os participantes percebem os papéis sexuais entre homens e mulheres na sociedade.

O que você irá precisar:

Sala ampla, folhas de papel sulfite, canetas, cartolinas ou papel manilha. Tempo: 40 minutos.

O que você deverá fazer:

1 - Dividir os participantes em 6 grupos:

03 grupos do sexo masculino; 03 grupos do sexo feminino.

2 - Solicitar os 03 grupos do sexo masculino a discutirem em subgrupos:

as vantagens de ser mulher; as desvantagens de ser mulher.

3 - Solicitar os 03 grupos do sexo feminino discutirem em subgrupos:

Após a discussão, deverão preparar uma lista com as referidas vantagens e desvantagens de ser homem ou mulher.

4 - Após a montagem da listagem, cada grupo apresenta seus resultados.

Observação:

Nesta dinâmica de grupo, é proposital que os garotos pensem sobre as vantagens e, às desvantagens de ser mulher e vice-versa.

Dessa forma, um sexo se colocará no lugar do outro.

Pontos para discussão:

a) Qual a origem dessas diferenças? b) Como essas diferenças são vistas em outras sociedades? c) Como essas diferenças afetam a vida dos homens e das mulheres? d) Quais das vantagens de ser homem ou mulher são reais e quais são estereotipadas? e) É possível ser homem e exercer alguns dos tópicos listados em “mulher” e vice-versa? f) O que significa “masculino” e “feminino”? É o mesmo que “macho” e “fêmea”?

Resultado esperado:

Membros do grupo terão começado a pensar sobre as diferenças dos papéis sexuais.

(Parte 4 de 9)

Comentários