Aula de farmacologia - conceitos gerais

Aula de farmacologia - conceitos gerais

(Parte 2 de 4)

- Granulados

- Pellets

- Óvulos

- Supositórios

- Cataplas ma - Emulsão

- Xarope

- Elixir

1.Comprimidos:medicamento ou medicamentos em pó, sob compressão em geral, de forma circular. 2.Drágeas: são grânulos com medicamento ou medicamentos envolvidos em camada de açúcar, polidos e co loridos. 3. Pílula: pequenas drágeas. 4.Cápsulas: medicamento ou medicamentos em pó ou

4.Cápsulas: medicamento ou medicamentos em pó ou grânulos, envolvido em gelatina solúvel, que deve ser dissolvido no intestino. 5.Supositório:forma alongado, sendo sua base de glicerina, gelatina ou manteiga de cacau. 6.Xarope: medicamento + açúcar + água. 7.Elixir: medicamento + açúcar + álcool. 8.Emulsão:combinação de dois líquidos que não se misturam, devendo ser agitada antes de usar.

1.BOCA E FARINGE: TINTURAS, PASTILHAS, COLUTÓRIOS,

2.OLHOS-ORELHAS-NARIZ:

3. ORAL:COMPRIMIDOS, CÁPSULAS, DRÁGEAS, SOLUÇÕES,

4. BRÔNQUIOS E PULMÕES: -SOLUÇÕES ( INALAÇÕES, AEROSSÓIS, SPRAY)

5. URETRA: GELÉIAS, SOLUÇÕES

6. VAGINA: COMPRIMIDOS, GELÉIAS, ÓVULOS, CREMES, PÓS, 7. CANAL ANAL: POMADAS, SUPOSITÓRIOS representa a quantidade de medica mento, no local de ação (biofase) , necessária para produzir o efeito desejado.

produzir o efeito desejado.

2. Posologia:

Descreve a quantidade de u m medica mento, que deve ser administrado de u ma só vez ou de modo fracionado nu m intervalo de te mpo deter minado (e m geralpor dia) para que a dose seja alcançada.

1. NOME QUÍMICO: É UM NOME CIENTÍFICO QUE DESCREVE COM EXATIDÃO SUA ESTRUTURA ATÔMICA E MOLECULAR (não ée mpregado no dia a dia da clínica

2. MEDICAMENTO GENÉRICO: UMA FORMA SIMPLES DE

IDENTIFICAR O MEDICAMENTO(e m alguns países éa única maneira de se prescrever o medica mento)

3. NOMECOMERCIAL: NOMEDE MARCA OUFANTASIA.

4. ATENÇÃO: DEPOIS DE UM CERTOTEMPO DE CARÊNCIA(10 ANOS)OPRODUTO ÉLIBERADOE QUALQUERFABRICANTE PODERÁPRODUZÍ- LOEPASSAASERIDENTIFICADOPOR UM NOMEDEFANTASIA

NOME QUÍMICONOME QUÍMICO – ácido 2- ACETOBENZÓICO

NOME GENÉRICO: ácido acetilsalicílico

NOME DE MARCA

AAS® ; Apirina®

; Buferin®

N -( 4-hidroxifenil) acetamida

NOME GENÉRICO paraceta mol

NOME DE MARCA Tylenol

ANTAK ® princípio ativo princípio ativo ranitidina venda sob prescição médica Laboratório princípio ativo

500 mg

venda sob prescrição médica Laboratório princípio ativo ranitidina venda sob prescição médica Laboratório

princípio ativo

RANITIDINA

medica mento

500mg venda sob Prescrição médica Laboratório

500 mg

venda sob prescrição médica Laboratório princípio ativo ranitidina venda sob prescição médica Laboratório

1. Porque não te m que inve stir te mpo e recu rso s finance iros e m pesq uisa científica .

2. Porque nãote m queinve stir e m divu lgaçã o científica para a classe médica .

3. Isto gera u ma econo mia de, pelo menos, 40% no

Por que os medicamentos genéricos são mais baratos?

3. Isto gera u ma econo mia de, pelo menos, 40% no preço do medica mento par

Haldol 5 mg (20 comprimidos) $R 6,61 Amplictil 25mg (20 comprimidos) $R 3,83 Risperidona 3mg (20 comprimidos) $R 110,91 Olanzapina 10mg (28 comprimidos) $R 580,48 Abilify 10mg ( 20comrprimidos) $R 565,20 Abilify 30mg ( 30 comprimidos) $R 1.271,70

Objetivo da Terapêutica:

“obter um efeito benéfico desejado com mínimos efeitos adversos

“Para queo objetivodo usode um

“Para queo objetivodo usode um medicamentosejaalcançado, doses adequadas do fár maco deve m alcançar os tecidos-alvode modoa serematingidos níveisterapêuticos, não-tóxicos.

REPOSIÇÃO:Fornecimento de elementos carentes ao organismo. Ex. Vitaminas, Sais Minerais, Proteínas, Hormônios. PROFILAXIA :prevenção de doença ou infecção. Ex. Soros e Vacinas. COMBATE A INFECÇÕES -TUMORES CANCERÍGENOS Ex. Qui mioterápicos. BLOQUEIO TEMPORÁRIO DE UMA FUNÇÃO NORMAL BLOQUEIO TEMPORÁRIO DE UMA FUNÇÃO NORMAL

Ex. Anestésicos gerais e locais, Anticoncepcionais CORREÇÃO DE UMA FUNÇÃO ORGÂNICA DESREGULADA Ex.: Cardiotônicosna insuficiência cardíaca congestiva,

Hidrocortisona na insuficiência de supra-renal

Insulinano diabetes AGENTES AUXILIARES EM DIAGNÓSTICO. Ex. radiofármacos

(Parte 2 de 4)

Comentários